A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

22/11/2016 06:10

Em oficina de costura criada por mãe e filha, casadinho deixa serviço bem barato

Informe Publicitário
No braço, uma das homenagens da filha à mãe. (Foto: Alcides Neto)No braço, uma das homenagens da filha à mãe. (Foto: Alcides Neto)

Antonia Hanemann tem no corpo as lembranças da mãe costureira. Em três tatuagens, deixa mais do que claro o amor por dona Vilma, que partiu em 2009. O trabalho foi a maior herança da mulher batalhadora, que ensinou o ofício à filha artista e abriu até uma empresa pensando na realização profissional de Antonia.

As duas se tornaram sócias na Art Fina, oficina que surgiu para reunir o talento das duas, com consertos de roupas e produção de arte em papel machê. Já são 17 anos em um dos pontos mais conhecidos da cidade, a Galeria Dona Neta, na Avenida Afonso Pena. 

Em Campo Grande, ocorreu a guinada nos projetos da crocheteira que criou os filhos trocando peças de crochê por todo o tipo de serviços e produtos em Rio Verde, cidade onde as crianças cresceram. 

Mas os últimos tempos são de saudade. Faltando um mês para a Art Fina completar 10 anos com as portas abertas, em 2009 dona Vilma ficou gripada e sob suspeita de H1N1, morreu, aos 56 anos. Coube a outra filha, Andréa, assumir o lugar da mãe e ajudar Antonia a continuar o que sempre foi um sonho de crescimento em família.

Mãe e filha em papel machê, referência presente na alma da oficina de costura. (Foto: Alcides Neto)Mãe e filha em papel machê, referência presente na alma da oficina de costura. (Foto: Alcides Neto)
Oficina faz todo tipo de reparo e também customiza peças. (Foto: Alcides Neto)Oficina faz todo tipo de reparo e também customiza peças. (Foto: Alcides Neto)

O lugar tem jeito de casa de costureira, com o colorido da arte de Antonia e todas aqueles carreteis de linhas e máquinas de costura. Por ali, tudo ainda lembra dona Vilma, até a forma de cobrança.

Quando começaram a trabalhar juntas, mãe e filha decidiram que teriam uma relação mais próxima com as clientes, se colocando no lugar de quem está do outro lado do balcão. Criaram até o sistema "casadinho", para tornar mais baratos os serviços.

Para providenciar ajuste de cós, lateral e ainda fazer a barra, o custo original seria de R$ 45,00, mas no sistema "casadinho", o pacote com os 3 serviços cai para R$ 25,00. O mais pedido, apenas lateral e barra, tem desconto também quando feito de uma vez só. De R$ 27,00 o valor é reduzido para R$ 20,00.

Até para arrumar o look de festa o precinho é camarada. De R$ 75,00, o preço para ajustar alça, lateral e barra de um vestido sofisticado cai para R$ 60,00. 

Frida na parede, uma das criações de Antonia. (Foto: Alcides Neto)Frida na parede, uma das criações de Antonia. (Foto: Alcides Neto)

A filha tatuada recebe a clientela que até estranha o tipo moderninho da dona do negócio, mas é só conversar um pouco para se ter a prova de que ela entende bastante do que faz.

"Tive de aprender a fazer barra como a das fábricas, a entender de acabamento, minha mãe me ensinou tudo. A gente já sabe também como cada cliente gosta de ser tratada, como espera que fique a peça, mais larguinha ou mais apertada", comenta Antonia.

A responsabilidade com o trabalho também aproximou costureiras e clientela. "Nós somos muito sinceras com as clientes, se a peça não precisa mudar nada, a gente fala. Por isso, tem pessoas agora que vêm aqui só para perguntar nossa opinião", diz.

Com o tempo, a procura por reparos cresceu tanto, que a artista assumiu tesoura, linha e agulha. Depois vieram mais 4 costureiras. Mãe da melhor amiga de Antonia, "Tia Amélia" é a mais antiga, trabalha ali desde a abertura e agora é a maior experiência na rotina da oficina.

Graças ao reforço na mão de obra, hoje Antonia consegue produzir arte em quadros que mesclam também o aprendizado na oficina. "Faço muita coisa hoje com bordados", diz, mostrando um quadro de tons doces na parede.

O lado artista também aparece na customização de peças, de camiseta ao shorts. "Também faço muito a customização de uniformes. A meninada adora", comenta sobre o serviço que custa, em média, R$ 30,00.

A oficina de costura faz qualquer tipo de reparo, da barra original ao ajuste de terninhos. E para garantir 100% de satisfação, a Art Fina refaz o serviço quantas vezes for necessário, assegura a proprietária. 

A Art Fina fica no corredor lateral da Galeria Dona Neta, em frente à Praça Ary Coelho, na Afonso Pena, 2081, loja 10. Orçamentos podem ser solicitados por Whatsapp no número 98214 0079.

Oficina fica na Galeria Dona Neta, na Avenida Afonso Pena. Oficina fica na Galeria Dona Neta, na Avenida Afonso Pena.
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.