A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

11/12/2015 06:12

Com novidades e charme de quintal, Manga Food Park abre na Avenida Bom Pastor

Naiane Mesquita
O visual é de fazer inveja e tem um jeitinho de quintal de vó no Manga Park. (Fotos: Gerson Walber)O visual é de fazer inveja e tem um jeitinho de quintal de vó no Manga Park. (Fotos: Gerson Walber)

O Manga Food Park abriu oficialmente as portas na noite desta quinta-feira (10), na Avenida Bom Pastor. Aproveitando a alcunha de “corredor gastronômico de Campo Grande”, o empreendimento reúne vários restaurantes em um só espaço, organizado com containers, trailers e bicicletas. Uma das diferenças bacanas é que há um espaço kids no local, com brinquedos infláveis.

Veja Mais
Batata de frigideira recheada é carro-chefe de truck que percorre feiras
Ex-gerente de fast food vende Nakedtone, além de pizza que é jantar e sobremesa

O carreteiro vem embalado igual comida orientalO carreteiro vem embalado igual comida oriental
Zé decidiu investir na cozinha com receitas que aprendeu em casaZé decidiu investir na cozinha com receitas que aprendeu em casa

De novidade, o local traz aventureiros da gastronomia, como o Comitiva do Zé, com pratos típicos de Mato Grosso do Sul, entre eles, o arroz carreteiro, que vem em embalagens de papel estilo comida oriental, incluindo a versão fit com arroz integral.

“As receitas são minhas, eu sou advogado, mas aprendi desde cedo a gostar da comida típica daqui, das comitivas pantaneiras. Temos vários sabores, com linguiças especiais, a versão fit com arroz integral, sopa paraguaia e chipaguaçu”, diz José Espindola, 56 anos, que abriu o negócio ao lado das filhas. O preço dos carreteiros varia de R$ 15,00 até R$ 22,50.

Essa comida da terra, feita com jeitinho de avó, combina perfeitamente com o ambiente do food park, que foi montado embaixo de um pé de manga. As mesas são espalhadas pelo espaço tanto do lado de fora, quanto do lado de dentro e os proprietários garantem que em dias que as frutas começarem a cair colocarão uma rede de proteção para evitar acidentes.

As esfiras são uma receita da família Hafidat MansurAs esfiras são uma receita da família Hafidat Mansur

A decoração é bem simples e vai de cada container e trailer. Tem uns que investem mais em detalhes, outros preferem priorizar o cheirinho, que vem de longe.

Entre quem abriu também o primeiro food truck está a família Mansur.

Com o Hafidat Mansur, a neta do proprietário do empório famoso na Capital, Marcela Anache segue a linhagem e traz uma culinária que enche os olhos. As esfihas são bonitas e nos sabores de carne, queijo e coalhada seca com azeitona por R$ 3,00.

Além disso, o cardápio tem o kibe frito por R$ 4,00 e o Tekibe, uma espécie de kebab de kibe cru, no valor de R$ 18,00. “O nome é em homenagem ao meu avô e significa 'neta do Mansur'. Priorizamos a qualidade e principalmente a beleza, porque primeiro comemos com os olhos né?”, brinca a jovem.

O No Francês continua com o cardápio no Manga ParkO No Francês continua com o cardápio no Manga Park
Suco de morango com laranja e canela custa R$ 10,00 Suco de morango com laranja e canela custa R$ 10,00

O local ainda tem pizzas, massas e risotos. Alguns trailers que começaram no Nômade Food Park, o primeiro da cidade, preferiram trocar de endereço, como o No Francês, Fatto di Amore Risoteria e o Etnic. Enquanto, outros deixaram de lado a concorrência e abriram nos dois espaços, como o Los Chicanos.

Para uma das chefs do No Francês, Silvia Bochnia, a Avenida Bom Pastor já se tornou uma grande referência para os campo-grandenses. “Acreditamos que aqui tem um público espontâneo, que sai de casa para visitar os restaurantes da Bom Pastor”, frisa.

Os brigadeiros de todos os sabores da ChocolôOs brigadeiros de todos os sabores da Chocolô

Doces – No quesito sobremesa, o local abre com novidades para os apaixonados pela sobremesa mais querida dos brasileiros: os brigadeiros.

O Chocolô é da confeiteira e psicóloga Lorena Pereira, 28 anos, que desde a faculdade fazia os quitutes para ter uma grana extra e acabou levando a história a sério. Os sabores são diversos, cappuccino, tradicional, romeu e julieta, churros, com uva, com cereja, diet, sem lactose, enfim. O preço varia de R$ 2,00 a R$ 5,00.

Outro diferencial são os sonhos de sabores variados, como prestígio, pistache, chocolate. A massa é assada e depois frita, tornando-a mais leve. O preço é fixo de R$ 5,00. A já conhecida do público, sobremesa Banoff também retorna, mas com outro nome: Santa Banana. A mudança é devido a problemas nos registros da marca.

Na parte de bebidas, o local terá os sucos diferentes e drinques do Henkks Bar e da Casa do Chef, que traz cervejas especiais e artesanais de qualidade, tanto em garrafa quanto no tradicional chope.

O Manga Food Park fica na Bom Pastor, 121. O horário de funcionamento é das 18h às 23 horas, de terça a quinta-feira e domingos. Nas sextas e sábados até meia-noite. Confira mais informações na página do Facebook.

Curta o Lado B no Facebook.

A cerveja fica por conta da casa com chef, que dão dicas para harmonizar com os quitutesA cerveja fica por conta da casa com chef, que dão dicas para harmonizar com os quitutes
Espaço para as crianças.Espaço para as crianças.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.