A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

30/10/2014 06:50

Ateliê vira espaço de festa para crianças serem artistas no dia do aniversário

Paula Maciulevicius
Quem conhece as paredes do ateliê que estar ali é como estar em casa. Com toda liberdade e criatividade. (Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)Quem conhece as paredes do ateliê que estar ali é como estar em casa. Com toda liberdade e criatividade. (Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)

Aos 6 anos, Valentina soprou as velinhas de aniversário de uma forma diferente. Não era nem um buffet de festas infantis e nem o quintal de casa, mas foi onde ela e os amigos tiraram o dia para se tornarem artistas. A data marcou tanto a aniversariante, como a realizadora da ideia. Foi a abertura do ateliê da artista plástica Ana Ruas para os parabéns.

Veja Mais
Última oportunidade pra preparar a casa pro fim de ano
Salão das loiras em Campo Grande faz pacote de festa por R$ 150,00

Desde a inauguração, em agosto de 2011, o ateliê e Ana recebem as crianças de braços abertos. Algumas delas são frequentadoras assíduas das oficinas durante os sábados ou nas férias. Outras, chegam por programas educativos oferecidos às escolas.

No ano passado, a mãe de Valentina foi quem procurou o ateliê com um pedido inusitado: saber se Ana Ruas podia dar uma oficina para a turma da filha, como uma forma de comemorar o aniversário. "Aceitei, então, além da atividade com lápis, tintas, sucatas, etc, houve um pic-nic in-door, com salgados, brigadeiro e bolo", descreve a artista. 

A partir daí, outras mães procuraram, umas porque souberam desta festa, outras porque queriam algo diferente ou porque o filho pediu. "As crianças vêm para o ateliê de uma artista, pintam na mesa e no cavalete que a artista pinta. Usam o quintal e todos os espaços, se sentem em casa!", narra Ana.

Desde a inauguração, em 2011, o ateliê e Ana recebem as crianças de braços abertos.(Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)Desde a inauguração, em 2011, o ateliê e Ana recebem as crianças de braços abertos.(Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)
O que pintavam e criavam como artistas era a própria lembrancinha da festa. (Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)O que pintavam e criavam como artistas era a própria lembrancinha da festa. (Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)

Quem conhece as paredes do ateliê que estar ali é como estar em casa. Além de se sentir à vontade, tanto os pequenos como os grandes sofrem, entre as paredes, de um contágio imediato: a imaginação e animação, como se adentrar pelas portas do ateliê e encontrar o sorriso e a receptividade de Ana Ruas fossem uma injeção de criatividade.

"Não é providenciado brinquedos como pula-pula etc. Não tem balões. E o desenho/ pintura que fazem no papel é a própria lembrancinha que cada criança leva para casa", detalha Ana. O evento é só para crianças, além delas só entra o pai e a mãe. Fora isso, os avós e tios aparecem só na hora do parabéns, 30 minutos antes da festa acabar. As horas que antecedem o sopro das velinhas são dedicadas só aos artistas.

A escolha pela proposta mais livre ao invés das festas de "sempre", foram da publicitária Adriany Bueno, na tentativa de fugir do comum. "Eu estava procurando uma festa diferente, que fosse contribuir com a criança, para que ela interagisse num ambiente diferente", conta a mãe.

Até os 5 anos, Valentina comemorava o próprio aniversário e via os amigos sempre nos mesmos buffets. "Tem 30 colegas na sala, os 30 fazem aniversário e são sempre os mesmos brinquedos", completa. Por telefone, ela anunciou à artista o desejo de que o contato que a filha teve na oficina do ateliê fosse estendido aos amigos. "Ela gosta. Os meus filhos têm muito contato, até porque trabalho em agência de comunicação. Então eles têm bastante contato com a questão de criação e arte", explica Adriany.

Aos 6 anos, Valentina soprou as velinhas de aniversário de uma forma diferente.  (Foto: Arquivo Pessoal)Aos 6 anos, Valentina soprou as velinhas de aniversário de uma forma diferente. (Foto: Arquivo Pessoal)

No ateliê, não é só a oficina de pintura que prende a atenção dos pequenos. O espaço é super agradável, além de ser um convite para se correr descalço pelo gramado. "Eles têm passarinhos, ela acha super legal. Eles fazem brincadeiras com material reciclável, resgatam as brincadeiras antigas e foi tudo isso levado para o aniversário dela", relata a mãe.

Além do contato com uma ideia livre e criativa, a publicitária pensou em despertar nos pais a atenção para talentos que os pequenos podem ter. "Não é todo mundo que faz isso com as crianças em casa. Foi uma confraternização diferente, e os meninos acharam maravilhoso, porque interagiram entre eles e com a Ana como artista. As cores, o contato, eles ficaram enlouquecidos", lembra a mãe.

A tarde passou sem que eles se dessem conta. O lanche não eram salgadinhos, mas sim comidas saudáveis para quem precisa repor tanta energia gasta. De lembrança, cada um levou para casa a sua própria obra de arte. E saíram quadros lindíssimos, de quem sabe, futuros artistas.

A tarde passou sem que eles se dessem conta. (Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)A tarde passou sem que eles se dessem conta. (Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)
O espaço é um convite para se correr descalço pelo gramado. (Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)O espaço é um convite para se correr descalço pelo gramado. (Foto: Divulgação/Ateliê Ana Ruas)

Para a artista, o aniversário se torna simples, prático e sem frescura. "Sempre tenho caixas que as crianças usam para escorregar e dia de muito calor uso uma mangueira para molhar a turma. É farra total", anuncia.

E a atividade que nasceu, meio sem querer, está ganhando adeptos. Devido a agenda diversificada do ateliê, de oficinas e palestras, está até concorrido de conseguir horário. A logística do ateliê já conta com duas assistentes que atuam há algum tempo no espaço e ajudam a artista na distribuição de material, organização e recepção. Os pais são escalados para ajudar a servir o pic-nic.

Quem quiser conhecer e se apaixonar pela proposta, o ateliê está de portas abertas. Basta ligar e agendar horário para conhecer tudo de pertinho e também se imaginar brincando. O telefone da artista Ana Ruas é o 9202-4095.

Quem quiser conhecer e se apaixonar pela proposta, o ateliê está de portas abertas. (Foto: Arquivo Pessoal)Quem quiser conhecer e se apaixonar pela proposta, o ateliê está de portas abertas. (Foto: Arquivo Pessoal)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.