A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

05/12/2013 10:40

Valley compra ponto para montar “ilha” na Afonso Pena e sem música sertaneja

Anny Malagolini
A nova Valley fica na avenida Afonso Pena, 6.044. (Foto: Marcos Ermínio)A nova Valley fica na avenida Afonso Pena, 6.044. (Foto: Marcos Ermínio)

A nova casa do grupo que mantém a Valley em Campo Grande vai ganhar temática tailandesa em um dos principais pontos da cidade, nos altos da avenida Afonso Pena. A principal diferença será o som, não haverá sertanejo, o estilo que fez a fama da marca Valley.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

Para manter suspense, o nome e o estilo musical do bar ainda não foram revelados, mas as suspeitas são de uma batida mais eletrônica.  As obras, no prédio onde funcionava uma concessionária de veículos importados, têm inicio na próxima semana e devem chegar ao fim ainda no primeiro semestre de 2014.

Segundo o proprietário Flaviano Longo, de 28 anos, a ideia de ampliar os negócios foi pela “necessidade” que o campo-grandense tem de espaços que não são voltados à música sertaneja. “Diferente de tudo que tem no Brasil”, afirma, dizendo que a ideia surgiu depois de uma viagem internacional.

O ponto escolhido para o novo empreendimento é entre as duas Wood’s, na avenida Afonso Pena, a casa de shows e o pub que ainda serão inaugurados pela rede que tem como sócios em Campo Grande os músicos Sorocaba e Michel Teló.

Mas Flaviano descarta que o motivo do endereço escolhido por ele tenha relação com a concorrência do novo grupo de entretenimento. “Foi o melhor ponto da cidade por ser em frente ao parque, pela vista. Vai combinar com a ideia”, explica.

A decoração, mais uma vez fica por conta do arquiteto Luis Pedro Scalise. O investimento vai ser alto, e em janeiro ele vai  à Tailândia para trazer objetos e decorar o espaço. "A ideia é fazer com o que o campo-granse se sinta em uma ilha do país oriental", explica o especialista em decoração temática. 

Outro detalhe é que o ambiente será misto, parte da casa será ao ar livre. Segundo Scalise, ao entrar, o cliente vai se surpreender, assim como na ValleyPub, que tem uma atmosfera de faroeste.  “Te transporta para outro lugar”, acrescenta.




montar algo que realmente eduque as pessoas e que traga o conhecimento de musica, acho que a evolução para campo grande parou no momento em que todos deixaram de ouvir o som de verdade e comecaram ouvir de goela a baixo aquilo que nos eram vendidos,poucos dentre nossas idades na faixa de 25 a 35 pode e teve a oportunidade conhecer um club ou outro em campão ir em festas realmente montada e projeta para musica eletronica tendas de circos,estação de trem,chácaras,galpões abandonados etc... nos amantes da Emusic apreciamos o bom som por isso deixamos de sair deixamos de participar de festas pois o o intuito de todos os empresario é a grana e deixam de transmitir o que é tão valioso o conhecimento do que é bom solido e construtivo pessoas criticam a Emusic por não conhecer o que é um bom som ..
 
marcel manzoni em 13/02/2014 16:09:05
PARABÉNS PELO EMPREENDIMENTO, SÓ ESPERO QUE TENHAM UM PLANEJAMENTO/ PROJETO PARA O LIXO QUE A MOÇADA DEIXA NAS CALÇADAS E CANTEIROS DA AFONSO PENA....
 
RITA XAVIER em 13/02/2014 11:38:29
se religiao tem hum milhao...qual é o problema???....
da licença...quem gosta de bruno...zeze,,...xororo....e ai,,,falam que sao diferentes...
que pinga em.....
 
betto reis em 12/02/2014 17:54:35
"A música eletrônica une liberando energia positiva às pessoas; quem realmente gosta, sabe." -
Afff Rafael Camargo!!! Música eletrônica tira a paz! hahaha
 
JESSICA MACHADO em 09/12/2013 09:42:44
Saudade do Stones Blues Bar, sem frescura elitizada, mas cerveja gelada e o bom e velho Rock and Roll. Bons tempos!!!
 
