A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

14/09/2016 13:00

Horizon: Zero Dawn e Detroit: Become Human se destacam no estande da Sony na BGS

Equipe VGDB
Horizon: Zero Dawn e Detroit: Become Human se destacam no estande da Sony na BGS

A Sony sempre apresenta um dos estandes mais concorridos da Brasil Game Show. Na edição de 2016 não foi diferente. Além do Playstation VR, que estava disponível em quantidades bastante limitadas, mas com alguns jogos à disposição, como RIGS: Mechanized Combat League, jogos muito aguardados como Horizon: Zero Dawn e Detroit: Become Human mostraram suas credenciais e fizeram subir o já alto hype em relação aos seus lançamentos. Confira nossas considerações sobre esses e outros jogos que estavam expostos no estande da Sony / PlayStation.

Veja Mais
The Last of Us 2, novo Uncharted e tudo mais que rolou na PlayStation Experience
Last Guardian e Mario Maker no 3DS puxam lançamentos de dezembro

Horizon: Zero Dawn
Trata-se de um jogo que já vem causando boas impressões há algum tempo. Ele é tratado como uma joia dentro da Sony e cada vez mais conseguimos entender as razões disso. Ao contrário da BGS do ano passado, em que o jogo foi mostrado apenas em exibições fechadas, neste ano além de uma apresentação fechada para a imprensa, onde era mostrado trechos da demo apresentada na E3 deste ano, também era possível testar o game, em diversas estações presentes no estande.

Desenvolvido pela Guerrilla Games – conhecida pelos jogos da franquia Killzone –, Horizon reuni elementos de grandes jogos como The Witcher 3, The Legend of Zelda e Tomb Raider, em um enredo original, mostrando um mundo pós-apocalíptico cheio de animais robóticos. Nesta nova demo, novas armas foram mostradas, como uma que possibilita à heroina do jogo, a ruiva Aloy, “hackear” o animal abatido, que após esse processo, passa a obedecer suas ordens, podendo servir como montaria, ajuda na caça, dentre outras funções, de acordo com as possibilidades de cada animal. Quanto maior o animal, maior o nível de evolução necessário para Aloy conseguir hackea-lo.

Em outro trecho da demo, Aloy entra em uma vila e conversa com seus moradores, buscando missões e sidequests, no melhor estilo The Witcher, com escolhas das opções de diálogos. A impressão que se teve é que ela era tratada como uma pária dentro de sua tribo. A história se passa em uma sociedade decadente onde a busca pela sobrevivência é constante.

A demo também apresentou novidades como mais detalhes dos menus, customizações de “perks” nos itens e construção de armadilhas, além de novos inimigos e um sistema de leitura do ambiente em 3D. A jogabilidade é muito fluida e os controles respondem muito bem. Por tudo o que se viu até aqui, o jogo agrada e impressiona. Previsto para ser lançado em 28 de fevereiro de 2017, exclusivo para Playstation 4.

Detroit: Become Human
Desenvolvido pela Quantic Dream, o jogo foi mostrado apenas em apresentações fechadas para a imprensa. Nela um dos produtores de Detroit jogava a mesma demo apresentada na E3 deste ano. Nos vídeos que vimos dessa apresentação o jogo já impressionava bastante. Ao vivo, mostrando diversas situações diferentes no game, ficamos ainda mais impressionados.

Nas palavras dos desenvolvedores, Detroit é um jogo de investigação que mistura elementos de Heavy Rain e Beyond Two Souls, os dois jogos anteriores da empresa, com o estilo clássico de jogabilidade com múltiplas escolhas. Na demo você controla Connor, um androide policial que investiga crimes cometidos por outros androides. O jogo apresentou gráficos belíssimos e acima de tudo, uma ambientação de primeira, onde em uma situação de refém é possível sentir toda a tensão da cena.

Uma das habilidades de Connor é reconstruir a cena do crime. Isso possibilita a ele enxergar situações que os humanos não enxergam, e assim coletar pistas imprescindíveis para o êxito da missão. Esse êxito aliás não será fácil. Absolutamente tudo o que se faz na cena do crime pode influenciar no resultado final da ação, tanto positiva como negativamente. Vimos isso de perto durante a apresentação. Apesar de parecer um filme interativo, o jogo apresenta uma infinidade de caminhos. São tantos, que os produtores afirmam que ele será muito maior que os jogos anteriores da empresa.

A demo apresentada estava em inglês, mas foi confirmado que o jogo será localizado para o Brasil. Detroit: Become Human ainda não tem data prevista para lançamento.

