A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

18/02/2015 21:08

Em clima de paz, Igrejinha volta a ser campeã após cinco anos sem títulos

Daniel Machado e Aline Araújo
Nem o atraso de duas horas na apuração e muito menos a chuva ininterrupta conseguiam esfriar os ânimos dos integrantes da Igrejinha. (Foto: Marcos Ermínio)Nem o atraso de duas horas na apuração e muito menos a chuva ininterrupta conseguiam esfriar os ânimos dos integrantes da Igrejinha. (Foto: Marcos Ermínio)

Desta vez não houve cadeira voando nem grande animosidade de anos anteriores entre os integrantes das escolas de samba de Campo Grande. Pelo contrário, assim que as notas dos envelopes do último quesito começaram a ser anunciadas e a diferença na pontuação revelou-se inalcançável, os integrantes da Vila Carvalho anteciparam-se ao resultado final, aplaudiram em pé a vitória da arquirrival Igrejinha e retiraram-se resignados da Praça do Rádio na noite desta quarta.

Veja Mais
Desfiles das escolas de samba do grupo especial atraem 12 mil à Praça do Papa
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

Do outro lado, nem o atraso de duas horas na apuração e muito menos a chuva ininterrupta conseguiam esfriar o ânimo dos integrantes da Igrejinha, que comemoravam cada um dos 267 pontos (6 a mais que os da Vila Carvalho) que levaram a escola a interromper a incômoda sequência de cinco anos sem títulos e, pior, vendo a maior rival durante o período sagrando-se pentacampeã.

Com 500 integrantes, a Igrejinha levou para a Praça do Papa um desfile praticamente perfeito em todos os critérios, segundo os jurados.

O enredo homenageava a Tia Eva, escrava que criou tradicional comunidade quilombola de Campo Grande. “A gente resolveu homenagear a Tia Eva até para resgatar o pessoal da comunidade para a escola. Vencemos com muita garra, faz cinco dias que eu não durmo nem cinco horas por noite, mas valeu a pena”, disse o vice-presidente da Igrejinha, Antônio Valdo Francisco da Silva.

A presidente, Marisa Fontoura, também destacou a importância do esforço coletivo no resultado final do carnaval campo-grandense. “É maravilhoso, é um trabalho realizado o ano inteiro com a comunidade, no qual todo mundo pegou firme. Agora é só comemorar”, disse.

A noite de premiação será no próximo sábado (21), a partir das 19h30 na Praça do Rádio. No mesmo dia, às 17 horas, também está marcada a celebração do título da GRES Igrejinha na Comunidade Tia Eva, em Campo Grande.

Grupo de Acesso – A Unidos do São Francisco não conseguiu somar a pontuação mínima para subir para o grupo especial, ou seja, 80% nos quesitos "Mestre-Sala e Porta-Bandeiras", "Bateria", Alegorias e Adereços" e "Fantasia". Por isso em 2016 desfilará novamente no grupo de acesso e terá a companhia da Unidos do Aero Rancho e Cinderela, Tradição do José Abrão, com 222 e 223 pontos respectivamente. 

 

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.