Paulo Albuquerque Filho em 06/12/2013 18:38:08
Assino embaixo do comentário feito pelo Jorge Mendes, aí abaixo. Sinto muito, mas o incomodados que se mudem!!! Falam tanto de "boa música", mas quando abre algum local com essa proposta "diferente", ninguém aparece e a casa cai. Não estou dizendo que essa vai acabar em pouco tempo. Tomara que não. Oxalá essa galera sedenta pela "música de qualidade", prestigiem o novo empreendimento pra tornar a cidade um pouquinho (só um pouquinho) mais diversa. Não estou mais na idade de frequentar essas "baladas" que só têm mesmo molecada. Mas fazer o quê se minha época já passou?! O consolo é que vai passar pra todo mundo. Então, dentro dos limites do bom senso e da responsabilidade, cada um que viva seu momento, sua vida, porque o tempo passa rápido.
 
Arthur Garcia em 06/12/2013 12:17:52
Amei saber da novidade, e fiquei feliz, pois o que eles querem fazer é uma replica do buddha bar, para quem não conhece e gosta de coisas diferentes, deveria ao menos se interessar pois é fantástico. Passei hoje de frente e olhei o espaço e fiquei feliz, tenho muitos cds do buddha bar que são deveras fantásticos, alias são musicas diferentes, só pelo preço já da pra perceber, mas isso não vem ao caso pois quem gosta não olha ao preço. As musicas são do estilo chill out, e era bom que o campo-grandense mudasse um pouco o estilo pois ninguém aguenta sertanejo a toda a hora. Parabéns pela iniciativa e pela coragem, pois desejo muita sorte e tudo de bom para os responsáveis.
 
Hugo Vieira em 06/12/2013 00:42:51
parabens! nossa cidade cresce, mais um atrativo para quem visita campo grande


 
samuel vosni em 05/12/2013 21:39:44
Campo Grande é engraçado, reclama que só tem Sertanejo e tudo mais, mas quando abre um negócio sem ser sertanejo o povo não prestigia, não dá valor.
Se vc coloca 50 reais só pra entrar o povo acha o FIM DA PICADA e ainda reclamam por cortesia.
Infelizmente Casa Noturna para o público FIEL mesmo só o do antigo Tango, o resto vai abrir e fechar num piscar de olhos.
Infelizmente essa é a mais pura Realidade.
 
Guto Ferreira em 05/12/2013 20:58:56
Parabéns !
Campo grande irá receber turistas de vários Países , BRASIL ,MS para o ano de 2014 merecem este local com bastante requinte inteligente .
 
Leda Brum em 05/12/2013 18:51:11
acho engraçado como criticam o sertanejo... uma musica original do brasil...que veio do cateretê e do cururu.. ai vem um qualquer dizendo que o rock, a musica eletronica é boa musica... faça-me o favor né? aí o cara abre uma balada de rock e da 30 pessoas por dia, até esta mesma de eletronica não vai chegar ao proximo verão..pode escrever ai. o unico ritmo que liga, é o sertanejo falow zé?
 
jorge pereira mendes em 05/12/2013 18:34:07
Agora sim eu vou na Valley
 
Rafael Sá Jacques em 05/12/2013 18:25:45
Muito boa iniciativa, espero que tudo dê certo. Sucesso
 
antonio Harper em 05/12/2013 18:23:22
Se dependesse de mim, continuaria como dentista ! Nunca viu e nunca verá 1 real do meu bolso ! Fui !
 
Marcos Paulo Hyppollito em 05/12/2013 17:24:10
Boa.mais um lugar pra sair em cgr.ta precisando mesmo . Mas pr
a quem ta reclamando q aki tudo é caro.q gasta fortuna ,é simples ,fica em casa. O povo q reclama. Graças a deus q ainda tem empresários q se arriscam a investir aqui
 
edmilson garcia em 05/12/2013 16:16:49
Naum adianta vcs moram no berço sertanejo!!! concordo que vários escultam outros ritmos,mas não critica a nossa cultura. Sertanejo sempre em 1º lugar moçada!! Parabéns pela nova casa!! abraçoo
 
leandro barcellos em 05/12/2013 15:52:17
Concordo com você Titá Domingues, mais investimentos melhor para a nossa sociedade Campo-grandense!!
 