The Last Guardian
The Last Guardian foi exibido em apresentação fechada e – lamentavelmente – sem demo jogável para os visitantes. O game é dos mesmos desenvolvedores dos clássicos ICO e Shadow of the Colossus. Após o enorme sucesso desses jogos, The Last Guardian foi então anunciado lá em 2009 para Playstation 3. Entre idas e vindas, o jogo chegou a ser considerado como cancelado, tamanha a falta de notícias, até que na E3 de 2015, lá estava ele, confirmado para Playstation 4.

Priorizando muito mais a história do que os gráficos, o game começa com o narrador contando sua história quando criança, no caso o protagonista do jogo, que certo dia acorda com misteriosas manchas em seu corpo, assemelhando-se a tatuagens. No mesmo recinto encontra-se presa uma misteriosa criatura - lembrando um grifo, criatura lendária cuja cabeça e asas são de águia e o corpo de leão – chamada Trico. No decorrer da narrativa descobre-se como libertar tal criatura e controlar seus poderes. Entre os detalhes confirmados estão a ausência de modo cooperativo ou modos online, ou seja, jogo totalmente feito para um jogador.

The Last Guardian rodará a 30 FPS e terá aproximadamente 60 horas de gameplay. A data de lançamento, que até a última segunda-feira estava prevista para 25 de outubro deste ano para PlayStation 4, foi adiada para 6 de dezembro do mesmo ano. Talvez a ausência de demo jogável já fosse um prenúncio de que o game sofreria esse atraso.

Konami - PES 2017
A Konami não tinha estande na feira, mas pegou emprestado alguns espaços, como a sala de imprensa da Sony, para mostrar dois de seus mais aguardados lançamentos. Primeiro com PES 2017, jogo que chegou ontem às lojas, para todas as plataformas. Algumas das novidades mostradas:
- Parceria de três anos com o Barcelona, com exclusividade do Camp Nou e possibilidade de utilizar os jogadores clássicos do time;
- Jogadores de PES 2016 terão bônus de dois jogadores com habilidade superior à 80;
- Parceira com times como Liverpool, Borussia Dortmund, River Plate, Corinthians e Flamengo;
- Campeonato Brasileiro oficial, com tabela real, com os 20 times da série A;
- Narração de Milton Leite e Mauro Beting;
- Movimentação mais real e um jogo mais rápido. Pelo visto a rivalidade com a franquia FIFA da EA irá ficar mais acirrada.

Metal Gear Survive
Foi mostrado um vídeo do novo Metal Gear Survive, o primeiro depois da saída de Hideo Kojima da Konami. Nesse vídeo, o que se viu foi um jogo que remete muito mais à linha de Resident Evil, como um jogo cooperativo de sobrevivência. A história entra logo após Ground Zero, onde os personagens são sugados por uma força semelhante a um buraco negro e infectados. Não houve demonstração de gameplay. Foi uma apresentação genérica de um jogo que aparenta ser igualmente genérico. Previsão de lançamento para final de 2017. É aguardar para ver como a Konami irá se virar com a série Metal Gear em a presença de seu maior ícone.

99 vidas
No estande da Sony também era possível conferir alguns jogos indie que são apoiados pela empresa. Um deles é 99 vidas, um jogo de luta de rua no melhor estilo beat’n up. O jogo é inspirado em um podcast de mesmo nome e tem como personagens versões "cabeçudas" de seus apresentadores: Jurandir Filho, Evandro de Freitas, Izzy Nobre e Bruno Carvalho.

O jogo também faz inúmeras referências a jogos antigos, a começar pelos gráficos pixelados, remetendo aos tempos áureos dos 8 e 16 bit. Um jogo que busca agradar não só os mais velhos, pela sua pegada mais retrô, como também a gurizada mais nova, pois sua jogabilidade tem um pé nos games mais atuais com power ups dinâmicos e outras modernidades. Um jogo divertido e promissor, especialmente para os fãs do gênero.

Outros jogos que estavam no estande da Sony:
Call of Duty: Infinite Warfare; Gran Turismo Sport – jogo que teve o adiamento anunciado para 2017, ainda sem data definida;Final Fantasy XV; Dragon Ball Xenoverse 2; No Man's Sky;Uncharted 4; Ratchet and Clank; Bound, além dos indies Eternity, Eliosi’s Hunt e Ninjin: Clash of Carrots.

Confira nos vídeos abaixo imagens do estande da Sony que gravamos juntamente com a equipe do Video Game Data Base – VGDB durante a Brasil Game Show deste ano, além de entrevista com o criador da feira, Marcelo Tavares, e também imagens dos trailers dos dois jogos de maior destaque do estande.

Nossa coluna de games tem o apoio da loja Press Start, localizada no Shopping Bosque dos Ipês.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.