A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

06/08/2015 12:11

História dos Videogames: Conheça o Pippin, console lançado pela Apple em 1995

Edson Godoy
História dos Videogames: Conheça o Pippin, console lançado pela Apple em 1995

No capítulo anterior falamos sobre o NEC PC-FX, console lançado em 1994 e que não conseguiu repetir o sucesso de seu antecessor – o PC Engine / Turbografx-16, ao trazer um hardware que não conseguia trabalhar com gráficos 3D e polígonos, algo obrigatório na quinta geração, que teve o domínio do Playstation.

Veja Mais
The Last of Us 2, novo Uncharted e tudo mais que rolou na PlayStation Experience
Last Guardian e Mario Maker no 3DS puxam lançamentos de dezembro

Nessa época, outras empresas estavam de olho no mercado de consoles e a Apple, famosa hoje pelos celulares Iphone e pelos tablets Ipad, também tentou achar o seu espaço nesse mercado, com o lançamento do Pippin.

Para isso, a empresa se juntou à japonesa Bandai, conhecida fabricante de brinquedos que já tinha experiência no mercado de videogames - havia criado recentemente o Bandai Playdia – além de outros consoles e vários jogos e acessórios para NES. O console é basicamente um Macintosh Power PC transformado em console. A ideia da Apple era propagandear o console como um videogame que também poderia trabalhar como um computador.

Vendo o desastre que o 3DO, outro console com proposta mais abrangente do que ser “apenas” um console de videogame, a Apple correu para mudar a sua estratégia de marketing. O Pippin passaria a ser comercializado como um videogame com capacidades de internet. Então em 1995, o console chega ao mercado em pequenas quantidades no Japão e nos Estados Unidos – uma versão chegou a ser produzida na Europa, em quantidades ainda mais limitadas. Nessa época a internet já era uma realidade, mas apesar disso, a estratégia da Apple não funcionou. As pessoas não estavam preparadas para a ideia de acessar a internet através da televisão. E de fato: era bastante estranho pensar isso naquele tempo.

Somando a esse erro na estratégia o péssimo suporte de desenvolvedores de jogos que o console recebeu, o fracasso era inevitável. O pior de tudo é que o hardware do Pippin era bastante poderoso, o suficiente para rivalizar com o Playstation. Mas apenas uma quantidade ínfima de jogos foi produzida para o aparelho, e dentre estes poucos, nenhum que chamasse a atenção da crítica e do público para o novo console.

Conclusão - O Pippin foi um dos maiores fracassos da história do videogame, com um número aproximado de 40 mil consoles vendidos no mundo todo. Curioso para ver como funciona um game do Pippin? Dá uma olhadinha no vídeo logo abaixo, que mostra um game da série Gundam. No segundo vídeo você confere como funcionava a interface para ouvir música no console. E assim chegamos ao fim de mais um capítulo do nosso especial. Aguarde que no próximo falaremos do famoso Virtual Boy, o maior fracasso da Nintendo.

A coluna de games do Lado B tem o apoio do evento Revolution 2015, que acontece no Clube Okinawa, aqui em nossa Capital, nesse final de semana, nos dias 08 e 09 de agosto. Para maiores informações, visitem o site do evento. Visite também o meu site, o Vídeo Game Data Base.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.