A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

22/08/2015 07:34

Com show de belga e curso de DJ, projeto volta a movimentar a cena eletrônica

Naiane Mesquita
Marco Bailey faz show em Campo Grande no dia 25 (Foto: Divulgação)Marco Bailey faz show em Campo Grande no dia 25 (Foto: Divulgação)

De uma escola de DJ's à festa com um dos grandes representantes do estilo, a Pantanal Underground segue tentando movimentar um mercado que no passado fez muito sucesso em Campo Grande: o da música eletrônica.

Veja Mais
Avião de Xuxa faz pouso de emergência após ser atingido por raio
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje

“Campo Grande sempre teve um papel muito importante na música eletrônica, mas deu uma desacelerada porque os DJ's que ficaram aqui visaram apenas o lado comercial, tentando se manter na profissão apenas com os sucessos”, afirma André.

Para ele, falta mostrar o aspecto conceitual do estilo. “Existe um lado cultural, tem DJ aqui, como o Nick Ross que vende as músicas na Europa, mas não vende no Brasil. Na Pantanal, nosso som segue um estilo europeu”, explica.

Da ideia de fomentar o mercado, o DJ resolveu realizar um curso sobre a profissão. “A primeira turma foi sobre produção. Convidamos um produtor espanhol, depois tivemos as turmas de DJS. Agora estamos parados no momento. Abrimos os cursos e fazíamos um pub, como se fosse balada para que os alunos colocassem o ensinamento em prática”, exemplifica.

O problema, segundo André, é que a balada cresceu demais. “Acabou virando mais balada do que o próprio curso, mas não estávamos em um local adequado, acabou fechando. Estou com a casa parada agora e vendo as questões de alvará para poder retornar com as turmas”, ressalta.

O próximo passo é transformar o futuro quartel general da Pantanal em um espaço multiuso. “É um mix, nosso estúdio, os cursos de produção, uma agência de DJ, locação de equipamentos e um pub. Estamos focados agora no evento do dia 25 para levantar o empreendimento”, aposta.

O tal evento é com um dos melhores artistas e produtores de techno do mundo, o belga Marco Bailey. Ele se apresenta Eco Hotel Do Lago, em Campo Grande e também passa pelas cidades de Cuiabá, Rio de Janeiro e São Paulo.

Dono do selo MB Elektronics, Marco também está à frente do programa de rádio Electronic Force, que atinge milhões de ouvintes em mais de 50 países e promove o techno ao redor do mundo e é figura cativa em festivais e shows, como o famoso Tomorrowland. 

Na cidade morena, 16 músicos já conhecidos e consagrados na noite da capital esquentam as pick-ups para o astro: Augusto Ska, Bruna Moura (Vitrola), Pedro Pereira (Vitrola), Casari (Cabana Music), Aline Pereira (PU), Groenendal (PU), Nádia R Amaral (PU), Juliano Bortolato (PU), S.Weiller (Move Club), Az! (SP), Giovani Curvo (Nuun) e Nik Ros (Cabana Music), além das duplas ‘The Lads’ (Leopoldo Ceni e Daniel Simioli) e ‘Jack Masters’ (André Garde e Jay C).

O preço dos ingressos é de R$ 40 (primeiro lote), R$ 50 e R$ 60 (segundo e terceiro lote). Quem achar que é melhor dormir no local, existe a possibilidade por R$ 100, com jantar e café da manhã incluso. Informações pelo telefone (67) 3393-0101.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.