A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

09/11/2014 04:16

Em casa, Luan canta para multidão e leva fãs a momentos de histeria

Paula Maciulevicius
No palco, Luan falou da saudade que sente da cidade e relembrou o Gurizinho de Jaraguari. (Foto: Paulo Francis)No palco, Luan falou da saudade que sente da cidade e relembrou o "Gurizinho de Jaraguari". (Foto: Paulo Francis)

Com canções novas, do trabalho mais recente "O nosso tempo é hoje" e sucessos que ficaram marcados na voz do "Gurizinho de Jaraguari", Luan Santana levou o público a histeria na noite deste sábado, ao subir no palco do "Show de Verão", na Praça do Papa, em Campo Grande. 

Veja Mais
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje
Festival de Artes começa com público fraco, mas tem vocação para ser resistência

O Lado B esteve no show como espectador, acompanhando de pertinho a reação dos fãs, que envolveu mais do que cantar junto: a noite foi de muitos gritos e até lágrimas. 

Luan subiu ao palco às 22h40, vestindo o blazer que na terceira música já foi jogado para a plateia. Ele abriu o show cantando "Um brinde ao nosso amor", do último DVD gravado. A sequência mesclou as canções mais românticas com os batidões como "Sogrão caprichou" e "Te esperando". O repertório contou com "Cê topa", "Donzela, "Tanto faz" e até "Lepo Lepo" em 1h30 de apresentação.

Fãs iam do grito às lágrimas em segundos. (Foto: Paulo Francis)Fãs iam do grito às lágrimas em segundos. (Foto: Paulo Francis)

Com efeitos de fogos e chuva de papel, Luan matou saudades de Campo Grande e também fez despertar o lado apaixonado dos fãs. Enquanto a namorada Patrícia da Silva cantava, o azulejista Jefferson Canteiro dos Santos, de 25 anos, tinha de equilibrá-la em cima do capacete e ainda acompanhar pelo menos o refrão.

"Eu gosto sim, mas ela que insistiu para a gente vir. É programa que namorado tem que fazer", brinca. A estudante estava aos berros e sem nem tirar os olhos do palco, respondeu que não ficaria sem voz ao acordar. Estava valendo a pena gritar junto com a multidão.

O público do show era composto por famílias, jovens e muitas crianças. Antes de engatar a quarta música, "Um beijo", Luan falou que o "bom filho à casa torna". "Vocês não fazem ideia da saudade que eu estava. Voltar depois de tanto tempo à cidade que me faz falta, que eu amo tanto. Estava com saudades", interagia.

Já caminhando para o final da apresentação, Luan comentou que cantar em casa traz lembranças. "Olho para vocês e lembro dos meus primeiros palcos, as primeiras apresentações, as pessoas que acreditaram em mim quando eu ainda era o Gurizinho de Jaraguari" e assim seguiu cantarolando trechos de "Falando sério", a música que o revelou no Estado e as canções "Sufoco" e "Meteoro" que tornaram o rapaz conhecido em todo País.

Pela namorada que é fã de Luan, Jefferson topou ir ao show. (Foto: Paulo Francis)Pela namorada que é fã de Luan, Jefferson topou ir ao show. (Foto: Paulo Francis)

A apresentação encerrou com "O nosso tempo é hoje", uma série de fogos para ilustrar a comemoração da virada do ano e fãs satisfeitos. Já não é muito do costume do campo-grandense pedir "bis" e ao que pareceu, as 20 canções da noite foram o suficiente.

Ainda extasiada por ter visto Luan tão de pertinho, a estudante Thamiris Jebaili, de 12 anos, só tinha elogios para o show. Acompanhada da mãe e da prima, elas não chegaram cedo, mas batalharam para poder ir até o começo da pista.

"Foi lindo, maravilhoso, perfeito. Eu consegui ver ele. Deixaram a gente ir lá na frente", contou. A mãe, Rita Jebaili, de 48 anos, teve de compartilhar, durante os três últimos meses, a ansiedade da filha para o grande dia. "No começo a gente falou que ia estar muito cheio, mas viemos. Eu sou fã também, ele é lindinho", acrescentou.

Com uma faixa declarando seu amor, este foi o primeiro show de Manoelly. (Foto: Paulo Francis)Com uma faixa declarando seu amor, este foi o primeiro show de Manoelly. (Foto: Paulo Francis)

Com uma faixa declarando todo o seu amor pelo artista, a pequena Manoelly Souza, de 10 anos, riu e até chorou no show. "Foi de emoção, de ver ele", explica. Ao lado dos pais, Silvia e Edmar, a menina disse que essa noite dormiria tranquila e realizada.

"É o primeiro show que ela assiste. E dá muito orgulho desse menino, orgulho para a gente ter um cantor assim", fala a mãe, Silvia Cristaldo, sobre Luan.

A animação de Luan no palco foi o que contagiou a dona de casa Juliete Pires, de 20 anos. Com a mãe, a sogra e o marido, ela só lamentou a quantidade de pessoas e a dificuldade em chegar próximo do palco. "Foi ótimo, ele estava muito animado. Tocou tudo", resumiu.

O show transcorreu dentro da normalidade, segundo informou ao Lado B, o comandante do Batalhão de Operações Especiais, major Marcos Paulo. "Houve abordagens de rotina e registro de ocorrências por desordem e embriaguez, mas no geral tudo dentro da normalidade em virtude da disposição tanto da Polícia Militar, quanto da Guarda Municipal", explicou. Ao todo, eram 200 entre policiais e guardas trabalhando no show.

O repertório contou com Cê topa, Donzela, Tanto faz e até Lepo Lepo em 1h30 de apresentação. (Foto: Paulo Francis)O repertório contou com "Cê topa", "Donzela, "Tanto faz" e até "Lepo Lepo" em 1h30 de apresentação. (Foto: Paulo Francis)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.