A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

04/02/2015 06:34

Novo brechó capricha na decoração e tem peças de R$ 20,00 a R$ 200,00

Aline Araújo
Brechó muito bem decorado pela dona. (Foto: Marcelo Calazans)Brechó muito bem decorado pela dona. (Foto: Marcelo Calazans)

“Eu queria um lugar com cara de vó. Não queria nada com vitrine, porque a ideia é poder fazer um atendimento mais intimista”, explica a nova empresária Elaine Miyabe Ayala, de 30 anos. Ela foi bancária por quatro anos, até decidir que não queria mais viver na rotina engessada da instituição.

Veja Mais
De super-herói a câmera analógica, presentes para nerds estão em alta
Oficina oferece de graça curso básico sobre veículos para mulheres

Queria um lugar que pudesse exercer a sua criatividade e assim começou com o brechó e outlet Mon Petit. Ela jogou para o alto a estabilidade de uma carreira de concurso dá, pela felicidade em ter o negócio próprio e fazer o que se gosta. O sorriso no rosto não esconde que ela fez a escolha certa.

As roupas vão de R$ 20,00 até R$ 200,00. (Foto: Marcelo Calazans)As roupas vão de R$ 20,00 até R$ 200,00. (Foto: Marcelo Calazans)

O endereço tem pouco tempo. Ela começou vendendo semijoias e ai surgiu a ideia do brechó. Antes, aazia tudo pela internet, desde a compra das roupas, até a venda e a entrega. A lojinha virtual, via rede social, foi crescendo e as clientes já queriam visitar um espaço real.

Elaine foi em busca do lugar dos seus sonhos, não só com a cara retrô, mas com o ar antigo. Pela internet, viu a foto do ladrilho hidráulico do edifício São Thomé, um prédio histórico no centro de Campo Grande, e se apaixonou. Foi visitar e, na primeira vez, decidiu que seria ali. Sem alarde e escondido, atrás das portas do prédio, remanescentes da década de 60.

A recepção fica em uma salinha confortável, como uma penteadeira retrô, na cor verde água, que ela mesmo reformou. Também há um lustre feito de colar usado e um manequim de ferro com saia de tule. Os móveis são de madeira de demolição e boa parte dos itens já pertencia à casa de Elaine.

E em vários modelos. (Foto: Marcelo Calazans)E em vários modelos. (Foto: Marcelo Calazans)
Brechó tem sapato de até R$ 70,00. (Foto: Marcelo Calazans)Brechó tem sapato de até R$ 70,00. (Foto: Marcelo Calazans)

“Como eu pedi o desligamento do banco, o orçamento ficou reduzido e eu e meu marido fomos dando um jeito para tudo”, conta. Eliane é de Londrina, no Paraná. Era concurseira, passou em uma seletiva para o Banco do Brasil, com vaga em Nova Andradina, morou por dois anos no interior, conheceu o marido, que é douradense. Os dois mudaram para Campo Grande e aqui ela resolveu transformar a vida profissional.

Ela faz questão de lavar, higienizar e perfumar as roupas, para o brechó ficar com um cheirinho novo. Com muito cuidado, escolhe, tanto as roupas do outlet, quanto as do brechó. As negociações são feitas pelo Facebook.

A ideia é atender a vários estilos, com roubas em bom estado. Tem sapato da Schutz por R$ 70,00 e roupas de R$ 20,00 até R$ 200,00. além de bijuterias. As arraras são de encantar e não perdem em nada para lojas de roupas novas no Centro ou outros brechós no mesmo estilo que o Lado B já mostrou.

O Brechó Mon Petit fica na Rua 14 de julho, 2661, no Edifício São Thomé, Sala 8.

(Foto: Marcelo Calazans)(Foto: Marcelo Calazans)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.