A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

30/07/2015 06:34

Você sabe quais chás são mais vendidos em Campo Grande e para que servem?

Aline Araújo
O Hibisco tem sido um dos mais vendidos. (Foto: reprodução: wikihow)O Hibisco tem sido um dos mais vendidos. (Foto: reprodução: wikihow)

Nas lojas especializadas, o campeão é o hibisco, a florzinha de coloração avermelhada vendida em média por R$ 8,00 cada cem gramas. É uma dentre dezenas de plantas nas propagandas de infusões para a saúde e a boa forma.

Veja Mais
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal

A fama do hibisco está ligada ao desejo de emagrecimento, já que se trata de uma bebida rica em substâncias antioxidantes e responsáveis pela ação diurética, impedindo a retenção de líquidos. Além disso, tem a capacidade de evitar o acúmulo de gorduras, principalmente, nas regiões do abdômen e dos quadris.

O chá verde já virou modinha do passado. A sensação nas lojas de produtos naturais é o matcha, derivado da Camellia Sinensis, a mesma do chá branco, chá verde e chá preto, mas elaborado com as folhas mais novas.

A tradição manda que as plantações dessa erva sejam protegidas do sol. Depois de colhidas, as folhas devem ser trituradas muito em um moinho de pedra para virarem pó. Tantos detalhes jogam o preço no alto. Um pote com 200 gramas custa de R$ 27,00 a R$ 30,00.

O matcha é mais concentrado em clorofila, aminoácidos, flavonóides e cafeína, o que faz ser mais potente, inclusive, que outra queridinha das dietas, a gojiberry. A promessa é de acelerar o metabolismo, dar maior entusiasmo na hora da academia e ajudar na recuperação muscular.

Outra diferença é a forma de preparar, que pode ser como farinha, misturado ao suco ou junto com as refeições. 

Mercadão - No ponto mais conhecido de comércio desse tipo de produto, emagrecer é realmente o que leva a maioria dos clientes a comprar chás hoje em dia.

Segundo Marcos Souza, a maioria que procura o Mercadão Municipal tem em vista esse objetivo. Por isso o sucesso dos chás a base de Camellia Sinensis e Hibisco. “É o que as pessoas mais procuram é produtos que auxiliam na perda de peso, por isso esses são os da vez”, comenta.

Mas as infusões também não podem ser tomadas indiscriminadamente. A nutricionista Mayra Nishirira afirma que o ideal é tomar no máximo três xícaras de chá por dia. Ela alerta que, sem o acompanhamento de uma alimentação adequada e exercícios físicos não é eficiente.

“As pessoas precisam entender que o processo de emagrecimento ocorre devido a vários fatores em conjunto. Chás como o chá verde e hibisco não irão fazer ninguém emagrecer como qualquer outro alimento ou produto, mas se você estiver fazendo uma dieta equilibrada orientada por um nutricionista e praticando exercícios físicos regulares, estes podem sim podem auxiliar no seu emagrecimento”, explica.

Dicas - Segundo o presidente do Conselho de Farmácia, Ronaldo Abrão, é importante que o chá seja tomado assim que for preparado, para garantir que os nutrientes não sejam perdidos. “Tem pessoas que tem o hábito de encher uma jarra de chá e tomar o dia todo, isso não tem efeito".

Mas ele alerta que “qualquer substância em excesso pode ser tóxica. Por isso a quantidade deve ser limitada”.

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.