Cassia Bernuncio em 05/12/2013 15:24:20
Francisco Oliveira, alugue uma chácara no Parque dos Poderes e convide seus amigos pro seu retiro sossegado. Ou então aproveite as maravilhas isoladas que o MS possui e estão bem próximas a Campo Grande. Vá pra Piraputanga por exemplo, mas deixe a cidade crescer, é inevitável.
 
Sergio Arantes em 05/12/2013 15:08:39
Aqueles que gostam de boa música, especialmente os amantes do bom e velho blues, mesclado com ótimas baladas curtam Zé Pretim Bluesman no QUINTAL BAR E CHOPERIA,localizado na av. Nelly Martins. 76, na via Park, neste sábado, dia 7. A dose será repetida nos dias 4 e 18 de janeiro. Zé Pretim é uma verdadeira lenda, um dos músicos mais completos deste país.
 
cicero antonio da silva em 05/12/2013 14:41:19
Legal ter mais um espaço, estilo musical a parte, quem já foi na Valley sabe qual é o tipo de empreendimento, local bem decorado e não muito espaçoso para ter a casa cheia. É uma pena a falta de respeito com os clientes, que como em várias casas noturnas seguram fila para fazer cena de local que está "bombando". Toda hora aparece um supervip abraçando o segurança e furando a fila. Quem tolera esse tipo de manobra é gurizada que sai para pegação e os encrenqueiros de plantão. Eu é que não volto nesse tipo de lugar, e por isso faz um bom tempo que não vou em casa noturna em CG, agora discordo de quem falou que não tem local tranquilo para relaxar, temos ótimos restaurantes na nossa cidade e não me refiro a locais caros. Estamos no caminho, ainda bem que começa a aparecer outras opções
 
Fernando Isaias em 05/12/2013 14:35:15
Em CG falta o bom e velho rock,um bom eletronico também,eu mesmo sempre avitei locais que tocam sertanejo,aqui falta um local para pessoas que apreciam a boa musica de verdade,porque sertanejo ja deu né CG?
 
guilherme camozzato em 05/12/2013 14:30:28
Vamos ver qual vai ser o grau do tsunami.
 
Dina Divina em 05/12/2013 14:24:59
Lugar tranquilo e calmo? Existem bares assim... vai pra lá! Procure um lugar de gente com mais idade. Campo Grande precisa sim de mais lugares onde a música eletrônica é a principal atração e a Valley visou isso com o exemplo do Taj em Balneário Camboriu. Gritaria, brigas e confusões? Isso é constante em "baladas" sertanejas. A música eletrônica une liberando energia positiva às pessoas; quem realmente gosta, sabe.
"Beber com os amigos". O que seria drogas pra você? Álcool é uma das piores drogas que exitem, perdendo apenas para a heroína, cocaína, sedativos e o ópio.
Pode julgar minha opinião - que de fato você fará -, mas é ruím ter que aguentar essa ignorância das pessoas da minha cidade.
 
Rafael Camargo em 05/12/2013 14:20:06
Tirei o chapéu para o MKT da Valley. Esses caras sabem trabalhar o público. não é atoa que e a única balada que não caiu até hoje. nem sou chegado ao sertanejo mas curto a fanpage deles só para ver os posts e agora já lançam uma campanha dessa, com mistério do que realmente vai ser e intriga o público. Parabéns pelo investimento e pela propaganda muito bem feita. Alguém sabe qual a agência de comunicação que atende eles?
 
Marcio Luiz Filho em 05/12/2013 14:13:59
Um ótimo empreendimento tendo em vista que o público campo-grandense gosta de ousadias vindas de fora. Aqui tudo que é diferente ganha espaço, agora só basta não querer se engrandecer de mais que o público fideliza e o empreendimento segue em alta. Sertanejo e o estilo musical de raiz que predominante até mesmo pela cultura, mas arriscar falar que aqui não é o berço para grandes nomes da música eletronica já e um pouco de mais. São duas vertentes que tem muito espaço e público e certamente sabendo administrar dá certo. Não é atoa que o grupo mantem duas Casa de Show em plena atividade a algum tempo. Sucesso.
 
