A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

20/06/2014 06:42

Chef mobiliza amigas e para emagrecer cria projeto “Saboneteiras RA” em 4 fases

Paula Maciulevicius
No Facebook, amigas postam o que comeram no dia e dão incentivo às seguidoras. (Foto: Reprodução/Facebook)No Facebook, amigas postam o que comeram no dia e dão incentivo às seguidoras. (Foto: Reprodução/Facebook)

Três amigas, quatro fases e um só objetivo: de emagrecer. Nesta semana o Lado B foi apresentado ao projeto “Saboneteiras RA”. O nome diz tudo, elas querem ter à vista as 'saboneteiras' que as magras expõem e buscam isso através da reeducação alimentar.

Veja Mais
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal

Uma das criadoras do projeto é a chef designer de finger food, Iara Dipp, de 34 anos. Há 37 dias, ela, a irmã Rosankely Neto e a amiga Mart Wesner, criaram o projeto no Facebook e também em grupos de whats app, onde postam o que comem nas seis refeições do dia.

“Se alguma coisa faz bem, tem que ser compartilhada”. É este o lema de Iara que jura ter perdido 9,4 quilos em 36 dias só pela prática de se reeducar à mesa. 

As três amigas se falam mais pelas redes sociais do que ao vivo, em parte porque a amiga Mart mora no Rio Grande do Sul. “É um projeto de reeducação alimentar por conta própria. Uma amiga já vinha fazendo há uns 9 meses, daí fui vendo como seria inserir fibras e alimentos integrais sem muitos gastos. Na nossa reeducação você passa vontade, mas fome você não passa”, frisa Iara. 

Uma das criadoras do projeto é a chef Iara Dipp que agora passou a criar linha de salgadinhos integral. (Foto: Arquivo Pessoal)Uma das criadoras do projeto é a chef Iara Dipp que agora passou a criar linha de salgadinhos integral. (Foto: Arquivo Pessoal)

As quatro fases do "Saboneteiras RA" são decisão e comprometimento, organização, ponto de apoio e equilíbrio e por fim, ser feliz. O primeiro passo, explica a chef, é quando a pessoa decide se cuidar, sabe que precisa e parte dela mesma a decisão de sair do sedentarismo que vive.

"Quando decidimos começar de novo, aderir a R.A. (reeducação alimentar), é preciso organizar uma certa rotina, pesagem, foto de antes para comparação depois, peso inicial, IMC, meta que deseja, meta ideal, medidas, se atentar e pontuar casos de doenças como diabetes, colesterol, hipertensão e alimentação. É organizar a mudança de hábito para toda a vida", descreve sobre a segunda parte.

A fase 3 consiste no apoio, que geralmente não é encontrado em casa e pode trazer desânimo. "O projeto então é esse apoio, você acompanha, visualiza a nossa realidade e vê que é possível, porque deu certo pra alguém", sintetiza. O projeto que é inclusive para homens, tem como resultado a última fase, ser feliz.

No facebook, as três postam e respondem às seguidoras com mensagens de incentivo. "Minha irmã posta, eu posto, todo mundo coloca ali. O projeto é para quem está gordo, para quem não está ou quer apenas se reeeducar", completa Iara. O trio também pratica o "aniversário da dieta", anunciando o dia em que vão abrir uma exceção para alguma comemoração. Iara por exemplo pode comer uma tábua de frios no dia dos namorados, já a amiga Mart aproveitou o dia na festa de aniversário da filha. A data é escolhida mensalmente, mas no dia seguinte, tudo volta ao normal. 

Torradas e patê. Além de postar a refeição, Iara deixa também a receita das comidas. (Foto: Reprodução/Facebook)Torradas e patê. Além de postar a refeição, Iara deixa também a receita das comidas. (Foto: Reprodução/Facebook)

Como a vida profissional de Iara é por a mão na massa, ela agregou a reeducação aos quitutes. Dona de uma empresa de finger food há quatro anos, ela percebeu que por fazer salgados o tempo todo, teria de criar uma linha que atendesse às restrições dela. "Eu faço o tempo todo e não posso comer? Então nesse período que eu preciso me reeducar, eu comecei a criar. O que eu posso comer é integral? Então vou fazer salgado integral", comenta.

Com isso ela trouxe à tona um sonho antigo, de adaptar o cardápio que oferece mais de 30 opções entre o tradicional e o de invenção própria, também para uma versão light. Na prática, os clientes vão passar a ter uma linha de quitutes integral. Já nesta semana, Iara testou um mini-sanduíche de pão integral, com recheio de patê de salsicha, temperos verde, cebola e iogurte natural.

"É isso que eu quero fazer, inserir, levar oportunidade de estar mais saudável aos meus clientes", afirma. A intenção é de fechar o cardápio integral já a partir da semana que vem. Os salgados, assados, devem custar de R$ 0,80 até R$ 1,80 cada.

Iara quer perder 30 quilos, mas não estipulou prazo. Nas palavras dela, a reeducação alimentar não envolve pressão. Quem quiser fazer parte do "Saboneteiras RA" é muito bem-vindo, basta curtir a página do projeto no Facebook.

Mini-sanduíche é feito de pão integral e patê de salsicha. Primeiro modelo na linha light da quituteria. (Foto: Reprodução/Facebook)Mini-sanduíche é feito de pão integral e patê de salsicha. Primeiro modelo na linha light da quituteria. (Foto: Reprodução/Facebook)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.