A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

30/08/2016 07:25

Em casa, terapeuta prepara cura pelas plantas com chás, tarô ou mandalas

Paula Maciulevicius
Mandalas são feitas a partir de plantas para curar ambientes, podendo ser também tratamento para a causa de doenças. (Foto: Fernando Antunes)Mandalas são feitas a partir de plantas para curar ambientes, podendo ser também tratamento para a causa de doenças. (Foto: Fernando Antunes)

Com voz mansa e sorriso no rosto. É assim que se é recebido na casa de Sônia. Artista plástica por formação e terapeuta de fitoenergética por gosto e paixão, Sônia prega o sistema de cura natural pelas plantas como forma de tratar a causa do que nos provoca a doença. O atendimento é feito em casa mesmo, num espaço reservado para isso, no bairro Carandá Bosque, em Campo Grande.

Veja Mais
Com mandioca, torta de frango com chia tem baixa caloria e é nutritiva
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos

“Há muito tempo comecei a trabalhar com Reiki e esse ano li sobre a fitoenergética e me interessei. Foi desenvolvida por Bruno Gimenes, essa técnica de despertar a energia da planta e usar em compostos que promovam essa cura”, explica Sônia Mosena, de 62 anos.

Diferente da fitoterapia, que usa o princípio ativo das plantas, na fitoenergética, a terapeuta explica que só se pega o “DNA” da planta. “Como se fosse a energia da planta que é desperta através da intenção colocada naquele composto”, completa. O uso dela pode ser de diversas formas: desde a ingestão, por mandalas ou então em sachês no bolso da roupa.

Sônia já faz Reiki há anos e agora começou a trabalhar com a fitoenergética. (Foto: Fernando Antunes)Sônia já faz Reiki há anos e agora começou a trabalhar com a fitoenergética. (Foto: Fernando Antunes)

“Essa mandala é para o equilíbrio da casa, do ambiente. Então a gente faz o Reiki ou a oração em cima dela e coloca em qualquer ambiente e você vai sentindo que acalma. Ela promove uma abertura de consciência e você vai se transformando, não só o corpo físico, mas também o emocional e espiritual”, descreve Sônia.

O atendimento é feito através de uma consulta, para onde a pessoa leva suas dores para que a terapeuta procure a causa. “A gente trata a causa da doença. Elas sempre estão ligadas às nossas emoções, tristeza, raiva, isso faz com que a gente adoeça e vá gerando desequilíbrio no nosso corpo”, relata.

Se o sentimento for de ansiedade, Sônia exemplifica que para casa, o atendido deve levar um composto de pelo menos três ervas – uma para o chakra, outra como nivelador e um condutor. “A ansiedade é algo que fica na emoção, que está no chakra do estômago. A gente vai tratar o que te leva a essa ansiedade, o que te causa essa ansiedade”, exemplifica.

O tratamento vai depender da causa, mas pode ser de três até 14 dias. “Aquilo vai elevando tua consciência e fazendo com que você mude seus pensamentos e atitudes, que é o que vai fazer com que você melhore”, resume Sônia.

Em casa, ela e a família têm testado a técnica. Basta uma pitada do composto em uma copo d’água fria, deixar agir por três minutos, enquanto se faz a oração ou sente a intenção. “Já me deixou mais calma, tranquila, abriu a consciência para pensamentos mais claros e me deixou mais ativa, com mais disposição”, conta.

Tarô também pode ser usado nas consultas. Cartas trazem as 118 plantas já catalogadas. (Foto: Fernando Antunes)Tarô também pode ser usado nas consultas. Cartas trazem as 118 plantas já catalogadas. (Foto: Fernando Antunes)
Consulta inclui tratamento a base de compostos que Sônia armazena em casa. (Foto: Fernando Antunes)Consulta inclui tratamento a base de compostos que Sônia armazena em casa. (Foto: Fernando Antunes)

Há também como trabalhar a fitoenergética através do banho ou de spray. As mandalas podem entrar tanto para o ambiente como para o tratamento de alguém acamado. “Pode deixar embaixo da cama. A planta sempre foi um método de cura, que usava há milênios e que foi se perdendo”, situa Sônia.

Na consulta, as pessoas também podem abrir o tarô. Através das cartas, Sônia consegue compreender o que está incomodando aquele que a procurou. “Se tira com a mão esquerda cinco cartinhas que são: sentimento, coração, sustentação, passado e futuro”, explica. Nas cartas estão as 118 plantas catalogadas, entre elas: arruda, tília. Junto da planta, aparece também de que forma ela age no organismo.

As consultas são feitas com hora marcada, pelo telefone: 99985-1107. A fitoenergética não tem nenhuma contraindicação e pode ser usada com a medicação tradicional, assim como em animais.

Curta o Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.