A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

22/05/2013 11:46

Novo espaço de eventos terá capacidade para apenas 5 mil pessoas

Mariana Lopes
(Ilustração)(Ilustração)

Com capacidade para 5 mil pessoas, três ambientes diferentes, restaurante, estacionamento para 4 mil veículos, salão para shows, formaturas, casamentos, convenções, exposições, leilões e afins, Campo Grande terá um novo espaço para eventos.

Veja Mais
Festival das Artes é novo espaço da cultura e começa com mais de 10 shows
Humberto Gessinger, Ludmilla e Whindersson Nunes chegam no fim de semana

A proposta apresentada pelo grupo Enzo, na manhã de hoje em coletiva de imprensa, é de um centro de convenções que atenderá uma demanda defasada para eventos de médio porte.

Segundo o diretor de eventos do grupo, Gustavo Castelo, uma pesquisa de mercado feita pelos idealizadores do projeto aponta que em Campo Grande faltam espaços adequados com capacidade média de público.

A construção do Arena CG Hall começa a partir do segundo semestre deste ano e a previsão para a obra ficar pronta é para o final de 2014. Com 80 mil metros quadrados de terreno e 14 de área construída, o centro de convenções está localizado na saída para Três Lagoas, ao lado direito da rodovia, entre o trevo do rodoanel e a entrada do bairro Maria Aparecida Pedrossian.

O espaço terá quatro níveis. No primeiro deles, no térreo, será instalado o palco central, com espaço para mesas e cadeiras e capacidade para 2 mil pessoas. No segundo e no quarto ficarão poltronas, nas quais caberão 807 e 1137 pessoas, respectivamente.

No terceiro nível, serão instalados os 20 camarotes, vips e convencionais, com capacidade para 400 pessoas, e todos com ante-salas e atendidos por serviços de bar e cozinha.

(Foto: Marcos Ermínio)(Foto: Marcos Ermínio)

De acordo com o arquiteto do projeto, Paulo Hernandes, todos os espaços terão saídas de emergência maiores do que as medidas exigidas e também espaço reservado a cadeirantes, cumprindo todas as regras padrões de acessibilidade.

Hernandes ainda enfatiza, como diferencial, que o projeto arquitetônico do Arena CG Hall traz manobras sustentáveis, como reservatórios para armazenar água da chuva e aproveitamento da iluminação natural durante o dia para ser usada durante os eventos à noite.

Na área do estacionamento serão instaladas lâmpadas de led dotadas de células foto-elétricas – durante o dia o sistema capta a energia solar que à noite garante o funcionamento dos pontos de luz.

Hernandes também garante o total isolamento acústico do espaço, o que permitirá que a realização de eventos simultâneos em todas as salas do Arena CG Hall.

Na manhã de hoje, foi apresentado o projeto gráfico do Arena CG Hall (Foto: Marcos Ermínio)Na manhã de hoje, foi apresentado o projeto gráfico do Arena CG Hall (Foto: Marcos Ermínio)

Sem solução – Embora o espaço atenda a proposta oferecida pelo grupo, o dilema de um local para shows de grande porte, como do Fat Boy Slim, Paula Fernandes, nos quais o público estimado é de em média 20 mil pessoas, ainda continua.

No pavilhão Albano Franco, por exemplo, local onde por muito tempo foram realizados shows em Campo Grande, a capacidade é para 30 mil pessoas. O Jóquei Clube, outro ponto para realizações de grandes eventos, tem espaço suficiente para um público de 20 mil pessoas.

A saga de um local adequado para shows de grande porte na Capital, que cumpra todas as regras ambientais e tenha todos os alvarás liberados, continua. Vale recordar as inúmeras tentativas de espaços já utilizados para apresentações musicais, como o estacionamento do Shopping Campo Grande, Parque de Exposições Laucídio Coelho, Guanandizão, estacionamento da Uniderp, ginásio do Rádio Clube, e por aí vai.




