A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

04/10/2011 10:00

Sidney Magal em noite cigana para secretárias; festa completa 11 anos

Anny Malagolini
Magal, mais comportado em noite das secretárias.Magal, mais comportado em noite das secretárias.

As secretárias merecem festa já há 11 anos em Campo Grande e desta vez Sidney Magal surgiu como surpresa para show em homenagem as meninas que seguram as pontas em escritórios e repartições públicas da cidade.

Veja Mais
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje
Festival de Artes começa com público fraco, mas tem vocação para ser resistência

Com quase mil convidados, na última sexta-feira a 11ª edição do Baile das Secretárias começou com flashback da banda Eclipse. De Paralamas do Sucesso, passando por RPM, Titãs, Mamonas Assassinas e Lulu Santos, o grupo chegou até os Beatles, Queen, Creedence, Village People.

Como o tema da noite era “Cigana”, para entrar no clima, já na entrada, as convidadas recebiam um “terceiro olho”, elemento da tradição hindu, que remete à intuição e à percepção e tinham a disposição mesa de tarô para desvendar o futuro.

As secretárias não lembravam nem de longe o cotidiano comportado que a profissão exige. Depois de dançar aos montes, muitas desceram do salto, e ficaram descalças para poder entrar no ritmo latino.

Jaqueline Maciel, de 20 anos, é secretária na Semac (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e tecnologia) há 3 anos. Pela terceira vez participa do evento. “A organização é muito boa”, avalia.

Todos os anos a atração principal não é divulgada, e em 2011 em especial ela diz que não tinha ideia de quem iria se apresentar, “Todos os anos são surpresa, mas sempre descobrimos, mas este ano foi muito off, só fiquei sabendo quando cheguei aqui”.

A festa foi pensada e até hoje realizada pela secretária executiva do prefeito Nelson Trad Filho, Cristina Marques, no Golden Class.

Cristina resolveu se reunir com algumas secretárias que trabalham no serviço público, para comemorar o dia, com um jantar informal, para 20 pessoas. Com o passar do tempo, essa reunião ganhou nome e mais profissionais.

“A 1ª festa foi organizada no mandado do ex-prefeito da capital, Juvêncio César da Fonseca”, lembra.

Sidney Magal em noite cigana para secretárias; festa completa 11 anos

Cigano - O símbolo maior da cultura cigana no Brasil sempre foi Sidney Magal, pela mescla da música cigana, da disco music e da música latina, por isso o convite para o Baile das Secretárias.

Hoje o visual é outro, blazer comportado e apenas a gola aparente e a corrente no pescoço lembram o latino.

Com 40 anos de carreira, ele é um dos poucos que conseguiu sobreviver ao fim do sucesso dos anos 80 e hoje roda o Brasil divulgando trabalho como ator de cinema, TV e em shows. Até chá para mães entra na agenda do artista.

Na onda da numerologia, tentou voltar à fama tirando o Sidney do nome artístico e apostando no Magal. Não deu certo. Só quando retomou o nome composto voltou à cena, com direito a papel em novela da rede Globo e depois contrato com a TV Bandeirantes, como professor da “Escolinha Muita louca”.

Mesmo com a energia mística da noite das secretárias, Magal garante que nunca buscou a numerologia e que a opção por Magal foi “uma história da gravadora”.

Aos 61 anos, cantando em bares desde os 15, ele fica “feliz de ver que as novas gerações conhecem e gostam do meu trabalho”, comenta. “Até crianças de 10 anos cantam Sandra Rosa Madalena”, diz sobre uma das músicas mais conhecidas.

Em Campo Grande, já esteve na noite da seresta e em boates, sempre com fãs com discos de vinil nas mãos. “Gosto muito do calor daqui, que é mais humano do que qualquer outra coisa”.

Conhecido como “gente boa”, Magal teve, inclusive, experiência polícia, como pré-candidato a vereador em Fortaleza, pelo PPS, em 2004. Mas a carreira artística falou mais alto. “Para continuar atuando na novela ‘Da Cor do Pecado".

Quando estourou nas rádios, com “Se te agarro com outro te mato" (1976), Magal tinha as roupas provocantes e o rebolado sex. A crítica dizia que a lambada de MagaL era obscena.

Magal rebatia com fervor os ataques, mas hoje está de outro lado. Considera o funk uma música indecente e de qualidade contestável porque tem “uma letra pobre”.

Ele diz ser eclético, mas o que tem espaço no som do carro são músicas latinas e românticas. “O problema hoje é que estão massificando certos gêneros na música brasileira, como a sertaneja. Mas tenho esperança porque tem muita coisa boa surgindo na música brasileira.”

Em homenagem as secretárias, um pouco atrasada já que a data é 30 de setembro, aí vão dois clipes de Magal, o antes e o depois.




parabéns às secretárias, tb sou secretária, já fui no show do magal, é demais, ele é td de bom!!!!!
 
djane alves gomes em 05/10/2011 07:29:12
ESTA FESTA É MARAVILHOSA!!!
A ORGANIZAÇÃO DESDE O MOMENTO DA CHEGADA ATE O MOMENTO DA SAIDA TUDO É BOM!!!!!!!!!!!!!!
PARABÉNS CRISTINA, PELA ORGANIZAÇÃO E TODO O PESSOAL QUE SE EMPENHA MUITO P/ QUE TUDO SAIA PERFEITO.
 
SANDRA BENTO em 04/10/2011 12:43:44
Parabéns à Cristina, uma pessoa maravilhosa que com muito trabalho e dedicação, homenageia as secretárias todos os anos!
 
Patrícia Nicolau em 04/10/2011 11:58:02
Se está festa é boa????? É otima perfeita, parabéns a Cristina e seus colaboradores,tudo é bom, a comida, a decoração é maravilhosa, vou a esta festa desde 2007 esse ano não fui, problemas de saude na familia,mas em 2012 estarei firme e forte lá.kkkkk
 
Edmara aniz em 04/10/2011 11:04:30
Festa maravilhosa ...Sidney magal arrazou com sua banda...
 
JUliana costa em 04/10/2011 10:38:33
Ele é ótimo... Uma figura simpática, carismática e que contagia a todos! Não tem como ficar parado no show dele... Impossível!
Parabéns a todas as secretárias!
 
Camila Cordeiro em 04/10/2011 02:26:38
coheço várias secretárias, e realmente... elas merecem! parabéns aos que tiveram essa iniciativa.
 
marcela sol em 04/10/2011 02:26:16
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.