A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

27/07/2012 10:14

Maria Rita homenageia Elis Regina em show que reuniu cerca de 2 mil

Elverson Cardozo
Apresentação faz parte de uma turnê “Redescobrir”, que já passou por cinco capitais brasileiras (Foto: Rodrigo Pazinato)Apresentação faz parte de uma turnê “Redescobrir”, que já passou por cinco capitais brasileiras (Foto: Rodrigo Pazinato)
Show foi realizado na Grande Tenda, na Praça do Festival. (Foto: Rodrigo Pazinato)Show foi realizado na Grande Tenda, na Praça do Festival. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A voz suave e sensibilidade de Maria Rita embalaram a noite desta quinta-feira (26), na Praça do Festival, no segundo dia do Festival de Inverno de Bonito. O show, em homenagem à mãe Elis Regina, reuniu, segundo a organização do evento, cerca de 2 mil pessoas na Grande Tenda.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

No palco, a cantora agradeceu ao público e parabenizou os organizadores, não só pelo festival, mas pela iniciativa de trazer expressões culturais de outras partes do país. “Me sinto honrada, agradeço a confiança e o convite”, disse.

O show, como já era anunciado, foi uma homenagem à mãe, que morreu há mais de 30 anos. “Não é muito fácil, mas eu tento sobreviver”, afirmou. A apresentação faz parte de uma turnê – rebatizada de “Redescobrir” - que já passou por cinco capitais brasileiras.

Para compor o espetáculo, Maria Rita fez uma extensa pesquisa de repertório, trabalhou arranjos, figurino, cenário e roteiro. Para a cantora, relembrar Elis Regina “é uma humilde missão”.

“Trinta anos depois que ela se foi a gente pode constatar que esta viagem foi só no físico. Ela continua aqui”, declarou.

“Cantem, dancem, batam palmas. A festa é nossa”, anunciou, antes de cantar sucessos com “Arrastão”, “Bolero de satã”, “Romaria”, “Vida de Bailarina” e “Como nossos pais”, uma das canções mais conhecidas da carreira de Elis Regina.

“Minha dor é perceber que apesar de termos feitos tudo o que fizemos ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais...”, cantou o público, em uníssono.

Professora Luciana Teixeira mora em Campo Grande, mas fez questão de ir à Bonito assistir ao show da cantora. (Foto: Rodrigo Pazinato)Professora Luciana Teixeira mora em Campo Grande, mas fez questão de ir à Bonito assistir ao show da cantora. (Foto: Rodrigo Pazinato)

“Estou vendo Elis Regina do palco. Cresci ouvindo Elis Regina”, afirmou a professora Luciana Teixeira, de 35 anos, que foi à Bonito especialmente para o show de Maria Rita.

Chegou às 15h de ontem e iria voltar para casa na manhã desta sexta-feira (27) por conta do trabalho. “Mas vale a pena”, resumiu.

A publicitária Farid Fahed, de 24 anos, também assistiu ao show e elogiou a atuação da cantora. “É suave, sutil. É um som que lembra depois”, disse. Farid, que também mora em Campo Grande, pretende ficar em Bonito até o final do festival, que termina no domingo (28).

Hoje, quem sobe ao Palco Fala Bonito é o cantor e compositor Nando Reis. Às 23h, na Grande Tenda, a atração musical fica por conta do grupo Monobloco. Amanhã é a vez de Robertá Sá.

A programação completa do 13ª Festival de Inverno de Bonito está disponível no site www.festivaldebonito.com.br




Só duas mil pessoas para assistirem uma das melhores cantoras brasileiras? isto demonstra a pobreza cultural que invade o Brasil, se fosse um show sertanejo ou de funck multiplicaria o publico por cinco, estaõ transformando o publico brasileiro num publico que valoriza o mediocre o tacanho por isto temos uma sociedade acomodada, que só quer musicas que não precisem de muito pensar.
 
jairo borges em 27/07/2012 04:52:00
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.