A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

27/03/2016 11:11

Ônibus saiu da Argentina para trazer a Campo Grande o Sarau do Dino

Thailla Torres
Grupo encarou mais de 2 mil km de estrada para se apresentar em Campo Grande (Foto: Simão Nogueira) Grupo encarou mais de 2 mil km de estrada para se apresentar em Campo Grande (Foto: Simão Nogueira)

Há mais de 10 anos na estrada, apresentando o chamamé e levando para o mundo a mensagem de conscientização sobre a importância de preservar a água, o grupo argentino Sarau do Dino chegou aos moradores do bairro Jardim Itatiaia. O cenário é a lagoa e um lindo por do sol.

Veja Mais
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje
Festival de Artes começa com público fraco, mas tem vocação para ser resistência

A trupe tem quatro amigos que tocam acordeom, violão e contrabaixo, além de um palhaço e um malabarista. Eles ficam em Campo Grande neste fim de semana, se apresentando no ônibus que os leva pelo País, cantando, produzindo e registrando em documentários cada lugar visitado e cultura conhecida.

“Somos uma oficina de conteúdo cultural. Além de músicos, também somos artistas plásticos, documentaristas e palhaços, que pretendem levar alegria e cultura para todos os lugares do mundo”, explica o músico Joselo Ichuap, de 42 anos.

Eles conheceram Campo Grande em 2013, em uma breve apresentação. Agora tiveram a oportunidade de conhecer melhor a cidade, trazendo a música e chimarrão para as apresentações. “Adoramos Campo Grande, uma cidade que conhece e ama o chamamé como a gente. Um som que tem uma abertura e é adorado também em tantos lugares” diz Joselo.

Mas foi chegar na cidade para ter uma baixa. Durante a apresentação na tarde de sábado, apenas três integrantes participaram. O contrabaixista está com dengue.

Joselo já levou o Sarau do Dino para mais de 20 países. (Foto: Simão Nogueira) Joselo já levou o Sarau do Dino para mais de 20 países. (Foto: Simão Nogueira)

O produtor cultural Wilson Taveira Junior, de 43 anos, foi quem convidou o grupo argentino para visita à Capital.

Viajando a América Latina em um intercâmbio cultural, seu objetivo é trazer diversos artistas de outros países para o cenário cultural sul-mato-grossense. “Eu faço intercâmbio com artistas da Argentina há 8 anos e eles têm um trabalho super interessante sobre a conscientização do meio ambiente e a preservação da água no mundo. Levando essa mensagem e ter a música de uma maneira diferenciada para que todas pessoas tenham acesso”, explica.

Ele ainda pretende trazer o grupo em setembro, para que eles se apresentem em outros bairros da Capital. “Nosso intuito é levar a cultura aos bairros mais afastados e, principalmente, aqueles com menor poder aquisitivo disse”.

Adultos e crianças se divertiram com as apresentações no fim de tarde. (Foto: Simão Nogueira) Adultos e crianças se divertiram com as apresentações no fim de tarde. (Foto: Simão Nogueira)

Na primeira apresentação da temporada, moradores se encantaram com um fim de tarde cheio de música.

Crianças e adultos até dançaram. “É muito divertido e fugiu um pouco nossa rotina. Nós nem sabíamos que teria evento aqui, foi uma surpresa muito boa”, comenta o morador Paulo Fontoura, 65 anos, que aproveitou o fim de tarde para tomar chimarrão com a esposa e os amigos.

Neste domingo (27) o Sarau do Dino se apresentou novamente, na Praça Novos Estados, no Bairro Minas Gerais, próximo a região do Nova Bahia. 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.