A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

06/09/2011 12:07

Justiça reaproveita computadores e faz totens de autoatendimento “caseiros”

Marta Ferreira
Totens feitos por servidores da Justiça: 75% de economia em relação aos oferecidos pelo mercado. (Foto: Divulgação)Totens feitos por servidores da Justiça: 75% de economia em relação aos oferecidos pelo mercado. (Foto: Divulgação)

A Justiça Estadual de Mato Grosso do Sul está reaproveitando computadores para produzir totens, terminais de autoatendimento, com custo 75% menor do que os equipamentos do tipo vendidos no mercado.

Segundo o Tribunal de Justiça divulgou, estão sendo implantados 32 terminais por meio dessa solução caseira, distribuídos no Estado.

A iniciativa é da Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal, para reduzir o custo dos terminais, que giram em torno de 15 mil reais. Com o reproveitamento, o custo cai para algo em torno de 2 a 3 mil reais.

Foram reaproveitados computadores da própria Justiça, acoplados em móvel produzido pela Secretaria de Bens e Serviços e adesivado com material produzido pelo Departamento de Relações Públicas.

A Justiça Estadual de Mato Grosso do Sul está reaproveitando computadores para produzir totens, terminais de autoatendimento, com custo 75% menor do que os equipamentos do tipo vendidos no mercado.

Segundo o Tribunal de Justiça divulgou, estão sendo implantados 32 terminais por meio dessa solução caseira, distribuídos no Estado.

A iniciativa é da Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal, para reduzir o custo dos terminais, que giram em torno de 15 mil reais. Com o reproveitamento, o custo cai para algo em torno de 2 a 3 mil reais.

Foram reaproveitados computadores da própria Justiça, acoplados em móvel produzido pela Secretaria de Bens e Serviços e adesivado com material produzido pelo Departamento de Relações Públicas.

Conforme o TJ, o resultado não deixa nada a desejar em comparação ao tóten original que, além de ser um equipamento caro, gera gastos com manutenção, uma vez que ela somente pode ser feita pelo fornecedor. Com o modelo desenvolvido pelo Tribunal, extingue-se também este gasto, pois os próprios servidores do TJ fazem os reparos necessários dos terminais.

Os tótens são usados para agilizar as consultas de processos, que podem ser feitas pelo número do processo, nome da parte, número da OAB, nome do advogado, além de ser permitido imprimir o extrato da consulta realizada.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.