A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

28/07/2016 06:25

Curso exige desinibição, investimento alto, mas promete turbinar vida sexual

Thailla Torres
É possível desenvolver a sexualidade com conhecimento. (Foto: Divulgação)É possível desenvolver a sexualidade com conhecimento. (Foto: Divulgação)

Poucas coisas sobre sexo despertam tanta curiosidade quanto a técnica tântrica e a propaganda que ela carrega sobre orgasmos múltiplos e prazer pleno. Mas um curso que será realizado em agosto quer quebrar a impressão e trazer conhecimento sobre a sexualidade. A promessa é de técnicas simples e poderosas que vão ajudar a entender como o corpo funciona e, então sim, chegar ao êxtase total.

Veja Mais
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal
Peregrinos não precisam ir tão longe, nosso "Caminho de Santiago" fica a 60km

O treinamento é realizado pelo Centro Metamorfose, referência no assunto no Brasil. Custa bem caro, R$ 1.620 e tem a parte prática, com um aluno que tem de estar disposto a treinar as técnicas em outro. Por isso, mais do que curiosidade, é preciso "cabeça aberta", sem censura.

Procurado por muitos casais, a terapeuta Neelam Prem é quem explica a importância da massagem para uma vida saudável, tanto sozinho quanto a dois. “Esse curso ensina algumas técnicas para desenvolvimento da sexualidade, com mais conhecimento. É entender como o corpo funciona. Para curar e resolver problemas”, explica.

A maioria busca solução para problemas como falta de desejo sexual, ejaculação precoce e dificuldade para atingir ao orgasmo. Mas são inúmeros os benefícios e os problemas que podem ser resolvidos, garante o especialista. Com a massagem é possível aprender como aumentar a libido, tratar a dor na hora do ato sexual e a ter segurança quanto ao corpo e a sexualidade.

“As pessoas têm muita vergonha e quando alguém passa por um problema sexual, como a dificuldade de ter orgasmo, as pessoas abraçam a culpa. Por isso é importante aprender ter segurança, saber dos mecanismos que o corpo tem para chegar ao orgasmo, assim você deixa de achar que o problema esta em você e fica muito mais livre”, esclarece.

A terapeuta indica que a técnica é simples, mas poderosa. (Foto: Divulgação)A terapeuta indica que a técnica é simples, mas poderosa. (Foto: Divulgação)

Em dois dias de curso, Neelam garante que muita coisa pode mudar. “O homem condicionou o sexo com base no pornô e na masturbação. Aqui não é assim, as técnicas levam a entender e atingir a sexualidade natural, onde a pessoa sente a libido naturalmente”, diz.

Para entender melhor, ele cita o exemplo de um casal apaixonado, que sente atração, mas não consegue sentir a libido, não tem o desejo sexual. “A energia sexual nada mais é do que a energia criativa, é a energia que a gente usa para trabalhar, ouvir uma música, só que para a sexualidade ela foi bloqueada e aí a gente ensina técnicas muito simples que permitem que essa energia flua pelo corpo, onde a sexualidade natural e você sente a libido naturalmente”, define.

Seria uma massagem para acordar a sensibilidade do corpo e uma técnica de fortalecimento, peniana, vaginal e clitoriana, sem sexo, mas com prazer pleno. “A pessoa depois de ter contato com o nosso trabalho muda a relação com o corpo e começa existir um respeito. Na prática, é como se fosse uma fisioterapia dentro da sexualidade, que ensina a função orgástica. Não existe sensualidade e nem masturbação”, explica.

Durante o curso, a pessoa que estiver sozinha, escolherá uma pessoa para treinar entre os participantes. O casal fará a massagem um no outro, enquanto a terapeuta ensina todas as técnicas. 

O curso de massagem tântrica será realizado no dia 6 e 7 de agosto. O investimento para quem for sozinho é alto. São R$ 1.620,00. Para o casal ou par, o preço cai para R$ 1.200 por pessoa. Informações pela página do evento no Facebook ou pelo telefone (11) 95845-4508. 

Curta o Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.