Ceio que a idéia tem sua implicações ambientais pois estará, não vai cinco anos para esta região já ser totalmente urbanizada, terá este lugar condições de isolar o som?
Terá este lugar condições de conter os bêbados pela vizinha?
Não poderia ser este espaço um centro cultural, creio que o Grupo Enzo estaria dando uma grande contribuição as próximas gerações, em vez de malefícios, afinal uma noitada não traz benefícios, mas sim malefícios.
Vamos lá gente, faça deste lugar um centro de alto nível cultural que eleve este Estado e a este grupo. Mostrem que nem tudo é dinheiro a curto prazo, mas na cultura é a longo prazo e com mais sabedoria a médio prazo.
Grupo Enzo, de uma grande demostração de SABEDORIA!
 
Nivaldo Didini Coelho em 24/05/2013 01:06:55
Caraca, como esse povo reclama.
Só ficarão feliz quando acabar de vez shows em Campo Grande né?
''Aaah..faz em fazenda...'' .. e quem não tem carro não tem acesso né?

E não venham dizer que eu falo isso pq não passo por isso, pq eu moro perto da Praça do Papa e quando tem festa junina ou aquele show de verão (?), dá para ouvir tudo e vai madrugada a dentro.. e ainda é sertanejo, um ritmo que eu não gosto, mas não fico dando piti.
 
Beatriz Helena Cruz em 23/05/2013 21:06:37
PARABÉNS AOS EMPRESÁRIOS! ÓTIMA ESCOLHA DE LOCAL E DE PROJETO, CAMPO GRANDE PRECISAVA DE UM LOCAL DESSA MAGNITUDE À TEMPOS. SOU INVESTIDOR DE IMOVEIS NA PROXIMIDADE E CREIO QUE OS VALORES DOS MESMOS IRÃO DECOLAR E QUE A POPULAÇÃO DO ENTORNO SÓ TEM A GANHAR COM NOVAS OFERTAS DE EMPREGOS E AOS NOVOS EMPREENDIMENTOS QUE SERÃO ATRAÍDOS PARA A REGIÃO. AOS DESCONTENTES, LEMBREM-SE QUE O ÚNICO EMPREENDIMENTO QUE FOI PROPOSTO PARA A REGIÃO NOS ÚLTIMOS ANOS FOI UM PRESIDIO SEMIABERTO, QUE TANTO LUTAMOS PARA CHAMAR ATENÇÃO DAS AUTORIDADES E POR FIM CONSEGUIMOS MANDA-LO PARA OUTRO LOCAL. PORTANTO VALORIZEM, POIS NÃO É TODOS OS DIAS QUE VAMOS TER UMA OPORTUNIDADE DESSAS NAS PROXIMIDADES DE NOSSAS CASAS. APRENDAM A FAZER DISSO UMA OPORTUNIDADE, E PAREM DE TRATAR ESSE ASSUNTO DE FORMA NEGATIVA. GRATO.
 
lucas bernardi em 23/05/2013 16:02:09
Na Próxima reunião do Conselho Municipal vou solicitar maiores informações sobre este projeto. Quero saber: Se vai haver DUPLICAÇÃO DAS VIAS para evitar CONGESTIONAMENTOS – Nos horários de pico – saída Bairro centro e centro bairro (retorno do trabalho) a via atual já está sobre-carregada. De que lado vai ser a entrada e saída desse empreendimento? Se for do lado da via (BR) vamos ter problema. O Projeto acústico? Está próximo do Conjunto Fernando Sabino e Residencial Maria Aparecida Pedrossian. SEGURANÇA? Nossa Região carece de Unidade Policial – um empreendimento desse porte atrai malandros... MEIO AMBIENTE ? – essa área é próxima (se não vou verificar) do LIMITE do APA LAGEADO vamos consultar o MPE para averiguar a legislação. Sei que o empreendimento trás empregos, valoriza a região..
 
Prof. Janio Batista de Macedo em 23/05/2013 15:13:42
Para quem acha que estamos incomodados com os barulhos pertinentes à vida em sociedade, desde quando as muvucas que permeiam Campo Grande fazem parte da vida na cidade? Fazem parte, sim, da falta de respeito para com o próximo, do abuso do direito, do mau uso da propriedade, da contravenção penal e do crime.

