A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

20/04/2015 06:56

Ele se diverte com a reforma de modelo igual ao primeiro carro que teve na vida

Aline Araújo
O carro em bom estado está para a reformar os detalhes. (Foto: Fernando Antunes)O carro em bom estado está para a reformar os detalhes. (Foto: Fernando Antunes)

Quando Renato Giordano tinha 20 anos, e começou a cursar a faculdade de Engenharia Civil no Rio de Janeiro, era 1973. De presente, ganhou um Karmann-Ghia azul do pai, carro que já fazia sucesso na época, considerado o “Porsche Brasileiro”.

Veja Mais
Para quem só conhece Sidra, sommelier ensina que existe espumante bom e barato
Loja reinaugura com liquidação de jeans por 39,90

Renato sempre gostou de carros antigos. (Foto: Fernando Antunes)Renato sempre gostou de carros antigos. (Foto: Fernando Antunes)

O carro o acompanhou por muito tempo. Mas então ele vendeu, as coisas mudaram e hoje, com 62 anos de idade, começa a reformar um carro do mesmo modelo que o acompanhou na juventude.

Agora a cor é verde abacate, algo que não tem como não chamar a atenção na oficina. De 1969, o carrinho surge agora em perfeito estado, reformado aos poucos durante quatro anos.

“Acredito que mais um mês ele fica pronto. Ficou um tempo parado, mas eu gosto é disso, de acompanhar a reforma. Como tá ficando cada detalhe”, comenta Renato.

O carro trás lembranças da época de faculdade. (Foto: Fernando Antunes)O carro trás lembranças da época de faculdade. (Foto: Fernando Antunes)

O interesse por carros antigos surgiu na infância. O pai de Renato tinha uma oficina e desde pequeno ele já ficava “namorando” os modelos. Na vida adulta, a paixão ganhou forma, além do Karmann-Ghia, ele também tem um Puma 1972.

Há quatro anos ele contou para um amigo o interesse em achar um veículo como o primeiro que teve na vida. Quando encontrou o carro, não teve dúvidas e comprou.

Renato não costuma participar de encontros de antiguidades ou relíquias automotivas, o hobby está em investir na reforma. Também não é do tipo que guarda as preciosidades na garagem. Garante que vai é passear com o carro pelas ruas de Campo Grande.

A diversão de Renato é reformar o carro. (Foto: Fernando Antunes)A diversão de Renato é reformar o carro. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.