A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

20/12/2015 07:34

Contra fogos de artificio, vale até homeopatia natural para acalmar o caozinho

Adriano Fernandes
O mercado de pets já disponibiliza medicina natural e até fogos de artificio menos barulhento, para não assustar os cães.(Foto: Marcos Ermínio)O mercado de pets já disponibiliza medicina natural e até fogos de artificio menos barulhento, para não assustar os cães.(Foto: Marcos Ermínio)

Quem tem cachorro em casa sabe que a queima de dos fogos de artifício nesta época do ano é sinônimo de desespero para qualquer animal. Pensando nisso, o Lado B consultou veterinários e especialistas para saber qual a melhor maneira de diminuir a angustia dos cães.

Veja Mais
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal

As opções vão desde medicamentos e sprays homeopáticos, até fogos de artifício com menor intensidade sonora. Em qualquer pet shop, por exemplo, os donos podem encontrar os produtos fitoterápicos, à base de ervas naturais e de menor risco ao organismo do animal.

Medicamentos deste tipo servem basicamente como calmantes e podem ser adquiridos facilmente, sem receita. Mas a aplicação exige cuidados, como qualquer outra droga, comenta a veterinária Flávia Vitorasso. “Eles são indicados apenas como calmantes e devem ser aplicados com a antecedência de um dia, dois ou até mais, de acordo com a raça e o porte do animal”, recomenda.

Medicamentos como o Calmsyn, por exemplo, são de origem 100% natural e indicados na diminuição do stress de cães e até gatos. O tratamento deve ser iniciado dois dias antes, da noite de Réveillon, por exemplo. O produto pode ser adquirido em pet shops ou casa veterinárias.

Cedar o animal só é indicado com prescrição de um médico veterinário.(Foto: Marcos Ermínio)Cedar o animal só é indicado com prescrição de um médico veterinário.(Foto: Marcos Ermínio)

Efeitos semelhantes são alcançados pelos chamados medicamentos florais, em gotas ou até sprays. Estes produtos podem ser aplicados nas casinhas do cachorro, por exemplo, conforme orienta a também veterinária e professora, Ana Laura Bello. “Os florais têm o mesmo efeito calmante e são indicados tanto para diminuir o comportamento agressivo dos cães, quanto em situações que representem medo para eles”, conta.

Técnicas caseiras, como prender o cão em ambientes fechados ou tapar o ouvido do animal com algodão, são outras opções, mas com ressalvas. “Alguns animais tiram facilmente o tapa ouvidos, por exemplo. Deixar eles em quartos fechados, também pode aumentar a ansiedade. Mas o dono pode aplicar no ambiente um floral para deixá-los mais calmos”, explica.

Fogos de Artifício – Ainda não existe no mercado fogos de artifício sem nenhum tipo de efeito sonoro. Apenas versões menos agressivas aos ouvidos dos animais, conforme orienta o especialista em pirotecnia Álvaro Gaspareto. “Os chamados fogos de artifícios coloridos, os chamados de efeito especial, têm uma explosão menor que os tradicionais”, comenta.

Todos os fogos de artifício com explosão de cores produzem um menor “estampido”, diz o especialista. Esse diferencial assusta menos os animais e não prejudica a audição dos cães. 

Curta a página do Lado B no Facebook.

Quem consegue deixar uma coisa fofa dessas com medo da queima de fogos?(Foto: Marcos Ermínio)Quem consegue deixar uma coisa fofa dessas com medo da queima de fogos?(Foto: Marcos Ermínio)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.