Importante lembrar que a sua liberdade e seu direito terminam quando encontram os do próximo. O que vocês pregam é a Anarquia, onde todo mundo pode tudo e "é cada um por si e Deus contra todos" e, isso vale para vocês também.

Quanto a mudar para uma fazenda, então vocês adeptos do som alto vão indenizar as famílias pela desvalorização de seus imóveis e doar fazendas para todo mundo? Ótima idéia, vamos começar tomando as suas
 
Guilherme Arakaki em 23/05/2013 14:20:30
Ah tá e o renomado arquiteto, o grupo enzo e demais nunca passaram por ali pra ver que tem residencias e um hotel ali próximo. vão tirar de um lado e jogar pro outro sem resolver o problema!!!!!
 
Danielle Cavaretto em 23/05/2013 13:09:47
Dica de um arquiteto aos empreendedores, investidores e políticos envolvidos no lance todo, consultem e mobilize antes de fazer um empreendimento desses, profissionais capacitados para o tal, faça reuniões com entidades de interesse e promovam CONCURSO PÚBLICO DE PROJETOS, com isso terão o local correto e uma qualidade infinitamente melhor do imóvel. E para os assuntos que envolvem e viabiliza o investimento como trânsito, acústica entre outros se tiver o devido tratamento tudo sairá corretamente dentro dos conformes, PORTANTO PAREM DE FAZER SEUS ESQUEMAS SORDIDOS E LEVANTAREM DISCUÇÕES MEDÍOCRES QUE NÃO VÃO CHEGAR A LUGAR NENHUM, senão para que serve um plano diretor e profissionais. E você que não gosta de barulho e trânsito concernente ao cotidiano de uma cidade, vai morar na fazenda.
 
Rubens Leles em 23/05/2013 11:11:24
O local é totalmente impróprio para esse tipo de empreendimento. Há vários bairros residenciais em torno do local e o acesso é restrito por uma rodovia que dá destino a várias regiões do País: Três Lagoas, São Paulo e Cuiabá. Além do transtorno no trânsito, com certeza perturbará o sossego de tantas famílias que procuraram o entorno de Campo Grande para formarem suas famílias. As autoridades responsáveis pela liberação de um empreendimento desse porte certamente estarão atentas ao bem estar da população e não permitirão que seja construído em área já densamente povoada.
 
Adalgisa da Silva Nery em 23/05/2013 10:01:24
Pessoal voces não tem noção do interesse grande grupo investir nessa modalidade, de quem é essa área provavelmente é uma área pública que sera doada a trouco de um miseros retorno ao estado ou municipio, e aí os empresarios que estão querendo ajudar, não ganham nada, tá de brincadeira e ainda mantem um deputado do grupo, quando vamos acabar com isso nas próxima eleiçõaes. sera
 
joao braz em 23/05/2013 00:06:41
eu moro aqui no resd. M. Ap. Pedrossian á muito tempo ! so digo uma coisa ; façam um sistema de drenagem de agua fluvial bem feita se não vao ter problemas na época de chuva ok ? eu apoio a obra , que seja construída o mais breve possível
 
fernando abreu em 22/05/2013 23:37:07
O carnaval é realizado na praça do papa local de muitas residencias e ninguém fez nada até agora, porque? Será que ali só mora surdo? quando os moradores daquela região na época reclamaram , . ficou por isso mesmo,e o carnaval continua lá do mesmo jeito. Quanto ao novo local também é área urbana , logo os moradores irão reclamar , além de tudo o espaço não é suficiente para comportar os frequentadores de grandes eventos, acho essa proposta inviável, as autoridades que são reponsaveis por esse setor tem que participar das decisões a ser tomadas e estudar com muito carinho sobre o assunto, se continuar assim nunca teremos um lugar de referencia para shows, é uma pena pois nossa capital não possui lugar adequado para esse tipo de diverssão.
 
