A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

07/07/2015 06:45

Tudo o que você queria saber sobre o novo console da Nintendo, de codinome NX

Edson Godoy
Tudo o que você queria saber sobre o novo console da Nintendo, de codinome NX

Em meados de março deste ano, quando a Nintendo anunciou que iria começar a fazer jogos para smartphones e tablets (através de uma parceria com a desenvolvedora japonesa DeNa), a gigante japonesa aproveitou para anunciar que estava também trabalhando em um novo console, de codinome NX. Com esse anuncio a empresa queria deixar claro para os consumidores que o foco da companhia continuaria sendo os consoles e dessa forma evitaria rumores de que essa nova empreitada nos dispositivos mobile seria uma mudança de foco da empresa.

Veja Mais
Last Guardian e Mario Maker no 3DS puxam lançamentos de dezembro
Dos três modelos da linha PlayStation 4, qual se encaixa melhor para você?

Mas o que a empresa talvez não esperasse é que esse anúncio do NX desencadeou uma sequência enorme de boatos, que produziu um sem número de efeitos nos gamers, com reflexos até mesmo no mercado. Nosso objetivo aqui é situar o leitor por todos esses boatos e principalmente, por todas as declarações oficiais da Nintendo que surgiram até agora. Vamos começar?

Imediatamente especulações sobre qual videogame da empresa, Wii U ou 3DS, seria substituído pelo novo NX começaram a surgir, fazendo com que as apostas recaíssem principalmente sobre o Wii U, já que, apesar de ser mais novo, o console sofre com vendas baixas e com baixo suporte de outras grandes softhouses que não a própria Nintendo, enquanto que o 3DS reina absoluto nos portáteis e acabou de ganhar a versão New 3DS que adicionou mais fôlego ao hardware do console.

A Nintendo então tratou de lançar algumas informações adicionais sobre o NX, para evitar o enterro precoce do Wii U. O presidente da companhia, Satoru Iwata, declarou que o console de codinome NX traz um novo conceito de videogame e que não está sendo tratado dentro da empresa como sucessor de nenhum dos atuais consoles da empresa. Disse ainda que, como a base existente dos consoles Wii U e 3DS é sólida, o NX estará começando do zero, o que manterá viva a demanda pelos outros consoles da marca por um tempo razoável. Essa declaração, apesar de não excluir totalmente a possibilidade do NX substituir os consoles atuais da empresa, assegura aos consumidores que independente de qualquer coisa, todos os consoles da marca continuarão tendo suporte.

Isso na verdade é algo comum no mercado. Mesmo quando um console declaradamente substituto de sua geração anterior chega ao mercado, os dois (novo e velho) convivem juntos por um bom tempo, pelo mesmo motivo utilizado por Iwata com relação à base instalada do console que já estava anteriormente no mercado. Inclusive é comum que os consoles da mesma marca compartilhem softwares, como a própria Nintendo fez com The Legend of Zelda: Twilight Princess, que saiu tanto para Gamecube (6ª geração) quanto para o Wii (7ª geração).

Aliás, aqui abre-se espaço para outro anúncio oficial feito: o novo game da franquia Zelda sairá sim para o Wii U. Depois do anúncio de que o game não sairia em 2015 e do desenvolvimento do NX, rumores começaram a pipocar dizendo que o projeto teria migrado para o novo console, o que foi desmentido pelo próprio designer da franquia, Shigeru Miyamoto. Mas seria uma boa sacada da Nintendo caso ela repetisse a fórmula de Twilight Princess. Nada como um novo game da franquia Zelda como título de lançamento do novo console (um novo Mario ajudaria bastante também, tudo já na linha inicial).

Um dos problemas notórios enfrentados pela Nintendo hoje é a falta de atração para que outras softhouses (de preferência as grandes) desenvolvam para seus consoles. E o próprio Iwata (presidente da companhia) disse que a Big N está trabalhando em soluções criativas, no melhor estilo Nintendo, para que seu próximo console ofereça atrativos às desenvolvedoras.

Chegou então a E3 2015, e nela praticamente nada foi dito sobre o NX. O presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime disse durante o evento digital da empresa na feira que novos detalhes sobre o novo console serão revelados apenas em 2016, mantendo a tradição da empresa de anunciar na E3 novidades que estão mais próximas de acontecer. Mas a Nintendo não conseguiu segurar a onda de boatos, e começaram então a pipocar informações de que o NX seria um híbrido de console de mesa e mobile. Inclusive, que ele rodaria sob o sistema operacional Android. Rapidamente a Nintendo tratou de desmentir a utilização do sistema operacional da Android, porém não desmentiu o caráter híbrido do console. Não quer dizer nada, mas pode dizer tudo (risos).

Para apimentar ainda mais essa nova característica que os boatos deram ao NX, surgiu um novo rumor na semana passada (publicado pelo site DigiTimes), indicando que as empresa Foxconn (que entre outras coisas, fabrica o iphone) já teria sido contratada pela Nintendo para a produção de 20 milhões de unidades do NX, para início já em outubro deste ano. A ideia é que o console esteja pronto para ser comercializado já quando for realizado o anúncio de seu lançamento (que dizem que ocorrerá na E3 de 2016). Outra fabricante de componentes eletrônicos, a Pegatron, estaria tentando entrar nesse negócio. As duas empresas se recusaram a comentar essa informação.

No último sábado já surgiu um novo boato, com base em uma tuitada de Liam Robertson, que ficou famoso por acertar alguns palpites sobre novos lançamentos (que segundo ele, são sempre feitos com base em informações de fontes confiáveis). Desta vez ele disse que está convencido de que o NX não virá ao mercado para competir com Playstation 4 em termos de potência de hardware. Bom, a Nintendo vem se especializando nos últimos anos a não competir diretamente com Microsoft e Sony no mercado, buscando sempre ser uma “terceira via” quando o assunto é console de mesa. Isso acontece desde o Gamecube até hoje. Caso esse novo console venha de fato a ser um híbrido, esse viés de “terceira via” estaria mais consolidado do que nunca.

A verdade, meus caros leitores, é que independente de como, quando e onde a Big N irá lançar o seu console, temos que torcer para que ele seja bem-sucedido, pois uma empresa como a Nintendo é vital para a indústria dos games (por mais que muitos não reconheçam isso). Afinal, alguém aí ficaria feliz se acontecesse com a Nintendo o mesmo que aconteceu com a SEGA? Quanto mais o mercado puder fornecer consoles e jogos de qualidade, melhor para nós consumidores.

Confira abaixo alguns vídeos de jogos das últimas gerações de consoles de mesa da Nintendo. A coluna de games do Lado B estreia hoje um novo parceiro, o evento Revolution 2015, que acontece no Clube Okinawa, aqui em nossa Capital, nos dias 08 e 09 de agosto. Para maiores informações, visitem o site do evento: http://www.animerevolutionms.com.br. Visite também o meu site, o Vídeo Game Data Base.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.