A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

09/03/2015 06:45

Grupo aparece "nos panos" para mostrar que passeio de bicicleta pode ser chique

Elverson Cardozo
Chuva atrapalhou passeio, mas grupo compareceu à Praça do Rádio para a largada. (Foto: Alcides Neto)Chuva atrapalhou passeio, mas grupo compareceu à Praça do Rádio para a largada. (Foto: Alcides Neto)

A chuva não deixou, mas faltou pouco para o “1º Bije Anjo Cycle Chic” acontecer ontem (8) à tarde em Campo Grande. O evento, que tem a proposta de mostrar que é possível, sim, utilizar bicicleta no dia a dia e sem “se vestir de ciclista”, reuniu cerca de 30 pessoas, de uma turma de 87 que confirmaram presença, na praça do Rádio Clube, de onde seria a largada.

Veja Mais
Estilistas criam coleção especial para quem tem algum tipo de deficiência física
Referência em Medicina, cursinho abre inscrições para bolsas de até 100%

Tânia investiu na produção. Foi até de salto alto. (Foto: Alcides Neto)Tânia investiu na produção. Foi até de salto alto. (Foto: Alcides Neto)

Como o tempo não colaborou, o passeio até o corredor gastronômico, na Avenida Bom Pastor, no bairro Vilas Boas, ficou para o próximo domingo (15). Mas já deu para ter uma ideia de como será a ação.

Ontem, a turma do papel apareceu mais chic que o normal. Algumas bikes foram decoradas com fitas e arranjos de flores. A contadora Tânia Cristina Gomes Bakargy, de 45 anos, estava em uma enfeitada com pequenas margaridas.

Ela caprichou na bicicleta e, também, na produção, que incluiu peças casuais, maquiagem, colar, pulseira e até salto alto. Tânia pedala há cerca de 3 anos e, por isso, é uma incentivadora do “passeio chic”.

É uma ideia muito boa. A gente começa a ver outras coisas na cidade. E é saudável. Alia performance e lazer”, comenta. Para manter a pose e não se “desmontar” sobre duas rodas rodas, ela dá a dica: “É só pedalar em uma velocidade moderada”.

Apesar disso, a contadora não usa bicicleta para se descolar da casa por serviço, por exemplo. Mas isso quase ninguém faz.

A administradora Michelli Aguera Guizelini de Moraes, de 37 anos, acha bacana a iniciativa, mas também pega a “magrela” todos os dias.

“No meu caso é pelo 'corre' mesmo. Tenho que deixar os guris na escola de manhã, ir trabalhar, voltar para pegar eles, almoçar.... Não daria por conta disso, mas acho que, para uma pessoa sozinha, que não tem crianças, dá sim”, afirma.

Michelli foi com o esposo,Marco, em com os dois filhos, de 3 e 6 anos. (Foto: Alcides Neto)Michelli foi com o esposo,Marco, em com os dois filhos, de 3 e 6 anos. (Foto: Alcides Neto)

Em todo caso, acrescenta, o passeio, mesmo por hobby, é uma boa. Ela também apareceu chic, dentro de um macacão estampado. Os filhos, de 3 e 6 anos, e o marido, o administrador Marco de Moraes Lopes, 43, também foram a praça.

A proposta é essa mesma, reunir e incentivar famílias inteiras, diz mobilizadora regional da “Bike Anjo”, Elijane Coelho, de 38 anos. “A gente quer mostrar que é viável usar bicicleta como meio de locomoção para o trabalho, escola e, também para diversão, que vai além do próprio pedalar”, explica, ao comentar que hoje, em Campo Grande, as pessoas costumam usar a bicicleta mais “lazer esportivo”, ou seja, para passear a apenas.

“E dá para usar para ir à lanchonete, restaurante, cinema, no deslocamento rotineiro”, acrescenta.

Mobilizadora regional da “Bike Anjo”, Elijane Coelho. (Foto: Alcides Neto)Mobilizadora regional da “Bike Anjo”, Elijane Coelho. (Foto: Alcides Neto)

Neste domingo, a ideia era provar justamente isso, em um passeio, com trajeto de 5 quilômetros, até a Avenida Bom Pastor, que se firmou como corredor gastronômico da Capital. Com o apoio da Prefeitura, por meio da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência e Tecnologia e Agronegócio), o grupo havia conseguido até descontos em estabelecimentos.

No total, proprietários de 7 estabelecimentos elaboraram promoções para quem chegasse chic e em cima de uma bike. A Fruit Gelatto Milk Shake & Açaí ofereceu 10% de descontos para Açaí e Milk Shake. Na Shawarma da Brima, o sanduíche árabe seria vendido de R$ 14,00 por R$ 10,00. Na Shoga Sobaria, Sushi e Combinados, o desconto acertado também foi de 10% em todo o cardápio.

Desta vez, o passeio não deu certo por conta da chuva. Mas o evento ainda está em pé. Para ficar por dentro de tudo, clique aqui.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.