A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

04/07/2016 06:25

Em Bonito, passeio com bicicletas só acontece se o turista plantar uma árvore

Thailla Torres
Ninguém termina a pedalada sem plantar pelo meno uma árvore. (Foto: Marcio Lima)Ninguém termina a pedalada sem plantar pelo meno uma árvore. (Foto: Marcio Lima)

Ninguém leva embora o prazer de contemplar a natureza sem deixar pelo menos a lembrança de uma nova árvore. Foi com essa ideia que nasceu em Bonito o projeto  Pedalando e Plantando, do empresário Márcio Lima, de 47 anos. Para impactos menores à natureza, os turistas e moradores têm de plantar uma árvore a cada passeio de bicicleta, para o reflorestamento de áreas degradadas ao redor do Rio Formoso e lagos da região.

Veja Mais
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal

Márcio chegou em Bonito há 19 anos. Nascido em Campo Grande, foi ao município na companhia de amigos para uma pedalada. As belezas naturais chamaram tanta atenção, que em três meses ele se mudou de vez para a cidade.

De lá pra cá, o uso da bicicleta como estilo de vida e o ecoturismo como profissão, se tornaram suas maiores paixões. Mesmo assim acreditava que era preciso fazer mais por um terra que já vinha sendo explorada pelas suas riquezas naturais. Por isso deu início ao Projeto de plantação há 5 anos. 

Turistas se surpreendem com a experiência. (Foto: Marcio Lima) Turistas se surpreendem com a experiência. (Foto: Marcio Lima)

"Eu via muita gente elogiando, dizendo que Bonito era lindo e usufruindo da natureza sem deixar nada pra ela. Eu sentia falta de alguma coisa para complementar isso. Por isso, quem pedala comigo tem que plantar uma árvore", justifica.

A vontade de contribuir sempre esteve no coração de Márcio. Quando chegou a Bonito, o primeiro projeto era manter viva a história de Mato Grosso do Sul. "Eu inciei um projeto chamado Pedalando e Historiando, sempre narrando histórias de pessoas que fizeram parte da construção da Estado, porque é muito rico e merece ser valorizado", comenta. 

E foi aí que ele percebeu a necessidade de fazer algo a mais. "Estava cansado de ver a natureza do mesmo jeito. Acho muito egoísmo a gente se aproveitar e não agradecer. Então vi na bicicleta essa oportunidade", explica.

Cerca de 5 mil árvores, entre ipês, cedros, angicos, ingás e imbaúbas, já cresceram e vem sendo cultivadas na região.  E para garantir que o projeto siga adiante, Márcio conseguiu fechar parcerias para doação de mudas. "Cerca de 80% são doações da iniciativa privada. Já os 20% é repassado pela Secretaria de Meio Ambiente do Município", explica.  

Você contribui com a natureza e deixa sua marca em Bonito. (Foto: Marcio Lima)Você contribui com a natureza e deixa sua marca em Bonito. (Foto: Marcio Lima)

Mesmo como empresário, e lucrando com os passeios na cidade, Márcio admite que o único desejo é inspirar as pessoas a cuidar da natureza e que ideia siga adiante. "As pessoas me dizem que é jogada de marketing, mas eu faço isso há 5 anos e a maioria só fica sabendo quando vai ao passeio. Isso pra mim é uma necessidade, de cuidar da natureza e conseguir fazer algo por ela", justifica. 

Ele reforça que tem esperanças de que o trabalho seja um grande passo para a mudança. "As pessoas não respeitam e é por isso que  mundo está assim. Precisamos plantar por conta dos rios, porque a água merece respeito. E eu planto não é pra mim, eu planto para um futuro, porque eu sei que estou fazendo a minha parte", diz.

Diante do trabalho, a recompensa vem nas pedaladas diárias. "Esse é um rastro que eu quero deixar, ver pessoas que nunca plantaram uma árvore podendo fazer algo pela natureza", finaliza.

Quem deseja conhecer o projeto e participar das pedaladas é só acessar o site.

Curta o Lado B no Facebook.

 




Enquanto isto milhões de árvores são cortadas pelo desmatamento desenfreado que assola a região para o plantio de soja.
 
marco em 04/07/2016 07:33:40
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.