A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

20/03/2016 08:45

Representando o jazz de MS, banda Urbem grava primeiro CD autoral em Roma

Adriano Fernandes
Banda embarca em abril para Roma, com o objetivo de gravar o primeiro CD autoral. (Foto: Divulgação)Banda embarca em abril para Roma, com o objetivo de gravar o primeiro CD autoral. (Foto: Divulgação)

De carreira a Urbem tem apenas dois anos, mas a banda já se prepara para novos projetos até no exterior. No mês que vem, o quarteto, que é um dos principais representantes do jazz em Campo Grande, irá gravar o primeiro disco do grupo bem longe daqui, em Roma.

Veja Mais
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje
Festival de Artes começa com público fraco, mas tem vocação para ser resistência

A oportunidade surgiu depois que os músicos Bianca Bacha, Sandro Moreno, Gabriel Basso e Gabriel de Andrade, participaram da “Womex – The World Music Expo” em Budapeste, na Hungria. O evento é uma das maiores feiras de música do mundo. Bianca conta que a viagem, era mesmo uma tentativa de divulgar o som que eles fazem, para outros mercados.

O quarteto é formado pelos músicos Sandro Moreno (bateria), Bianca Bacha (vocal e ukulelê), Gabriel Basso (baixo) e Gabriel de Andrade (guitarra). (Foto: Divulgação)O quarteto é formado pelos músicos Sandro Moreno (bateria), Bianca Bacha (vocal e ukulelê), Gabriel Basso (baixo) e Gabriel de Andrade (guitarra). (Foto: Divulgação)

“A feira reúne gravadoras do mundo todo. Então, a intenção era justamente poder mostrar o nosso trabalho para a maior quantidade possível de produtores”, comenta. Eles participaram de toda a programação do evento, que aconteceu em outubro do ano passado.

Tanto empenho teve resultado melhor do que o esperado. “Fizemos muitos contatos e voltamos para o Brasil convidados para tocar em festivais em Seul e no Viva Brasil na Holanda, por exemplo”, comenta. Mas a proposta que mais interessou os músicos foi a da criteriosa gravadora americana, OdradekRecords.

“Eles avaliam os músicos apenas pela apresentação ao vivo, pela qualidade tanto vocal quanto musical de cada artista. Ficamos muito felizes sabendo que tínhamos sido aprovados em uma seleção desse nível. Foi o sinal de que estávamos seguindo pelo caminho certo”, comemora.

Foram cinco meses de negociação, entre o tempo de avaliação do contrato e a confirmação do disco, que será gravado no mês que vem em uma das filiais do selo Odradeck, na Itália. Eles embarcam no dia 13 e a expectativa é que o CD seja gravado em no máximo 4 dias no Tube Studio, em Roma.

Por lá já passaram artistas que também servem de inspiração para o grupo, como o pianista Aaron Goldberg e a banda de jazz, Yellow Jackets. 

Por enquanto, o disco ainda não tem nome, mas contará com 7 músicas autorais da banda. Pela gravadora, eles ainda fazem show no "28 Divino Jazz Club" e no dia 20 de abril seguem direto para a Alemanha, onde irão se apresentar no festival “Jazzahead”, na cidade de Bremen.

Por enquanto, os dias que antecedem a nova experiência com ares de mini-turnê internacional, são de ansiedade. “É o nosso primeiro disco e ainda internacional. Já estamos começando a viver a realização de um sonho”, comemora.

Trajetória – A banda Urbem existe há dois anos, mas Bianca, Sandro e os “Gabriéis” já são parceiros de longa data. Eles começaram a tocar juntos em 2010 no projeto Jazz de Quinta, em bares como Barbaquá Botequim e no antigo Lendas Pub. Criaram também o grupo “Jazz Monde”.

Em 2015, a Urbem foi uma das dez finalistas do “Samsung E-Festival Instrumental”, onde receberam a maior votação online da história do festival. No mesmo ano, eles ainda fizeram uma tour com o violinista Yamandú Costa e o também músico e compositor Wagner Tiso.

Paralelo a banda, Sandro Moreno já tocou com artistas conhecidos, como o Zé Ramalho e atualmente trabalha com Dani Black. Os músicos Gabriel Basso e Gabriel de Andrade também se apresentam em shows com a cantora Érika Espindola, em Campo Grande. E, além de vocalista do grupo, Bianca também tem um projeto solo de canções francesas.

Na próxima terça-feira, o quarteto ministra workshop de práticas de banda no Teatro Aracy Balabanian e no dia seguinte, rola um show do quarteto. A participação é gratuita.

Curta a página do Lado B no Facebook.

 

A atuação formação tem dois anos, mas os músicos são companheiros de longa data.(Foto: Divulgação)A atuação formação tem dois anos, mas os músicos são companheiros de longa data.(Foto: Divulgação)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.