A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

27/01/2016 06:34

Rainha da "Vila" é advogada, mãe e uma das maiores campeãs de fantasia do Estado

Adriano Fernandes
Rebecca tem 28 anos, já foi musa da Escola de Samba Igrejinha e agora retorna ao posto mais cobiçado da Vila Carvalho. (Foto: Fernando Antunes)Rebecca tem 28 anos, já foi musa da Escola de Samba Igrejinha e agora retorna ao posto mais cobiçado da Vila Carvalho. (Foto: Fernando Antunes)

A vivência no samba e no universo do Carnaval, a advogada e servidora pública Rebecca D'Albinie, de 28 anos, conta que veio de berço. Entre as primeiras idas aos ensaios da Igrejinha e os sambas no fundo do quintal do avô, ela recorda que o que mais a encantou, desde menina, foi a beleza das produções dos concursos de fantasia da cidade.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

O primeiro em que ela concorreu foi no ano de 2006 e, tanta dedicação fizeram dela a detentora dos títulos de fantasias mais belas dos últimos seis anos, em Campo Grande e também Corumbá. Este ano, ela deixará um pouco de lado a grandiosidade das plumas e adereços, para assumir o posto de rainha de bateria da escola de samba Vila Carvalho.

Mas esta não é a primeira vez que a moça estará à frente da agremiação. Entre 2005 e 2010, ela ocupou o posto de rainha de bateria por dois anos, quando fez uma pausa aos ensaios para se dedicar a vida de mãe. Entre 2014 e 2015, Rebecca foi musa da Igrejinha e depois de cinco anos, retorna ao posto mais cobiçado de sua escola do coração.

Advogada e funcionária pública, Rebecca conta que a paixão pelo samba veio de berço. (Foto: Fernando Antunes)Advogada e funcionária pública, Rebecca conta que a paixão pelo samba veio de berço. (Foto: Fernando Antunes)
“Meio Século de Samba – Meu Coração é Verde e Rosa. Dá ao Zé o Que é de Zé” é o enredo da Vila Carvalho este ano. (Foto:Fernando Antunes)“Meio Século de Samba – Meu Coração é Verde e Rosa. Dá ao Zé o Que é de Zé” é o enredo da Vila Carvalho este ano. (Foto:Fernando Antunes)

“O cargo de rainha de bateria permite um contato maior com o publico, e é ele quem também avalia a beleza, a vitalidade e a simpatia de uma rainha. Diferente dos concursos, que são um pouco mais restritos”, comenta. Mas Rebecca não arrisca dizer qual modalidade lhe dá mais satisfação. Segunda ela o nervosismo e a tensão, nunca mudam e ela faz questão de destacar as diferenças.

“Os concursos são mais refinados e tradicionais e o destaque é o luxo de fantasias que chegam a custar até R$ 40 mil. A responsabilidade de surpreender é muito grande, me deixa alegre, mas também tira o sono”, brinca. “Já como rainha, o que diferencia é justamente esse maior contato, a proximidade com o público, o que também é muito emocionante. São trabalhos e emoções, absolutamente diferentes”, pondera.

A Vila Carvalho será a quarta escola a desfilar na terça-feira, dia 09. Os desfiles começam a partir das 19h. 

Preparação – Aos 28 anos e com um corpo que é mesmo digno do título de rainha, Rebecca conta que para não perder a forma, faz 1h40 de academia por dia. “Quando eu não falto”, ela ri. Desde os 15 anos sempre praticou dança, tecido acrobático e teatro e sempre passou longe da cerveja. Só que ela admite que já teve uma fase de deslumbres e exageros.

“Mas, conforme fui tendo maior maturidade artística, cheguei a conclusão de que eu tenho mesmo é que me satisfazer em apresentar bem, o que eu me dispus a fazer nos desfiles”, comenta. Nos dez últimos dias que antecedem o Carnaval, quando possível ela tira férias para preparar um pouco mais o corpo e a mente para o grande dia. Mas nada de rotina de exercícios mirabolantes ou tratamentos estéticos.

Sua dieta é a base de uma alimentação com poucos carboidratos e gorduras, aliado a exercícios funcionais para tonificação do corpo, como o pular corda e agachamento. Rebecca é mãe do Rudah de 5 anos, casada com o Rafael e nunca deixa o “estrelismo” subir a cabeça. “Sou rainha de bateria, mas uma trabalhadora comum que tem sempre que se virar, assim como toda mulher”, conclui.

Curta a página do Lado B no Facebook.

Com a fantasia O Renascer das Fênix, Rebecca foi a grande vencedora do concurso de fantasias 2015. (Foto: Fernando Antunes)Com a fantasia "O Renascer das Fênix", Rebecca foi a grande vencedora do concurso de fantasias 2015. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.