A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

20/12/2013 07:30

Entidade pensa alto e tenta convencer O Rappa a fazer show de graça em MS

Anny Malagolini
Banda O Rappa. Banda "O Rappa".

Para arrecadar fundos para a ONG “Fraternidade Sem Fronteiras", o presidente Wagner Moura, de 40 anos, jogou alto e lançou campanha para trazer uma das principais bandas da cena nacional a Campo Grande, com um detalhe: de graça.

Veja Mais
"Toma aqui uns 50 reais", Naiara Azevedo abre fim de semana eclético
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo

Ele criou no Facebook a página “O Rappa, vem em Campo Grande” e em pouco tempo conseguiu centenas de fãs defendendo a ideia.

Wagner explica que a intenção é fazer um show que renda dinheiro para patrocinar os projetos da ONG, que ajuda crianças órfãs da África. A entidade quer montar o maior grupo musical infanto juvenil em Moçambique, com fábrica de instrumentos, aulas de percussão, aulas de danças típicas africanas e canto nativo.

Como o anúncio não explica, o que dá a entender é que a banda já tem data marcada para se apresentar na Capital, por isso virou quase uma "pegadinha", o que aumentou a repercussão.

A ONG ainda não fez um pedido oficial ao grupo, apenas pelo Facebook. Wagner lembra que o primeiro contato que fez em relação á proposta foi com a marca de Falcão. Agora o pedido  é público pelo Facebook. "Sei que vai chegar até eles", comenta. 

A intenção é “sensibilizar” os artistas com a ideia e mesmo, sabendo que é difícil, Wagner se diz confiante: “Tenho esperança, porque eles tem muito carinho e respeito pela África”.

Ele também explica que escolheram “O Rappa” porque o vocalista da banda, Falcão, tem a “Jonnysize”, projeto que apadrinha ações sociais. “Eles se identificam com a causa”, justifica. Além disso, no dia da criança africana, eles divulgaram a ONG e fizeram um show para 10 mil pessoas.

Enquanto a banda não responde, Wagner se adianta e já procura até produtores de eventos de Campo Grande. "Já conseguiu a estrutura para o show", garante.

O Lado B procurou a produção da Banda e também não recebeu resposta

Clique aqui e acesse a página da campanha no Facebook.




Eu sempre me emociono ao ver qualquer tipo de atitude humanitária, diante de um sofrimento alheio, acho isso essencial para o ser e tento de alguma forma me espelhar.Nunca me esqueço de um fato, onde alguns amigos vendedores estavam sentados numa sala de espera, com ar condicionado, café e biscoitos, bem trajados, esperando serem atendidos...quando viram um cachorro do lado de fora, estava sujo, com mal cheiro e muito doente, um deles se levantou abriu a porta de vidro olhou atentamente o animal de rua e pegou-o no colo, colocando-o no seu belo carro e foi a um veterinário particular que lhe prestou todos os cuidados necessários. Ocorreu alguns comentários: perdeu sua vez de ser atendido, poderia gastar o dinheiro com os pobres, louco e outros: Fantásco, show de bola, Deus o abençoe.....
 
Wagner Gomes em 20/12/2013 11:57:40
Com toda a certeza as pessoas que estão questionando já ajudam as crianças Brasileiras. Por gentileza, coloquem aqui o nome das instituições que já ajudam ativamente para que nós possamos também ajuda-las. No mais, cada pessoa é livre para escolher qual ação ajudar, afinal, somos irmãos universais, independente de barreiras ou divisões geográficas. Sofrimento é sofrimento em qualquer lugar.
Além de auxilia a Fraternidade sem Fronteiras, ajudo outra instituição ligada ás crianças aqui em Campo Grande mesmo. Aos interessados, passo o contato.
 
