A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

29/09/2015 06:23

Forçado a fechar cedo, bar cria "Noite Cinderela", onde encanto acaba meia-noite

Paula Maciulevicius
Ideia veio do músico Elânio Rodrigues, uma forma irônica de encarar as restrições. (Foto: Gerson Walber)Ideia veio do músico Elânio Rodrigues, uma forma irônica de encarar as restrições. (Foto: Gerson Walber)

Foi no bom humor que o bar resolveu o impasse que tinha frente à falta de alvará especial que garantiria o funcionamento além da meia-noite. Por conta da música ao vivo, a dona e a dupla de cantores da casa criaram a "Noite Cinderela", onde meia-noite acaba o show e o encanto e quem fica, pode virar abóbora.

Veja Mais
De super-herói a câmera analógica, presentes para nerds estão em alta
Oficina oferece de graça curso básico sobre veículos para mulheres

No Pub 103, há quatro meses as noites de sexta-feira funcionam assim, por conta da fiscalização que a Prefeitura faz em cima, a proprietária Anelive Sayuri Yoshikawa, de 40 anos, deu o pontapé na brincadeira. "Apesar de o local ser comercial, a Prefeitura pede para que eu tenha o alvará especial. A burocracia é muito grande e toda essa troca de secretário, fica complicado", justifica. A dona alega que a documentação está para ser avaliada há cinco meses.

O alvará que o estabelecimento tem autoriza o funcionamento até meia-noite. O que for além disso, está sujeito à multa, coisa que já andou acontecendo. "Antes da meia-noite a gente já vai avisando, dispensa todo mundo e depois fecha a porta", explica Sayuri. 

Amigos Ana e Gláucio entendem o horário de fechamento e a sacada da Cinderela. (Foto: Gerson Walber)Amigos Ana e Gláucio entendem o horário de fechamento e a sacada da Cinderela. (Foto: Gerson Walber)

A ideia veio em conjunto com a dupla de músicos Elânio Rodrigues e Kely Zerial. "Foi uma forma de ironizar um pouco essa organização. A gente entende que tem que uma série de regras, mas a noite de Campo Grande está condicionada às restrições. Então vamos brincar, já que o encanto vai acabar meia-noite, vamos transformar a noite em Cinderela", descreve Elânio.

A brincadeira também quer habituar o público a chegar mais cedo no bar. O que não é muito do campo-grandense. Acostumados a saírem de casa depois das 22h, a apresentação no Pub começa cedo para que todo mundo possa aproveitar ao máximo. A noite ali acabou virando o esquenta para outras baladas.

Professor, Gláucio Aparecido da Silva, de 20 anos, diz que já frequentava o bar quando a noite podia ser mais longa. A nova medida lhe causou estranheza porque pela cidade, geralmente, as festas só começam depois das 11h da noite. "Mas entendi que é por conta da fiscalização. Achei uma boa sacada a ideia, só poderíamos ficar mais", comenta. Ele avalia que se for assim, a noite em Campo Grande, para quem curte MPB e lugares alternativo, pode acabar. "Não vai ter onde a gente ir, o que pode ficar aberto é boate o que muita gente não gosta", completa.

A amiga Ana Cláudia Cardoso, de 40 anos, foi ao Pub pela primeira vez nessa última sexta. "Para mim a proposta é perfeita, não acho que acaba cedo, é um momento de happy hour, de encontrar amigos. E é bacana que eles estão tentando alternativas. Dá vontade de ficar mais, mas daí é só voltar na próxima", opina a bancária.

Até sair o alvará, Sayuri vai manter o bar aberto somente às sextas e até meia-noite. Nos dias de semana, não vale a pena abrir porque o horário cai para 23h. "Passou da meia-noite, todo mundo vira abóbora", brinca. O Pub 103 fica na Rua Aquidauana, 103, na Praça Aquidauana, região central da cidade.

Até sair o alvará especial, bar abre só às sextas, com Noite Cinderela. (Foto: Gerson Walber)Até sair o alvará especial, bar abre só às sextas, com "Noite Cinderela". (Foto: Gerson Walber)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.