A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

30/08/2014 07:24

Campo Grande terá festival de rock em estância, com 12 bandas e área de 4 mil m²

Elverson Cardozo
O Bando do Velho Jack é uma das bandas convidadas. (Foto: Laine Alcântara)O Bando do Velho Jack é uma das bandas convidadas. (Foto: Laine Alcântara)

Com R$ 100 mil provenientes do FIC (Fundação de Investimento Cultural), do Governo de Mato Grosso do Sul), o professor universitário José Leonel Ribeiro, de 53 anos, promove, nos dias 21 e 22 de novembro, o Rock Festival.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

O evento, que será realizado na Estância Aconchego, no bairro Octávio Pécora, em Campo Grande, vai reunir 12 bandas do Estado: Tio Zé, Pedrada Blues, Muchileiros, Hollywood Cowboys, Bando do Velho Jack, Old Barreiro, Wisky de Segunda, A Banda de Ontem, Big Field Paradise, Rivers, Beatles maníacos e Black Tie. Os grupos foram selecionados, segundo Leonel, pelo bom portfólio, material audiovisual, mapa de palco, currículo e releases comprovados.

O Rock Festival foi planejado para acontecer no período de comemorações dos 15º anos de fundação dos Motors Vivos - Moto Clube do Brasil, grupo bastante conhecido no meio motociclístico. Em Campo Grande, Leonel é diretor de eventos dessa entidade, que tem 13 anos de atuação na Capital.

O clube, afirma, sempre promoveu eventos de rock durante o ano, todos beneficentes. Os motociclistas costumam reunir de 300 a 500 pessoas por “festa”, mas, desta vez, em comemoração aos 15 anos do Motors Vivos, a ideia é promover algo maior, por isso o projeto do Rock Festival foi apresentando à FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul).

O evento, adianta, deve atrair para Campo Grande “um grande luxo de motociclistas de todo o país, principalmente de São Paulo, Paraná, Minas Gerais, além do Paraguai.

Entrada e estrutura - Com entrada simbólica, onde será cobrado dois litros de leite, que serão revertidos para instituições filantrópicas, Leonel pretende reunir um público de 2 mil pessoas, em uma estrutura de 4 mil m², com palco coberto de 12m x 10m, restaurante, praça de alimentação, além de área para exposição de triciclos, motocicletas e veículos antigos.

Apesar valor alto, se comparado a maioria dos outros recursos disponibilizados pela FCMS, os R$ 100 mil adquiridos por meio do FIC não foram suficientes para cobrir todas as despesas. “Além de recursos próprios que estamos utilizando, estamos correndo atrás de patrocínio e apoio para arrecadar o restante que ainda falta para a realização desse evento”, diz Leonel.

O Rock Festival promete ser algo grande e, por isso, tem animado a galera do rock. A vocalista da Black Tie, uma das bandas convidadas, Érika Alves Espíndola, de 27 anos, diz que achou a proposta fantástica.

"Eu sou daqui. Acompanho o crescimento e sei que o que que prevalece é o sertanejo. Por isso, todo e qualquer grande festival de rock que acontece na cidade, principalmente com o apoio do governo, de órgãos públicos, a gente começa a perceber que a coisa não está perdida para o público do rock-and-roll, que é carente", comenta.

"Tomara que atinja cada vez mais pessoas, que cada vez mais pessoas entendam que aqui também é terra de rock, blues e outros estilos", conclui.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.