A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

15/05/2013 15:36

Cinemark vira "arqui-inimigo" de 400 universitários excluídos da meia-entrada

Helton Verão
Estudantes afirmam que selo tem a mesma validade que dos DCE'sEstudantes afirmam que selo tem a mesma validade que dos DCE's

Alguns alunos do curso de Direito da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) são barrados quando a tentativa é pagar meia entrada no Cinemark, no Shopping Campo Grande. Virou uma queda de braço. Eles teimam em aparesentar as carteirinhas de identificação estudantil com o selo do Daclobe (Diretório Acadêmico Clóvis Bervilaqua), a rede não aceita.

Veja Mais
Procura-se um padrinho que ajude na guinada de um cantor sertanejo
Antiga casa noturna virou 2 na Afonso Pena e reabre com lounge e pub sertanejo

Quando o acadêmico apresenta a tal carteirinha, os funcionários solicitam algum comprovante de pagamento recente à faculdade, o que complica a situação. Agora, além de reclamarem ao Lado B, eles também ameaçam fazer um protesto na bilheteria do cinema e convocar os 400 estudantes que têm o benefício negado.

“Na semana passada, quando apresentei a minha carteirinha, pediram algum outro comprovante de pagamento ou que comprove que estudo na instituição. Falaram para mim que foi uma orientação da própria faculdade para rejeitar documentos com o selo do Daclobe. Para acabar a discussão paguei inteira e entrei”, conta a acadêmica do 3º semestre de direito Livia Del Vale, de 19 anos.

Segundo acadêmicos, o cinema tem rejeitado a meia entrada na maioria das vezes no período da noite, quando o movimento de pessoas é maior e os preços também. “Teve dias que alunos foram na parte da tarde e não aconteceu nada. No mesmo dia, outros que foram à noite acabaram impedidos de pagar a meia entrada”, comenta o presidente do Daclobe, Rafael Ribeiro Soares, de 26 anos.

“Na época da Expogrande deste ano descobrimos que o DCE da faculdade havia enviado um documento a vários locais na cidade para rejeitar carteirinhas com nosso selo. Nosso selo tem a mesma validade que os dos DCE’s”, argumenta Rafael.

Após a descoberta deste documento enviado pelo DCE, integrantes do Daclobe foram a cada um dos locais explicando que a carteira com o selo do diretório tem que ser aceita. “Depois que passamos de estabelecimento em estabelecimento, voltaram a aceitar, inclusive o Cinemark. Mas agora voltaram a rejeitar”, relembra o presidente.

Dia desses, o presidente diz ter abordado um gerente para saber se estavam aceitando a carteirinha com o selo, a resposta foi positiva. "No mesmo momento, um outro gerente interrompeu a conversa avisando que não estavam mais", conta.

Várias reclamações dos acadêmicos foram protocoladas no Procon-MS (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor).

O superintendente do órgão, Alexandre Rezende, ressalta que as carteirinhas de diretórios como do Daclobe, não tem a mesma autonomia que dos DCE’s. Mas lembra que nenhum estabelecimento pode rejeitar o documento, até que haja um parecer judicial contrária.

O Campo Grande News entrou em contato com o Cinemark para saber sobre o assunto, mas não obtivemos resposta até o fechamento da matéria.




Não aceitaram meia do meu filho de 14 anos no shopping internacional de Guarulhos que já usa a carteirinha faz tempo,e já fomos no cinema várias vezes , só porque o carimbo estava meio apagado, um absurdo 1 hora de fila e ainda esse transtorno, não pelo valor,mais pela falta de respeito com os clientes .
Espero que melhore.
 
MAYRA em 11/07/2013 12:28:23
é mta pobreza nao querer pagar 5 reais, pofavô!
 
Francielli Mesquita em 16/05/2013 14:05:27
Eu nunca comprei selo de lugar nenhum se você já paga a mensalidade é um absurdo ter que pagar R$5,00 por um selo que não vale de nada. E outro já fui a vários lugares apenas com a carteirinha sem selo e boleto e aceitaram. Mais convenhamos se a faculdade disponibiliza o selo o porquê a pessoas que querem ter selos diferentes de grupos ou coisas do tipo só para mostrarem que são acadêmicos de Direito para se sentirem superiores. Me poupe já é um grande conquista estudantes pagarem meia e ainda querem causar.
 