helena da costa andrade em 22/05/2013 21:50:24
Luiz Gomes nossa capital é habitada por pessoas jovens e IDOSOS , o pior é que esta chegando mais velhos, como seus pais, avós, tias, tios , bisavos, tataravós e tudo que VÓS , voce também com certeza chegará lá . Respeite os idosos. Farmácia com certeza voce frequenta, se a cidade é velha e só tem velhos é fácil resolver seu problema com os velhos é só ir embora daqui. Vá com Deus, e que Ele te abençoe muito porque vc precisa muito. Campo Grande está acodada faz tempo bem antes de vc nascer.
 
helena da costa andrade em 22/05/2013 21:24:21
..quer dizer que ali pode, do lado de macro anel, fluxo intenso de entrada e saida de caminhoes, area super urbanizada....estranho, ali pode é???...será um inferno quando estiver pronto...
 
sergio correa em 22/05/2013 21:12:55
esse povo mal informado, a questão do jockei não são os moradores mito menos os de mais idade(e vcs vão chegar la tbm) la é questão politica, quem ta frente de tudo isso almeja cargo publico
 
luiz assis em 22/05/2013 19:27:42
Nossa sai Praticamente da cidade pra vê um show.. estão malucos mesmo.. ai quem perde é a cidade.. e outra querem q o povo morram na Br.. pq se dentro da cidade morre um imagina do lado de Uma BR Movimentada..Eles tem que usa a Cabeça.. Usa aquele estadio do Morenão uê.. tá lá só pra jogo?.. Reforma aquele lugar e Mete show lá dentro . Agora fica aqi querendo gasta mais dinheiro em uma coisa que no futuro vai trazer na minha opinião nada...
 
Thyago Mendonca em 22/05/2013 19:21:25
Estou feliz pelo grande investimento, só assim esta região terá a chance de crescer e os imóveis se valorizarem. Que outros grupos tenham a mesma visão.
 
Ladiston Almeida de Oliveira em 22/05/2013 19:07:01
Que otima notica! So poderia ser maior! Mais ja e um começo para Campo Grande, e uma pena nao ter espaço para grandes eventos aqui, me lembro da festa da Brasil Telecom no PQ Indigena, foi uma senhora balada, mais foi proibida por causa dos animais :/, agora incomoda os vizinhos, penso no seguinte: "Quando o PQ. Laucidio foi construido as casas que foram construidas ao redor ja sabiam do barulho dos shows, e pq reclamam??? Agora sera no Ap. Pedrossian que vao reclamar? pelo amor de deus parem de impor problemas, deixe Campo Grande ter locais para shows, la na praça do papa o povo nao reclama tem um baita residencial ao lado. Sonho com grandes festas como Skol Sensation, Coca cola Vibe etc. UM dia talvez aqui. :'(
 
Filipi Andrade em 22/05/2013 18:53:48
GRUPO ENZO!!!! POR QUE NÃO !!!! EM FRENTE AO SHOPPING NOVO SAÍDA PARA CUÍABA- COMPRA UMA PARTE DAQUELA ARÉA QUE É BEM DISTANTE DOS BAIRROS( ALÍAS TEM UM CONDOMINIO ) CREIO QUE NÃO VAI INCOMODAR( MORO PERTO) POIS LOGO VAI MUDAR O TRAFEGO PESADO DESSA BR. 163. ( POIS É UMA HUMILDE SUGESTÃO)
 
ARILDA ALBUQUERQUE em 22/05/2013 18:02:01
Faz ao lado do autódromo, aliás para que serve aquele autódromo para nada, e com certeza resolveria o problema de todos. A polícia rodoviária iria lucrar fazendo blitz, os taxistas iriam lucrar carregando gente bêbadas, ou fazem nos estádios, é só usar a cabeça.
 
Jose da Roca em 22/05/2013 17:09:05
Só fica uma pergunta ,foi preciso morrer uma pessoa do bem para as autoridades tomarem uma saída???
 
cristina dos santos martins em 22/05/2013 17:06:48
o ouvido do pessoal de campo grande deve ser bem diferente do povo das outras cidades só pode. não vejo nenhuma cidade de interior reclamar de exposição de shows só o povo daqui mesmo aff!!!
 
