A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

04/02/2012 13:46

Indicado ao Oscar “Os Descendentes” destaca Clooney e resgata polêmica

Fabiano Arruda
George Clooney foi indicado ao Oscar de melhor ator por conta do filme. (Foto: Divulgação)George Clooney foi indicado ao Oscar de melhor ator por conta do filme. (Foto: Divulgação)

A idade chega até para os galãs. É o que fica nítido nos exaustivos closes em George Clooney que, no drama “Os Descendentes”, em cartaz nos cinemas, fica longe do papel de garanhão no filme que recebeu cinco indicações ao Oscar 2012, entre eles, melhor ator, filme e direção para Alexander Payne.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

Mas o passar do tempo fez bem para o ator, de 51 anos, longe de ser velho, que tem boa interpretação para contar a história de um pai que sofre para resgatar o tempo que passou longe das filhas em meio a situação delicada que envolve sua esposa e que é polêmica no mundo todo.

Clooney vive Matt King. O tempo que o trabalho tomou de sua vida o fez ficar longe das filhas. Até que a esposa sofre um acidente de barco, tem uma grave lesão na cabeça e entra em coma.

A partir disto, ela fica numa cama de hospital em estágio vegetativo. E aí fica impresso todo o recado sobre a delicada situação de familiares terem de decidir tirar ou não a vida de alguém para abreviar o sofrimento.

Entre lidar com o fato da mulher em estado grave, Matt tenta conciliar a reaproximação com as filhas, que agora dependem dele; um grande negócio prestes a ser concluído, além de seus próprios conflitos motivados por um segredo que ele acaba de descobrir.

Ao mesmo tempo em que é capaz de emocionar, “Os Descendentes” também aplica sua pitada de humor e deixa recados sobre uma estrutura familiar tão típica. A crise que serve para reaproximar e a dica de que o que tem de ser feito não pode esperar, pois não se imagina qual será o futuro.

Ator vive Matt King: um pai que se reaproximar da filha durante uma crise na família. (Foto: Reprodução)Ator vive Matt King: um pai que se reaproximar da filha durante uma crise na família. (Foto: Reprodução)



É fácil pra vc falar das rugas do Clooney, senhor jornalista Fabiano, só porque é jovem e gatinho (eu já te vi, sei que vc é bonitinho é :o).
Bom, mas é isso mesmo que vc disse, bom ver o Clooney em papel que mostra seu grande talento para bem além desse sexy apeal (ai, se eu te pego Clooney) que ele mantém (com rugas ou não, ele é um p.... homem! delícia, delícia).
 
Graziella Lemos em 05/02/2012 11:07:47
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.