A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

12/06/2014 17:29

Em dia de jogo e festa da Copa, torcida feminina capricha na produção

Anny Malagolini
Exibição do jogo da seleção no 21 Bar (Foto: Marcelo Victor)Exibição do jogo da seleção no "21 Bar "(Foto: Marcelo Victor)

Durante a exibição da primeira partida do Brasil, no “21 Bar”, o público estimado em 1.500 pessoas tinha como maioria as mulheres. De verde e amarelo por unanimidade, elas vestiram a camisa e mostraram que não foram assistir a partida só pelos belos jogadores. “Esse ano a gente leva, não temos a vergonha de ter o Dunga como treinador, sem contar a escalação, que está melhor também”, comenta a são paulina Danielly Casal do Espirito Santo, de 23 anos.

Veja Mais
"Toma aqui uns 50 reais", Naiara Azevedo abre fim de semana eclético
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo

A jovem se juntou ao restante da torcida pelo “amor” ao futebol, e já garantiu os ingressos para os próximos jogos, que serão transmitidos no mesmo bar. As cores das unhas, em homenagem as da bandeira, segundo ela, assim como o restante das roupas, são superstição. “Sempre uso algo assim pra dar sorte, se dá mesmo eu já não sei”, brinca.

Lenice Pinheiro, de 22 anos, também entrou no clima de festa, e tratou de colocar uma fantasia. “Adoro futebol, e resgatei essa fantasia”, justifica. A escolha de assistir ao jogo no bar é por conta da animação compartilhada.

Sirlei usou fantasia para assistir ao jogo (Foto: Marcelo Victor)Sirlei usou fantasia para assistir ao jogo (Foto: Marcelo Victor)

E teve também gringo que quis ver de perto a energia do povo brasileiro durante uma partida de futebol. Os australianos Cris Swadlin, de 36 anos, e Scott Durrant, vieram ao Brasil para assistir aos jogos da seleção australiana, na companhia paulistano Ricardo Lopes, de 40 anos, que há 11 anos mora na Austrália.

Ricardo conta que há um ano, ele e os amigos resolveram planejar a viagem para assistir aos jogos, e passar por Campo Grande foi um imprevisto de trajeto. “A passagem de São Paulo para Cuiabá estava cara, e saindo daqui ficou mais barato”, explica.

No ranking da admiração dos estrangeiros, novamente surgem elas. “São lindas, encantadoras”, diz Scott. E sobre Campo Grande, Cris disse que ficou surpreso com a tranquilidade da cidade “Sempre dizem que o Brasil é perigoso, mas essa cidade não é, andamos sem preocupação por aqui”.

Os australianos também garantem que torcem pelo Brasil, mas se a Austrália tiver que enfrentar a nossa seleção a conversa é diferente. “A preferência é brasileira, mas não com o nosso País”, avalia Scott.

Arena - Apesar do grande público, a festa no 21 Bar começou organizada, inclusive no quesito estacionamento. Mas a orientação é para que os clientes cheguem cedo para encontrar vagas para os veículos. Após os jogos a festa vai continuar, com shows de pop rock.

O bar também vai exibir os jogos da seleção nos dias 17 e 23. Os ingressos custam R$ 25,00 para mulher e R$ 35,00 para homem, e de brinde, o torcedor ganha uma camisa personalizada da festa nas cores verde e amarelo. A casa fica na Rua São Vicente de Paula, 160.

A são-paulino usou as cores da bandeiro para trazer sorte (Foto: Marcelo Victor)A são-paulino usou as cores da bandeiro para trazer sorte (Foto: Marcelo Victor)
Amigas se produziram para assistir ao jogo (Foto: Marcelo Victor)Amigas se produziram para assistir ao jogo (Foto: Marcelo Victor)
Ricardo e os australianos (Foto: Marcelo Victor)Ricardo e os australianos (Foto: Marcelo Victor)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.