A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

15/11/2015 11:16

Ganhando a vida em lava jato, funkeiros do Guanandi agora tentam a fama no Rio

Raiza Calixto
Jaelyson em uma das apresentações. (Foto:Reprodução do Facebook).Jaelyson em uma das apresentações. (Foto:Reprodução do Facebook).

Há oito anos lutando para ganhar a vida como dançarino de funk, Jaelyson Rodrigo dos Santos acordou feliz hoje ao ver uma notinha falando do grupo que agora tenta a fama no Rio de Janeiro. Na coluna de David Brazil, "o gago mais famoso do Rio", a foto dos "Danadinhos", impressa em jornal carioca, é uma conquista para o rapaz de 19 anos, que saiu do bairro Guanandi para vencer na terra dos funkeiros.

Veja Mais
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'
Com poucas opções, veja onde curtir as festas de fim de ano em Campo Grande

A vida continua dura, com sutento em um lava jato, mas com agenda mais comprometida no lado artístico.

Ele e o amigo Thiago tentaram por 5 anos sobreviver do funk por aqui, mas em uma cidade sem tradição alguma no estilo, o jeito foi aceitar convite, ir de mala e radinho para o Rio de Janeiro e começar do zero. Por lá, os dois encontraram um vocalista, arrumaram uma Van, e fazem cada dia mais bailes.

Formação atual dos Danadinhos.Formação atual dos Danadinhos.

Jaelyson, conhecido como Pato, recebeu influencia musical desde muito novo. Ouvia funk com a mãe e sempre recebeu incentivo para dançar, desde as festinhas de família. Com o passar do tempo, foi se encontrando cada vez mais no funk, então montou o primeiro grupo em 2007, o “Bonde do Tesão”, com 6 integrantes.

Como a história não vingou, Pato e os 6 amigos montaram o Danadinhos e conseguiram trabalhar juntos por 4 anos. Mas a luta para dar certo aqui em Campo Grande só aumentava e não trazia retorno.

O auge ocorreu na época do antigo Duke, hoje o Macalé, na avenida Marechal Deodoro. Vários grupos de funk surgiram naquele tempo, vindos da periferia da cidade. Como a moda passou, poucos resistiram.

Foi naquela época, durante participação em show do grupo Os Hawaianos (RJ), aqui Campo Grande, que os Danadinhos receberam convite do vocalista Tonzão para uma carreira no Rio, e na hora toparam. O problema é que, depois da mudança, Tonzão resolveu virar evangélico, abandonou a carreira no funk e deixou os meninos na mão.
"Os primeiros anos no Rio foram de muitas dificuldades. A gente até passou fome, ficamos dormindo na casa de conhecidos...", lembra Pato.

Com as dificuldades, 4 integrantes dos Danadinhos desistiram e voltaram para Mato Grosso do Sul. Restaram Pato e Thiago. Agora, com o "MC Brunão", novo vocalista, o grupo vê dias bem melhores pela frente.

Os dois campo-grandenses continuam se sustentando graças ao trabalho em lava jato, mas a carreira musical vai bem, garante Pato.

"Temos agenda lotada até o dia 15 de dezembro. Nós chegamos aqui e enfrentamos muitas dificuldades, e ainda ficamos longe das nossas famílias, mas nós tínhamos um sonho, e tivemos muita garra pra continuar lutando por ele, não foi fácil e nem está sendo, porém sabemos que nossa hora está chegando e se Deus quiser vamos ser sucesso”, torce o funkeiro.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.