Tayna Dias em 16/05/2013 13:00:02
O desrespeito do Cinemark não é só com Daclobe, uma vez queriam que meu namorado apresentasse além da carterinha da UFGD o comprovante de matrícula do mestrado. A funcionária ainda alegou que ele precisava comprovar que ele esta frequentando as aulas!!!! Pasmem!!
 
Rosiléia Nantes em 16/05/2013 12:58:17
GALERA BOICOTE NELES
Ainda bem que acabou a era que Campo Grande só tinha UM cinema hoje temos o cinepolis e logo inaugura no Bosque dos Ipês mais um monte de salas ai eu quero ver se o Cinemark vai continuar fazendo o que faz ,,quando as salas deles começarem a esvaziar e diminuir a venda da Pipoca que alias vale ouro de tao cara que é ,, boicote pessoal as redes sociaIs estão ai também para isso ,
FICA AI A DICA !!!
 
Marcelo Araujo em 16/05/2013 09:51:49
Vamos todos para o Cinépolis, nunca tive nenhum problema com eles em relação a minha carteirinha...isso que o DCE de cobrar selinho é uma mafia de ganhar dinheiro fácil...
 
BEATRIZ SOUZA em 16/05/2013 09:48:35
Acho que todos tem que ler a lei que dispõe sobre a meia entrada. tanto a estadual, quanto a federal.
ela diz que o estudante tem que apresentar uma identificação que mostra que é estudante. apresentação de um documento que prova matricula ou o pagamento não é obrigatorio, e sim facultativo. tanto que muita gente consegue meia entrada apresentando carteirinha de biblioteca.
o que ocorre é que os dces deixam de arrecadar e somando com o fato dos cinemas não quererem vender meia entrada, qualquer coisa é motivo pra negar o direito. é quase uma mafia aliado a má vontade do setor privado.

No brasil 90% dos ingressos vendidos nos cinemas são meia entrada. portanto quem paga inteira esta pagando em dobro, pois os cinemas ja calculam os gastos em cima da arrecadação da meia entrada.
 
Bruno Lacerda em 16/05/2013 09:04:53
Infelizmente com a carterinha da Faculdade UNAES também não aceitam, dizem que precisa de um tal de selo e pedem algum comprovante de pagamento da faculdade, é um absudo isso, sempre tem que andar com comprovante de pagamento na bolsa, e a carteirinha não vale nada. #xatiada
 
Suelen Borges em 16/05/2013 08:52:06
Esse Daclobe é uma farsa. Querem meter pau no DCE falando que eles não fazem nada pelos acadêmicos, passei anos estudando na faculdade e nunca vi vocês moverem um dedo para ajudar os acadêmicos, mudam a gestão e continua da mesma forma. Não venham aqui pagar uma de santinhos. Depois do meu comentário, virão milhões me criticarem, mas quem conhece a fundo o que acontece nesse "diretório" sabe do que estou falando.
 
Carlos Andrade em 16/05/2013 08:13:14
É simples resolver, a meia entrada é um benefício para estudantes (que estão estudando), então é so apresentar o boleto de pagamento, certo ? Porque tanta conversa fiada? (todos nos sabemos que tem muita gente que se aproveita da lei, faz uma carteirinha como se estivesse estudando só para pagar meia entrada, estudantes de direito, ISTO É ERRADO!!)
 
João Lucas E Estevam em 16/05/2013 07:21:19
Bom, não sou acadêmico do UCDB, mas queria entender, como uma universidade tão conceituada pode deixar coisas assim funcionar paralelamente dentro da faculdade, isso é legal? Vocês que serão futuros advogados, acham que isso pode acontecer assim? Se já existe nacionalmente a DCE, porque este DACLOBE? Será que não seriam legal eles tivessem limite então, só dentro da própria faculdade, já que é para melhorar o atendimento do aluno ali dentro? Isso não é um meio de mais alguém esta tirando proveitos dos alunos? Senhores promotores, Procon e mesmo a policia terão que investigar isso, chega de tanto estionalatários de nosso povo.....(não estou dizendo que é isso, mais terão que serem investigados).
 