beatriz rocha em 20/12/2013 11:30:33
Ola Marina Vilela, você ja tentou viver com os subsídios do bolsa família????????????????? e qto tempo você morou ou ao menos estudo sobre o continente Africano para ter tanto conhecimento??????????????????? Ricardo Gomes, obrigada pelo convite, fico feliz que tenha entendido meu ponto de vista.
 
claudia oliveira em 20/12/2013 11:19:43
Prezada Claudia Oliveira, estendo o nosso convite a você, também, a fim de que some conosco nas nossas atividades aqui em Campo Grande (MS). Louvável a sua preocupação com as nossas crianças brasileiras. Graças a Deus, hoje, podemos escolher com quem e onde trabalharmos. Seja bem vinda e obrigado pelo seu comentário. Estamos juntos!!!
 
Ricardo Gomes em 20/12/2013 11:06:40
tenho o maior respeito a qualquer atitude humanitária, mas concordo plenamente com o Rafael Santana, num pais como o nosso com tanta desigualdade, criança nas carvoarias, nas industrias no nordeste, nas fabricas de roupas, na prostituição, morrendo de cede e fome todos os dias e nossa atitude é ajudar a Africa?!!! embora eles tbem precisem de ajuda, mas estão no foco do mundo, bem diferente de nós...todas as grandes celebridades se dedicam a ajuda los e os programas que existentes no Brasil são claramente insuficientes.Acredito que seria mais sensato e eficaz se tentássemos salvar primeiro nossas crianças!!!!
 
claudia oliveira em 20/12/2013 10:05:54
Ótima iniciativa Wagner, todos da ong estão de parabéns!
Em resposta ao Sr. Rafael Santana, poderia sim Rafael ser aqui no Brasil ou até mesmo em Campo Grande, mas nosso país é tão abençoado que nossos governantes já oferecem muita ajuda á quem precisa e a quem não precisa também, isso sem contar com os desvios feitos pela politica.
Na África é diferente, pelo que sei o governo de lá não oferece nenhum recurso (de bolsa família, vale gás, cartão de credito para mobiliar sua casa própria etc), sendo assim as famílias carentes ficam a mercê da própria sorte.
Vá conhecer o grupo, se integrar mais dos propósitos e quem sabe você não passe a ajudar também. Afinal toda ajuda é bem vinda!
Fique em Paz !
 
Marina Vilela em 20/12/2013 09:37:11
ai sim o rappa manda um som da hora ate q em fim tomara q de certo...
 
wilky alencar em 20/12/2013 09:31:10
Olá Rafael!
Crianças são crianças em qualquer lugar do mundo. E sempre precisam de comida, saúde, educação, precisam brincar e ter uma vida digna. Se puder ajudar aqui mesmo, está valendo muito, sem dúvida. Mas se puder também ajudar lá na África, por que não? As crianças de lá também precisamos muito... Abraços!
 
Fabiana Silvestre em 20/12/2013 09:14:25
Prezado Rafael, essa colocação nos motiva, ainda mais, para continuar a nossa caminhada e abraçar de forma mais convicta esta causa do bem.
A Fraternidade Sem Fronteiras é formada por integrantes de diversos grupos que se sensibilizaram com a situação de miséria vivida por nossos Irmãos da Àfrica Subsariana (considerada a mais pobre do planeta) e decidiram ampliar a ajuda humanitária a crianças órfãs de pais vitimados pela aids, tuberculose e malária. São crianças que cuidam de crianças. Ja temos trabalhos assistenciais no Brasil e, principalmente, em Campo Grande. Tenho o maior prazer de te convidar para que os conheça, pois vejo que es uma pessoa interessada em ajudar os nossos Irmãos Brasileiros. Quem sabe vc se une a nós nestes trabalhos, aqui mesmo, na nossa cidade. Abraços fraternos
 
Ricardo Gomes em 20/12/2013 09:11:24
Poderia ser para ajudar crianças daqui mesmo né!
 
Rafael Santana em 20/12/2013 08:35:23
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.