A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

08/02/2013 15:34

Depois de choro em 2012, este ano Cruzeiro avisa que vai sorrir na avenida

Anny Malagolini
Unidos do Cruzeiro reaproveita materiais para falar do luxo e do lixo. (Foto: João Garrigó)Unidos do Cruzeiro reaproveita materiais para falar do luxo e do lixo. (Foto: João Garrigó)

Veterana no Carnaval de Campo Grande, no ano passado a Unidos do Cruzeiro foi castigada com a chuva e por conta dos problemas com alegorias, integrantes caíram no choro. Neste ano, mesmo sem a intenção de ganhar a escola manda um recado: “Quem nos viu chorar ano passado, vai nos ver sorrir agora”, garante o presidente Alex Guedes, 47 anos.

Veja Mais
Antiga casa noturna virou 2 na Afonso Pena e reabre com lounge e pub sertanejo
Avião de Xuxa faz pouso de emergência após ser atingido por raio

Em 2013, a escola desfila com enredo baseado em um rap. “Do lixo ao luxo, tenho fé porque até no lixão nascem flores”. A frase resume a ideia do carnavalesco e presidente da escola.

Apesar do tema, a escola não vai levar lixo à avenida, mas alguns materiais que são descartados e que podem ser reutilizados. As alegorias terão latas, suportes para garrafões de vinho, jornais, revistas e até saquinhos de companhia aérea.

Mesmo com receita pequena, o presidente diz que a falta de dinheiro não é desculpa para não se fazer uma bela festa. “Aqui o limite não é por dinheiro e sim por criatividade”.

O carnavalesco já adianta que este ano a escola não vai apresentar o que o público está acostumado a ver. Não haverá muito brilho porque o foco é o reaproveitamento. “Aqui nada se perde, nada se cria, tudo se transforma”.

O enredo não é só alegria, pelo contrário. A Unidos do Cruzeiro vai falar de uma tragédia de 2011 em uma das alas.

 

Trabalho duro na confecção das fantasias. (Foto: João Garrigó)Trabalho duro na confecção das fantasias. (Foto: João Garrigó)

Dará destaque a morte do menino Maycon, de 9 anos, que morreu soterrado no lixão de Campo Grande.

Apesar de tanto trabalho a intenção da escola não é vencer. “Ganhar já ganhamos por chegar até a avenida. Por isso entraremos vencedores, mas não temos esperança em ser campeã e isso se tornou o menos importante para a escola”, afirma Alex.

Para não desmotivar os integrantes, ele explica que doutrinou a escola, para que não pensem só em ganhar, para não haver decepção.

Faltando um dia para o desfile, nem tudo está pronto, mas tranquilo sobre o tempo, Alex já sabe como é a rotina. “Todo ano é assim, correria e finalizações de fantasias só na avenida”.

Filho do fundador da escola, Alex aprendeu a gostar do samba por conta do fascínio do pai, mas admite que o carnaval nem sempre foi sua data favorita.

“No começo eu não gostava, meu pai até vendia as coisas de casa pra ajudar a escola”. Há sete anos, após a morte do fundador, Alex assumiu o papel de presidente e carnavalesco para manter viva a grande paixão do pai.

A preparação da Unidos do Cruzeiro começou em dezembro. De lá pra cá, a varanda da casa de Alex vive tumultuada, confeccionando fantasias para 200 pessoas da comunidade para desfilar.

A Unidos do Cruzeiro será a penúltima escola a desfilar amanhã, dia do grupo especial. A previsão é de entrar às 22h.




unidos venceremos. vai cruzeiroooooooooooooooooooooooooooo.................................................
 
marcos balejo carrapateira em 09/02/2013 01:28:32
esta escola e fantastica conheci picole grande fundador que deus a tenha conheço a grande familia que me acolheu e me pos na avenida nos bons e velhos carnaval a 2 anos nao saio mas desejo toda sorte do mundo a esta agremeiaçao no qual sou muito grata mas ano q vem eu volto vc e dez unidos do cruzeiro
 
skarlath almeida em 08/02/2013 23:39:02
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.