Thiago da Silva em 16/05/2013 07:09:43
Trabalhar que é bom a galera do DCE não quer, mais pegar o dinheiro facil dos trouxas que pagam 5.00R$ no selo ai eles querem...
Parabéns DCE estão abrendendo certinho com os politicos deste país.
 
Gabriel Luis em 16/05/2013 00:46:36
continuando o comentário...

... Fui barrado na portaria do cinemark, perdi 20 minutos do filme, fui tratado com ironia arrogância e descaso pelo gerente NELSON, que não quis me ouvir, não soube argumentar o porque, e me faltou com educação. TENHO todos os comprovantes necessários e pretendo entrar com uma ação de danos morais contra o cinemark.

amanha estaremos todos lá no cinemark nos aguardem...
Daclobe "MUTANDIS MUTATIS" !!!
 
Wesley Marcelino dos Santos em 16/05/2013 00:21:12
Boa Noite a todos!

Art. 1° A qualificação da situação jurídica de estudante, para efeito de obtenção de eventuais descontos concedidos sobre o valor efetivamente cobrado para o ingresso em estabelecimentos de diversão e eventos culturais, esportivos e de lazer, será feita pela exibição de documento de identificação estudantil expedido pelos correspondentes estabelecimentos de ensino ou pela associação ou agremiação estudantil a que pertença, inclusive pelos que já sejam utilizados, VEDADA A EXCLUSIVIDADE de qualquer deles.

acho que isto basta para provar a legalidade do selo do DACLOBE, a não ser que o DCE da UCDB tenha autenticidade de emitir um oficio que tenha força maior que lei, para contestar oque esta escrito a cima.
 
Wesley Marcelino dos Santos em 16/05/2013 00:16:39
VIU! QUEM MANDOU NÃO ESTUDAR NA UNIVERSIDADE FEDERAL! LÁ QUEM MANDA SÃO OS CENTROS ACADÊMICOS, E O DCE NÃO FAZ NADA QUANTO A ISSO. E SE FIZER, OS CENTROS ACADÊMICOS CONVOCAM O CONSELHO DE ENTIDADE DE BASE E FAZ COM QUE ELES ACATEM O QUE FOR DECIDIDO.

TIREM O PODER DAS MÃOS DO DCE QUE VOCÊS CONSEGUEM!
 
Augusto Rezende em 15/05/2013 23:20:31
É uma sacanagem o DCE estar vendendo por $ 5,00 o selo. Achei um absurdo, mas paguei. E depois o DACLOBE vendendo por 1 real ??
Essa competitividade entre os diretórios, como podemos observar pelo que esta havendo, em vez de beneficiar os acadêmicos, apenas os faz passar constrangimentos em locais determinados, vistos que ambos representam uma instituição renomada.
 
Bruna Medeiros em 15/05/2013 22:53:05
Era possível prever que essa gestão do DCE seria uma fraude, a partir das eleições.
 
isadora borges em 15/05/2013 22:52:30
Desde quando o "DCE" da UCDB faz alguma coisa?
Ta mais parecendo roma com o Pão e Circo, na campanha do fim do ano vão dizer no panfleto da chapa que distribuíram gelo para os acadêmicos tomarem tereré.
Isso se não tiverem o disparate de dizer que a UNE - UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES, não apoiou a entrada do Brasil na 2ª Guerra Mundial. ESTUDANTES querem ESTUDAR e NÃO guerrear.

VAMOS ACORDAR ACADÊMICO.

Das mais de 20 questões que foram levantadas durante a campanha para o "DCE" no ano passado, A MAIS IMPORTANTE ATÉ AGORA, foi reformar o seu PRÓPRIO ESPAÇO.
Enquanto isso, alguns acadêmicos que vão de carro, continuam encarando congestionamentos. E quem pega ônibus continua sofrendo com as poucas linhas que acabam virando LOTAÇÕES!
 
Rudney Ramos Espindola em 15/05/2013 22:51:08
parabens pela iniciativa do daclobe, que cobrou 1 real, quase o valor do custo de produção dos selos pelo que eu sei o dce ganhou de graça os selos ou uma parte e mesmo assim insistem em cobrar 5 reais.
no daclobe é 1 real e vale mesmo assim, eles tem direito de fazer o selo.
o dce nunca vi fazer alguma coisa pelos acadêmicos, e só sabem cobrar um valor alto para os selos.
estou ha 4 anos no curso de direito e desde quando o guaicurus assumiu o daclobe ja fizeram muita coisa (mais do que as gestões antigas fizeram) eu me arrependo de nao ter votado neles na primeira eleição.
 
