A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

16/07/2015 15:13

Técnica desenha bebê dentro da barriga para maior conexão com a mãe

Paula Maciulevicius
Com as mãos, terapeuta e parteira sente o bebê, bracinhos, perninhas e a posição. (Foto: Rinelle Letícia)Com as mãos, terapeuta e parteira sente o bebê, bracinhos, perninhas e a posição. (Foto: Rinelle Letícia)

O trabalho encanta desde os primeiros traços até quando os olhos da futura mamãe encontram com o bebê, ainda na barriga, mas representado ali, na posição que ele está no útero. Através da técnica chamada de ultrassom natural ou arte gestacional, os dedos desenham e pintam o feto com tudo que o envolve: útero, placenta, cordão umbilical, líquido amniótico... A proposta é despertar uma conexão maior entre mãe e bebê e no fim, o resultado é também artístico.

Veja Mais
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal

A técnica chegou ao Brasil pela parteira mexicana Naolí Vinaver e em Campo Grande, o Lado B conheceu pelas mãos da terapeuta e parteira da Tradição, Caroline Abreu Figueiró. De currículo extenso, Caroline exerce "Ayurveda", a Medicina Indiana e está à frente do Instituto Gayatri Spa, espaço que prega olhar o ser humano como um todo, trabalhando corpo, alma, mente e espírito.

Por palpitação, Caroline explica que consegue sentir e perceber a posição do bebê, realizando uma ultrassom e que a pintura é o resultado dela. "Nós fazemos de acordo com a posição em que o bebê se encontra. Eu sei onde está a perninha, o bracinho, a cabeça. A ultrassom natural é poder trazer para a mãe, de forma lúdica, a posição do bebê dentro da barriga", descreve. Mais que a ultrassom tradicional, pela natural, a impressão que dá é uma ligação muito maior, a visual. 

A ultrassom natural leva uma média de 1h30 para ser finalizada. (Foto: Rinelle Letícia)A ultrassom natural leva uma média de 1h30 para ser finalizada. (Foto: Rinelle Letícia)

"A mãe sente o bebê movimentando, mas não sabe da localização, pela pintura vamos trazendo essa percepção sensível, afetiva, essa conexão", completa a terapeuta.

A procura das gestantes é, em sua maioria, pela curiosidade e a beleza de ver a barriga pintada. "Mas quando elas chegam, se deparam com um universo mais profundo, não só visual. Percebe e ausculta o bebê de forma diferente", acrescenta Caroline.

O desenho é feito a partir de maquiagem e pode ser aplicado desde o início da gravidez, no entanto, a parteira afirma que é a partir do terceiro mês que fica melhor para sentir o útero. "As gestantes saem emocionalmente contentes, uma fez a ultrassom no dia seguinte e o bebê estava exatamente naquela posição. Ela ficou impressionada", descreve.

A ultrassom natural leva uma média de 1h30, mas Caroline avisa: "sou parteira e não artista". Por curiosidade pergunto se através desta técnica é possível sentir e saber o sexo do feto. Apesar de não ter o objetivo e nem garantido, Caroline afirma que sim, através da pulsação. "Mas a mulher, quando conectada com seu corpo, ela sempre sabe".

O principal, conforme a terapeuta, é trabalhar o vínculo emocional entre os pais e o bebê. "É tudo o que esse indivíduo vai ser no futuro, é desde a concepção , esse vínculo amoroso, afetivo é o que define o que vai ser lá na frente". O contato com o spa pode ser feito através do Facebook.

Curta a página do Lado B no Facebook.

Outro exemplo de ultrassom natural finalizada. (Foto: Arquivo Pessoal)Outro exemplo de ultrassom natural finalizada. (Foto: Arquivo Pessoal)
Nos traços da pintura, terapeuta usa maquiagem.  (Foto: Rinelle Letícia)Nos traços da pintura, terapeuta usa maquiagem. (Foto: Rinelle Letícia)
E ganha toques especiais, como o coraçãozinho em vermelho. (Foto: Rinelle Letícia)E ganha toques especiais, como o coraçãozinho em vermelho. (Foto: Rinelle Letícia)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.