Marcelo Villalba em 05/12/2013 14:13:45
Acredito que será bom, mas Campo Grande é uma cidade sertaneja. Ainda assim, tomara que dê tudo certo. Agora, o senhor que espera que não tenha barulho.... sinto muito, mas é uma boate.
 
Lucia Gomes em 05/12/2013 13:31:41
Concordo com o Sérgio Roberto, mas a culpa não é dos empresários e sim da cultura do povo de Campo Grande que adora uma "novidade", mas por um determinado tempo. No inicio a casa com um conceito diferente até lota, mas com o tempo as pessoas voltam a frequentar os ambientes que tocam sertanejo e o empresário que quer revolucionar e trazer uma nova opção, se ve obrigado a aderir ao sertanejo ou então fechar as portas. Infelizmente. Talvez eu seja até otimista, mas eu aindo acredito que aqui pode virar uma grande metrópole com opções de balada para todos os gostos e bolsos, mas isso é uma questão de cultura, e apesar de Campo Grande ser capital, a grande maioria das pessoas tem hábitos e gostos de interior, onde o sertanejo prevalece.
 
Luana Neves em 05/12/2013 13:23:48
Graaaaaaças a Deus!!! Não suporto música sertanojo e Campo Grande, apesar de ser uma bela cidade, peca muito nesse sentido. Pela manhã, com exceção de uma rádio, as demais tocam só essa coisa caipira. Não se consegue ouvir um reggae, um soul, um blues pela manhã. Já era tempo de as casas noturnas daqui começarem a diversificar mesmo...
 
Roger Davalos Neto em 05/12/2013 13:14:35
Disse quase tudo Franciso Oliveira...
Faltou citar a falta de respeito de ficarem fazendo fila na entrada.. pra chamar a atenção que a casa ta cheia.
Muitas vezes ta vazia, e ficam segurando a entrada, transformando o cliente em verdadeiro palhaço.
Pena que tem muita gente que aceita ficar enchendo fila na frente da Valley e outras casas do ramo.
Pura falta de respeito.
 
Marcos Ruiz em 05/12/2013 13:14:04
Aposto que a casa se chamará Taj, igual em Balneário e Floripa. Sendo que em Balneário durou pouco tendo em vista que o que o Brasil gosta mesmo é de sertanejo.
 
Francisco Rocha em 05/12/2013 12:26:54
Parabéns ao Francisco! disse tudo! Em CG só a molecada tem a oportunidade de sair para se divertir e relaxar!
Não há locais em se possa ouvir boa musica e conversar!

 
Magda Correa em 05/12/2013 12:23:56
Sem sertanejo? QUE MARAVILHA !! ( isso é só no começo....sei bem com isso funciona por aqui. O negocio é vender tudo e ir para Santa Catarina com fizeram muitos amigos.
 
sergio roberto em 05/12/2013 11:46:02
Parabéns aos responsáveis! Com isso nossa cidade cresce, tem mais empregos e é bem destacada Brasil à fora, sem contar que para nós frequentadores, quanto mais opções, melhor. Obrigado por investir em nossa cidade!
 
Titá Domingues em 05/12/2013 11:41:21
Concordo com o Francisco, em gênero, número e grau!!!
 
Nelson de Almeida em 05/12/2013 11:33:09
Não ser sertanejo já é o suficiente para classificar como "diferente de quase tudo que Campo Grande já viu", pois só tem sertanejo pra tudo quanto é lado, do puteiro na favela ao clube de luxo. Sinto muita falta de um lugar tranquilo e calmo, sem barulheira, sem molecada, sem musica, para sentar, conversar e beber com amigos em paz em um ambiente agradável que não custe uma fortuna a bebida.
Infelizmente só tem lugar para moleque nessa cidade: balada, gritaria, putaria, musica ensurdecedora, brigas e confusões, gente que só quer "pegar a mulherada", muitas drogas; não tem ambiente família acessível a todas as classes sociais. Se você não tem dinheiro para um lugar assim, tem que improvisar. Você chega do trabalho cansado numa terça-feira e não tem opções "relax" sem gastar uma fortuna.
 
Francisco Oliveira em 05/12/2013 11:06:40
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.