Fabricio Pereira em 15/05/2013 21:56:40
Precisamos reconhecer tb que a cobrança do selo ou da carteira do DCE costumeiramente sempre foi cobrado, em um gestão isolada houve a distribuição gratuita, porém, tão logo verificado o erro voltou a ser cobrado. Então é equivocada a afirmação de que nunca houve cobrança.
Todo o material adquirido é para usufruto de todos os acadêmicos e isso inclui o ar condicionado, o sofá reformado para melhor atender os acadêmico que ficam por aguardar o ônibus ou intervalo de aulas. Gelo e erva para o tradicional Tereré, sul matogrossense de origem. Se a Universidade não proíbe não será o DCE que deixará de incentivar uma tradição genuinamente pantaneira.
 
Wellyngton Ramos em 15/05/2013 21:27:46
E por isso que eu prefiro doar sangue regularmente, ajuda muitas pessoas e ao meu bolso tambem pois numca rejeitaram minha carterinha de doador e nenhum lugar honde haja um evento cultural, enquanto isso meus colegas de faculdade vivem esquecendo o comprovante de pagamento e tendo o direito de meia entrada regeitado.
 
wanilton macedo em 15/05/2013 20:17:34
Eu não paguei, e nunca vou pagar os 5 reais que o DCE sabe porque, porque eu não preciso de carteirinha pra pagar meia em lugar nenhum, basta apenas apresentar o meu boleto ou certificado de matricula que é de graça ( e qualquer estabelecimento é obrigado aceitar, mas deve apresentar a identidade tbm), e outra acha que eu vou pagar para eles terem sofá, ar condicionado e distribuir gelo e tereré pra aluno, me poupe, a faculdade é lugar de estudar se quer beber tereré traz de casa, se quer ficar sentado em sofá enquanto ta tendo aula compra com seu dinheiro e se quer ar vai pra aula que na ucdb tem ar em todas, é super sacanagem pq lá nunca existiu esse negocio de comprar selinho .
 
evelyn cabral em 15/05/2013 18:44:28
Há de salientar que a realidade é bem diferente da teoria, pouquíssimas alunos, comparado ao total de acadêmicos da UCDB fazem a troca do selo e do valor arrecadado foram feitas inúmeras benfeitorias, dentre as quais se destaca a aquisição de galadeira, freezer, microondas, etc., para a criação do refeitório dos acadêmico, que reivindicaram e foram atendidos. Agora os alunos que levam suas refeições, porque por algum motivo precisam ficar em período integral na Universidade, pode utilizar de um espaço preparado para se alimentar e nao mais comer pelos corredores como ocorria. Creio ser justo ouvir também o DCE/UCDB para que exponha sua versão aos fatos.
 
Wellyngton Ramos em 15/05/2013 18:40:21
Gosto do Cinemark, mas prefiro o Cinépolis!
 
Eduardo Matos em 15/05/2013 18:38:25
UM ALERTA! sei de dezenas de carteirinhas de estudantes que foram confeccionadas para pessoas que NÃO ESTÃO ESTUDANDO OU CURSANDO ALGUM CURSO SUPERIOR. Existem centenas de carteirinhas falsificadas sendo utilizadas nos cinemas e shows. ALERTA!
 
Eduardo Romeiro em 15/05/2013 18:06:13
GENTE VOCES VÃO SER ADVOGADOS, TÁ NA HORA DE COMEÇAR A PROCESSAR O POVO, QUER MELHOR QUE O CINEMARK? DEMOROU...
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 15/05/2013 17:52:36
Kamila Lemos. Não sei quem te falou que o Daclobe esta devolvendo o dinheiro, isso não é verdade. você deveria se informar melhor, indo ao Daclobe para receber melhores informações ou entrando em contato com algum membro.
Outra coisa, desde quando a UCDB autentica os selos dos DCEs ou CAs? desconheço essa informação.
E mais, seu equívoco é tanto, a ponto de dizer que um diretório como o DACLOBE, que tem 47 anos de existência, que é muito, mas muito mais antigo que o próprio DCE, e que até pouco tempo era o próprio DCE, pois era DACLOBE/DCE, e que por ali passaram diversas personalidades e tantos outros, promotores, desembargadores, juízes, e etc.. E vc vem dizer que o daclobe não é filiado a UNE. Me desculpe, mas vc deveria se inteirar melhor dos assuntos que sai comentando por aí. Abraço
 
