A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

15/07/2016 16:55

Com atraso na divulgação do FIC, festas tradicionais podem ficar sem recursos

Naiane Mesquita
Festival do Sobá acontece em agosto na Capital (Foto: Marcelo Victor)Festival do Sobá acontece em agosto na Capital (Foto: Marcelo Victor)

Prevista para ser divulgada até o dia 12 de julho, a relação de aprovados no FIC (Fundo de Investimentos Culturais) foi adiada e deve prejudicar alguns projetos que seriam realizados no primeiro semestre, em especial nos meses de agosto e setembro. Na lista de eventos que não terão ajuda do fundo estão o Bon Odori e o Festival do Sobá, que estão com as datas fechadas.

Veja Mais
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'
Com poucas opções, veja onde curtir as festas de fim de ano em Campo Grande

De acordo com a presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Andrea Freire, o atraso foi devido aos recursos apresentados pelos responsáveis pelo projetos desabilitados na primeira seleção do FIC.

“Ao todo, 70 proponentes apresentaram recursos, sendo que 21 foram considerados habilitados e agora serão encaminhados à análise de mérito. Com essa alta demanda, os pareceristas precisaram de mais tempo para fazer todo o processo. É uma questão de matemática mesmo, o atraso se deu por isso, por muitos recorrerem”, afirma Andréa.

Este ano, o fundo recebeu 385 projetos, dos quais 254 foram considerados habilitados e seis aguardam o parecer jurídico. “Nossa expectativa é que assim que o processo de análise seja encerrado, os proponentes já apresentem os documentos necessários. Claro que alguns projetos terão que alterar as datas em que seriam realizados, fazer uma adequação. Em todo caso, temos suplentes que assumem a ordem de aprovados naturalmente”, justifica Andréa.

A promessa da Fundação, é que o resultado seja divulgado até o dia 15 de agosto.

Alguns organizadores de eventos reclamam da demora, que comprometeu a realização da forma esperada. É o caso do Bon Odori, festa tradicional do calendário sul-mato-grossense e que foi considerada habilitada pelo FIC. O evento está confirmado para os dias 21, 22 e 23 de agosto. “Até agora não sabemos se teremos o investimento, mas a festa vai ser realizada da mesma forma. Por mais que o fundo divulgue os selecionados em 15 de agosto, dificilmente o dinheiro sairia em tempo hábil”, explica o presidente da Associação Nipo- Cultural e Esportiva de Campo Grande, Acelino Makasato, 66 anos.

Com apenas 700 sócios pagantes na Associação, dentre 5 mil associados, Acelino está em busca de ajuda privada para garantir a festa. “O que nós recebemos dos sócios mal dá para manter o clube de campo e a sede na cidade. Ao todo temos 9 funcionários. Fizemos uma reforma recentemente no clube de campo também, ou seja, estamos investindo, mas realmente está uma situação complicada”, acredita.

Em relação ao Festival do Sobá, a presidente da Afecetur – Associação da Feira Central e Turística de Campo Grande, Alvira Appel, não quis dar detalhes sobre os investimentos na festa porque diz que ainda negocia com o governo. A data, no entanto, já está confirmada de 11 a 14 de agosto, mesmo sem investimentos públicos.

“A abertura do Festival do Sobá será com a dupla Teodoro e Sampaio, que depois de muitos anos retornam a Campo Grande. Outra novidade é que o 11º Festival do Sobá Novos Sabores terá um concurso de gastronomia que busca novos sabores do prato", explica.

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.