A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

12/04/2016 07:34

Na beira do Rio Miranda, hotel de palafitas tem o charme pantaneiro

Naiane Mesquita
Na época da cheia, de outubro a março, os visitantes podem sair do  hotel de barcoNa época da cheia, de outubro a março, os visitantes podem sair do hotel de barco

A construção de palafita é comum em regiões onde as águas sobem de tempos em tempos. No Pantanal, mas precisamente na região do Passo do Lontra, o hotel Pantanal Jungle Lodge chama a atenção justamente por essa característica. Mesmo essencialmente rural, com iluminação adequada conseguiu ir além e criar ares até sofisticados.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

Piscina tem jeito rústico, mas iluminação deixa ambiente mais sofisticadoPiscina tem jeito rústico, mas iluminação deixa ambiente mais sofisticado

Erguida há 20 anos, a estrutura foi sede de outro hotel, o Cabana do Lontra, famoso entre os pescadores.

“Faz cinco meses que mudou o proprietário, mas essa estrutura está erguida há bastante tempo. Foi o primeiro da região do Passo do Lontra, no Pantanal. Ela é feita de palafita e fica na margem do Rio Miranda. A estrutura é boa para a época de cheia do rio, porque evita alagamentos. Nesse período nosso locomoção é praticamente toda feita de barco”, afirma a gerente do Pantanal Jungle Lodge, Raquel Kmice.

O hotel é todo feito em madeira, com partes em eucalipto, segundo a gerente. Os quartos ficam em cima, com opção para privativos e coletivos. A piscina é simples, toda a área é feita em madeira, mas a iluminação dá ao ambiente uma leve sofisticação.

Área de lazer tem pergolados para descansoÁrea de lazer tem pergolados para descanso

“O cliente tem a opção do Day Use e de pacotes para até cinco noites. Acontece de o turista querer ficar mais para fotografar algum animal específico”, explica Raquel.

O hotel oferece a opção de passeio pela manhã, que é o safári fluvial, caminhada ecológica, almoço e outras atividades no rio, dependendo do dia e do grupo que está visitando o espaço. “Ainda temos canoagem canadense. O valor do Day use é de R$ 195,00”, indica a gerente.

Ainda há opção para os mochileiros, com apartamentos coletivos. “Nesse caso, o valor é de R$ 400,00, dois dias e uma noite, incluindo as refeições de almoço e jantar, além dos passeios. Quem mais se interessa são as pessoas que estão fazendo o roteiro de Bonito, Pantanal e Bolívia”, explica.

No apartamento privativo, o mesmo pacote sai por R$ 500,00.

Informações sobre o hotel pelo Facebook ou no telefone (67) 9614-3603.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.