Lucia Silva em 22/05/2013 17:02:52
Concordo com o comentário citado: " que iam reservar um espaço no Pantanal, porque ta difícil de se divertir em Campo Grande". Em Brasília, praticamente o parque de exposição agropecuária fica dentro de um residencial de moradores e a residência oficial Granja do Torto, e não há tanta reclamação como a população de Campo Grande.
 
Patrícia Rabelo em 22/05/2013 16:47:19
Não acho que seria legal, fazer na saída de três lagoas, pq la tem muitos fluxos de caminhos, com eventos vão acontecer mais acidentes... e o que sera que vão fazer com o novo prédio que esta sendo construído????
 
Evellyn Duarte em 22/05/2013 16:25:21
porque não fazer estes eventos dentro dos cemiterios localizados nas rodovias
da saida da cidade, eu acho que os moradores do cemiterio não vão reclamar do
barulho.......pelo que eu entendi que no joquei não pode pelo barulho os moradores
reclama, no parque de exposição reclamão tambem, no parque indigena a mesma coisa
no cemiterio quero ver os algum morador reclamar do barulho kkkkkkkkkkk .....se esta ideia minha funcionar quero a minha porcentagem nos eventos beleza fuiiiiiiii.....
publica a minha ideia
 
gil zotelli em 22/05/2013 16:12:22
Para quem acha que o problema de Campo Grande são os "velhos", então comece se desfazendo de seus pais e avôs que te criaram errado.

Sabem porque não tem empreendimentos para grandes shows? Porque não é economicamente viável. Quer grandes shows? Vá para São Paulo.

Agora fazer as coisas de qualquer jeito, mesmo contrariando a lei porque não tem estrutura para o evento? Tenha santa paciência. É a privatização do lucro e a socialização do prejuízo, pois toda a vizinhança paga o pato, empresários que tentam cumprir a lei levam prejuízo e, enquanto isso, espertalhões que não querem investir pesado nem cumprir a lei levam a grana.

Daqui a pouco o pessoal do racha vai se justificar dizendo que não tem espaço para eles disputarem, pois o autódromo não é aberto para o cidadão comum.
 
Guilherme Arakaki em 22/05/2013 15:52:48
Moro bem pertinho e fico super feliz com a escolha do local !! velharada parem de reclamar de tudoooo!!!
 
Caroline Borges em 22/05/2013 15:47:00
Pessoas que reclamam demais, nunca se divertem
 
Alice Brandão em 22/05/2013 15:14:14
Parabens grupo Enzo, porém, o local é muito urbano para esse tipo de evento, pois Campo Grande/MS segue em passos largos, ali ja é cidade procure outro lugar e faça um investimento seguro, esse local, seria bom para Estação Rodoviária. Sei que vocês sao inteligentes, procure outro local mais viável. Fraternalmente


Ramao Marcondes
 
antonio ramao marcondes carvalho em 22/05/2013 15:09:52
Se no parque de esposições não pode pois atrapalha os moradores, porque aqui perto da Pedrossian pode, ou será que o povo do prédio que será construido na regiaão de açlguma forma(grana), conseguiu isso., na boa escolham outro lugar, pois quando tiver algum show ali a BR. vai virar uma loucura e os moradores que somente tem aquela entrada do bairro é que vão ter problemas.
 
Marco Silva em 22/05/2013 14:46:41
Campo Grande, nossa amada morena esta se tornando uma cidade muito chata e tomada por "velhos", um lugar onde nada pode, não se pode fazer nada aqui que incomoda alguém, não pode fazer shows aqui ou ali por causa de licença ambiental, incomoda os bichos, os homens, enfim, é por isso que o que mais abre em Campo Grande é farmacia, cidade velha, de gente velha.
Acorda Campo Grande!!!!
 
