A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

21/01/2013 07:32

Os dias estão um pouco mais baratos na rua mais cara de Campo Grande

Anny Malagolini
Vestidos na Mara Lima chegam a ter 50% de desconto (Foto: Luciano Muta)Vestidos na Mara Lima chegam a ter 50% de desconto (Foto: Luciano Muta)

Na rua Euclides da Cunha é assim, o que não tem marca sofisticada é caro só pelo fato de estar à venda em um dos endereços mais sofisticados de Campo Grande. Mas os dias são de esperança para quem gosta de grife mas não tem pequenas fortunas para gastar em uma calça, por exemplo.

Veja Mais
SPA um oásis na aridez da vida moderna. Você merece esse presente
Hotel para Pets tem quartos climatizados, piscina e recreação

Quase todas as lojas estão em promoção, assim como no Centro e nos shoppings. As liquidações podem enganar, por isso não é bom ir com tanta sede ao pote. Apesar da maioria das vitrines exibirem “50%” em letras garrafais, poucas peças estão com desconto de valer à pena.

Na loja Mara Lima, especializadas em roupas de festa, os valores são altos, mas em comparação aos preços originais, os descontos são tentadores. Há uma arara apenas com vestidos de festas curtos, todos por R$500,00. Alguns custavam mais de R$ 2 mil antes da promoção de troca de coleção.

Um modelito vermelho, por exemplo, custava R$4.259,00 e agora sai por R$ 2.980,00. Outro, na cor verde esmeralda, era vendido há de R$3.859 e caiu para R$1.929,50.

 

Na loja Maria Pitanga quanto mais compra mais desconto o cliente ganha. (Foto: Luciano Muta) Na loja Maria Pitanga quanto mais compra mais desconto o cliente ganha. (Foto: Luciano Muta)

Na Maria Pitanga, um dos endereços mais caros da moda na Euclides, o desconto é progressivo. Para apenas uma peça, é de 20%. Levando duas, a cliente tem redução de 30%. No caso de três peças, o preço cai 40% e acima dessa quantidade, a compra sai pela metade do preço.

Uma saia verde em couro, com o preço original de R$ 885,00 pode sair até por R$ 442,50, caso a compradora tenha dinheiro suficiente para pagar por quatro peças. Na mesma sacola, também pode levar uma calça por pouco mais de R$ 120,00, o que antes significaria R$ 250,00.

Com descontos de 20 a 50%, a Bobstore abriu devagar a liquidação para limpar as araras e apresentar na vitrine o preview de outono/inverno.

Na loja onde um vestido simples custa mais de R$ R$ 1 mil, a redução ainda não é poderosa nas roupas mais disputadas. Uma camisa preta custa R$ 399,00 e com o desconto cai para 239,40. Mas com o desconto de R$ 150,00 dá para levar o short jeans, que foi remarcado de R$ 199,00 para R$ 119,40 ou o casaco de R$ 249 que agora sai por 149,40.

Para as mães curiosas, as únicas lojas que ainda não abriram a liquidação na Euclides são as de roupas infantis.




entao, infelizmente a Jessica está redondamente errada, grife não é só a etiqueta é a qualidade do material, o design, caimento, enfim, tudo, compra uma calça de R$ 80,00 e compra uma de R$ 500,00, olha bem pras duas, sente o tecido, olha os detalhes, ve se na de 500,00 vai ter algum fio desfiando, e principalmente, veste ela e se olha no espelho, pode não ser uma diferença de R$ 420,00 mas a diferença tá aí, é só observar. Não que eu concorde com os preços da roupas de grife, podiam ser mais baratas, mas com certeza não podiam ser R$ 80,00 ou 100 pratas.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 21/01/2013 13:29:41
Na minha opinião grife é só uma etiqueta.... há a possibilidade de se vestir muito bem sem gastar R$ 500,00 reais em um veistidinho curto...... etiqueta não diz nada... o que vale é a qualidade das roupas...
Mas também não precisa comprar uma peça só pelo fato de ser barato..... Qualidade!!1
 
Jéssica Santos em 21/01/2013 09:39:05
Parabéns Anny, matéria excelente como sempre!
 
Patrícia Nicolau em 21/01/2013 08:30:20
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.