A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

30/07/2014 06:34

Com música gravada por João Bosco e Vinícius, cantor agora quer sucesso solo

Elverson Cardozo
João descobriu o violão aos 9 anos e desde então não se desgruda dele. (Foto: Marcelo Victor)João "descobriu" o violão aos 9 anos e desde então não se desgruda dele. (Foto: Marcelo Victor)

Foi com 9 anos que João Gusttavo Silva Caetano ensaiou os primeiros acordes em um violão, incentivado por um tio que já tocava o instrumento. Os anos passaram, o garoto se aperfeiçoou, fez aulas de música e canto, montou banda com primos, dupla com um amigo e hoje, aos 20, em carreira solo, aposta como compositor de músicas sertanejas, românticas, “sérias” como diz, para “estourar” e ganhar o mundo.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

Do nome completo, o rapaz, nascido e criado em Campo Grande, adotou apenas João Gusttavo. Apesar de ter se apresentado em várias casas noturnas da cidade, e somado pequenas participações em programas populares de rádio e televisão, ele ainda é praticamente deconhecido na cena musical de Mato Grosso do Sul.

Não despontou, mas já conta com parcerias de sucesso. Uma de suas músicas, “Tá sofrendo amor”, foi gravada pela dupla João Bosco e Vinícius. Uma outra, intitulada “Já virou amor”, caiu nas graças de Maria Cecília e Rodolfo. Com o casal, João gravou um clipe, o “Coleção de Cores”, nome de sua atual canção de trabalho.

O campo-grandensse se considera um bom compositor. Descobriu o talento quando tinha desistido do sonho de virar artista. Aos 18 anos, a dupla com o amigo chegou ao fim porque o companheiro tinha passado em um concurso e queria seguir carreira.

Cantor gosta do sertanejo raiz, mas passeia por vários estilos. (Foto: Marcelo Victor)Cantor gosta do sertanejo raiz, mas passeia por vários estilos. (Foto: Marcelo Victor)

Sozinho, o jovem decidiu que era hora de estudar e foi fazer Direito, mas não se identificou com o curso. “Só fiz um semestre e nesse período escrevi 40 músicas. Falei: não posso ficar longe disso e aí começa minha trajetória”, diz.

Hoje ele tem pelo menos 200 canções autorais. A maioria delas fala de amor. “Sou romântico total”, declara. As letras agradam. “As portas se abriram para mim como compositor. A galera que está começando me procura”, afirma. Na lista, João Haroldo e Betinho, Marcos Pradda, David e Guilherme, Luiz Fernando e Zé Miguel, entre outros.

O cantor, que se intitula apenas sertanejo, tem como referências João Paulo e Daniel, Leandro e Leonardo e Zezé de Camargo. Gosta de “música raiz”, não esconde, mas diz que, por necessidade do mercado, faz de tudo, até arrocha. “Tento agradar a todos os públicos, da dona de casa ao universitário”, explica.

O ritmo passeia pelo popular, mas as letras, avisa, são diferentes. “Procuro remar contra a maré, tentando não fazer o besteirol. Trabalho com letras sérias, que tem conteúdo”. O primeiro CD, só com músicas autorias, ele espera, deve sair ainda em 2014.

 “Sou romântico total”, diz cantor, que fala do amor em suas músicas. (Foto: Marcelo Victor) “Sou romântico total”, diz cantor, que fala do amor em suas músicas. (Foto: Marcelo Victor)

Por enquanto, apenas um Demo, com quatro canções, foi gravado. Agora é que João está investindo em uma divulgação mais "pesada". O negócio melhorou, conta, depois que passou a ser empresariado pelo filho do ex-prefeito de Campo Grande, NelsonTrad Neto.

João Gusttavo não tem nenhum show agendado para os próximos meses, mas quem tiver interesse pode ouvir suas músicas em seu canal no Youtube. Assista, abaixo, o clipe de "Coleção de Cores", gravado com a dupla Maria Cecília e Rodolfo.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.