Rafael Ribeiro em 15/05/2013 17:42:20
Kamila Lemos, não sei onde você ouviu falar que o DACLOBE reconheceu essa suposta invalidade, mas sugiro que se informe um pouco mais a respeito do tema. O fato é que esses selos são válidos, ponto!
 
Anderson Eifler Ajala em 15/05/2013 17:35:18
Que absurdo, a atitude dos estabelecimentos da capital... Desrespeito TOTAL aos acadêmicos!
 
Bruna Godoy em 15/05/2013 17:22:07
Concordo plenamente com a Thailla Torres, o DCE nunca fez e nem nunca fara nada em beneficio dos academicos da UCDB, e essa desculpa de que o valor de 5.00 esta sendo ultilizado para compra de tv e sofa nao passa de conversa fiada ! onde ja se viu uma tv e um sofa custarem mais de 50.000 reais, sim, pois se juntar 5.00 de cada aluno da instituiçao e esse o valor somado ou mais ! CPI NO DCE DA UCDB JA ! parcela nas casas bahia, no carnezinho e mais barato !
 
Felipe Marques em 15/05/2013 17:20:36
Bom, eu não sei qual parte está certa ou errada, mas, se eu vou em um estabelecimento e sou mal tratada, eu não volto mais... foi assim no Cinepolis e não voltei mais ... agora ficar falando mal do Cinemark e voltar lá na semana seguinte, é falta de vergonha na cara
 
Dayane Buscarons em 15/05/2013 17:19:26
Pois é Lair, o Cinépolis não complica nossas vidas como o Cinemark faz! Também prefiro ir lá!
 
Geane Fernandes em 15/05/2013 17:12:54
Há tempos troquei o cinemark pelo cinépolis. Nunca tive qualquer dissabor no cinépolis, fui muito bem atendido e o cinema é tão confortável quanto o cinemark.
 
Paulo Cesar Santos em 15/05/2013 17:06:45
Gente, esse selo não é autenticado pela UCDB, tanto é que o Daclobe já reconheceu e está devolvendo o dinheiro. O Daclobe é um diretório acadêmico do Curso de Direito e não é vinculado a U.N.E (União Nacional dos Estudantes), sendo assim esse selo é inválido perante a Lei de Meia Entrada. Solução?? Apresentar o comprovante de matrícula ou mensalidade, ou em último caso, pagar os R$ 5,00 para o D.C.E.
 
Kamila Lemos em 15/05/2013 16:48:17
Por isso eu vou no Cinépolis. Meia-entrada, manteiga grátis e cadeiras confortáveis.
 
Lair Gonçalves em 15/05/2013 16:46:22
Já foram várias vezes que o Cinemark implicou com minha carteirinha e dos meus amigos. Mesmo apresentando-as parece que eles procuram empecilhos para barrar os estudantes, pois elas só são aceitas quando também é apresentado um "comprovante de matrícula". Se for assim, do que adianta ter carteirinha? Esse problema não ocorre em outros lugares e não é restrito ao curso de Direito da UCDB, pois sou acadêmica de outra instituição e de outro curso. Talvez seja falta de treinamento ou falha de informações, porque de fato ir ao Cinemark sempre acaba gerando alguma situação desagradável e/ou estressante.
 
Roberta Maia em 15/05/2013 16:37:36
POis é. Façam uma matéria a respeito do DCE da faculdade também.
Faço jornalismo na UCDB e o DCE insiste em cobrar dos alunos, um valor de "simbólico" de R$ 5,00 por cada aluno que queira trocar o selo...
Ou seja vocês tem noção de quantas pessoas estudam naquela instituição? Pois é, eles cobram esse precinho, para colocar TV nova, sofá e ficar comprando tereré... Isso mesmo, o DCE não faz absolutamente nada pelos alunos. São um bando de desocupados isso sim!
 
Thailla Torres em 15/05/2013 16:27:30
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.