Luiz Gomes em 22/05/2013 14:33:18
faço das suas palavras as minhas ---Esperamos que os organizadores não esqueçam que ali, a região também é uma área habitada e fica bem ao lado de um residêncial. Esperamos que não esqueçam, que é a única saída que temos para ir ao centro e a outros lugares. Será que estão cientes do transtorno que vai causar nos dias de eventos com CONGESTIONAMENTOS ENORMES que haverá? Será que teremos de aturar aquele povo sem noção que gosta de ficar fazendo barulho e cantando pneus próximo das casas que ficam bem ao lado dessa obra? Esperamos que o sossego dos moradores da região não seja afetado, afinal pagamos para ter um mínino de tranquilidade.
 
Cristiane Andorinha da Silva em 22/05/2013 14:24:28
O bom mesmo seria construir uma mega estrutura a uns 30 ou 40 km fora de Campo Grande para abrigar os grandes eventos e assim não atrapalhar o sossego de mais ninguém mas ai teríamos outro problema: Os shows ficariam renegados a apenas quem tivesse grana e um bom carro para ir a estes locais. Teríamos que construir também umas OITO vias de acesso para não gerar engarrafamentos e assim causar "transtornos" aos frequentadores. Mas ai teríamos um OOOUTROO problema: Iriamos atrapalhar o sossego da Fauna selvagem e também dos sitiantes e donos de pequenas propriedades rurais por perto. Ai viria mais um OOOOUTROOOO problema: Não se conseguiria aprovação do projeto de impactos ambientais, e assim milhares de OUTROS problemas apareceriam...Quer saber ? eu sou a favor de Ñ SE FAZER MAIS EVENTOS.
 
jorcelino em 22/05/2013 14:20:18
Pensei que iam reservar um espaço no Pantanal, porque ta difícil de se divertir em Campo Grande, já mandaram as favelas para bem longe do centro da cidade, agora só falta fazer casa de show, tipo lá no meio do Pantanal.
 
Antonio Reis em 22/05/2013 14:10:54
Mas o responsável pela obra disse que se quiserem realizar um show de porte maior, poderá ser utilizado o estacionamento, com capacidade para cerca de 15 mil pessoas.
 
Lucas Oliveira em 22/05/2013 12:59:50
Apesar dos questionamentos que fiz, tenho certeza de que será muito bom pra região. Bom mesmo ficará se um dia tirarmos o presidio de lá. Pronto falei.
 
Luis Carlos Espíndola em 22/05/2013 12:58:32
Esperamos que os organizadores não esqueçam que ali, a região também é uma área habitada e fica bem ao lado de um residêncial. Esperamos que não esqueçam, que é a única saída que temos para ir ao centro e a outros lugares. Será que estão cientes do transtorno que vai causar nos dias de eventos com CONGESTIONAMENTOS ENORMES que haverá? Será que teremos de aturar aquele povo sem noção que gosta de ficar fazendo barulho e cantando pneus próximo das casas que ficam bem ao lado dessa obra? Esperamos que o sossego dos moradores da região não seja afetado, afinal pagamos para ter um mínino de tranquilidade.
 
Luís Carlos Espíndola em 22/05/2013 12:44:52
O espaço vai ajudar e muito e é muito bom saber que ainda ha empresas dispostas a investir nessa cidade que consegue acabar com tudo. Contudo não ira resolver o problema já que o publico em eventos ao ar livre é muito grande.
 
Tayna Dias em 22/05/2013 12:37:12
agora o pessoal da região vão reclamar tb
 
breno arantes em 22/05/2013 12:32:20
O ideal seria fazer shows fora da cidade, em alguma chácara ou fazenda, longe de locais residenciais pois, querendo ou não os shows perturbam a população, sobra bagunça, atrapalha o trânsito.. E a iniciativa tem que vir dos empresários pois eles são os que mais lucram com isso, não acho justo a poder público arcar com tais despesas sendo que não são todas as pessoas beneficiadas com isso, afinal, não são todos que tem condições de pagar R$150,00 num ingresso.
 
Edgar Acosta Camilo em 22/05/2013 12:16:30
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.