A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

28/01/2015 06:23

Fusão entre culinária peruana e japonesa chega em restaurante despojado

Aline Araújo
Na entrada o cliente pode escolher entre sentar a mesa ou em sofás. (Foto: Marcelo Calazans)Na entrada o cliente pode escolher entre sentar a mesa ou em sofás. (Foto: Marcelo Calazans)

O lugar é diferente. O ambiente é despojado e clássico ao mesmo tempo. As paredes cinzas cuidam para dar um tom mais sofisticado e as molduras em cores vibrantes, como amarelo, verde água e roxo, quebram a seriedade.

Veja Mais
Manga Park comemora 1 ano com descontos, música ao vivo e atrações para crianças
Bar serve comida alemã e cliente ainda pode conhecer fábrica de cerveja

A mistura dá sensação de conforto a quem entra pela primeira vez no restaurante Imakay, que tem previsão de abertura para a próxima semana, no Shopping Campo Grande, em frente ao Outback. 

Imakay, em quíchua, o dialeto indígena peruano na época do Império Inca, significa conceito, e é isso que os empresários querem trazer para Campo Grande, uma fusão entre a gastronomia peruana e japonesa.

A inspiração veio de São Paulo, que já tem alguns restaurantes do gênero, mas não foi uma criação brasileira. A "culinária nikkei" surgiu com a imigração japonesa ao Peru. Com saudades da culinária tipica, os imigrantes começaram a inserir ingredientes dos orientais aos tradicionais pratos peruanos.

A cerâmica foi feita para o estabelecimento.  (Foto: Marcelo Calazans) A cerâmica foi feita para o estabelecimento. (Foto: Marcelo Calazans)

O restaurante tem cara de bar, ou pub. As cadeiras nas mesas, por exemplo, não seguem um padrão e dividem o lugar em dois ambientes. “A gente não queria que ficasse estilo refeitório, e sim um ar diferente e despojado”, comenta Daniel Favalli, de 32 anos, um dos sócios.

No cardápio, são mais de 15 tipos de ceviches, o famoso peixe cru marinado em suco de limão ou outra fruta cítrica, além de ter cerca de oito pescados diferentes para a elaboração de pratos quentes e frios. As porções são pequenas, tudo ao estilo gourmet. O preço não é dos mais baratos. Uma porção individual custa R$ 29,00.

A casa também oferece uma vasta carta de vinhos e opções de sushis.

As mesas irregulares deixam o ambiente descontraído.  (Foto: Marcelo Calazans)As mesas irregulares deixam o ambiente descontraído. (Foto: Marcelo Calazans)
Na decoração os quadros remetem a cultura peruana e japonesa.  (Foto: Marcelo Calazans)Na decoração os quadros remetem a cultura peruana e japonesa. (Foto: Marcelo Calazans)

Chique - Outro detalhe está na cerâmica para servir, criada em um ateliê paulista exclusivamente para o restaurante, no conceito da casa, tudo artesanal.

Os funcionários ainda estão em treinamento, de olho no atendimento satisfatório, mas para que eles também fiquem um pouco imersos na cultura peruana para responder a possíveis dúvidas dos clientes.

O lugar acomoda 58 pessoas sentadas e a ideia é que elas passem o maior tempo possível ali, sem aquele clima de shopping center “Não queremos que as pessoas comam e vão embora. A ideia é que elas cheguem e aproveitem”, diz Leonardo Merjan, outro sócio do empreendimento.

Tudo pensado com  muito conforto para atender ao campo-grandense.  (Foto: Marcelo Calazans) Tudo pensado com muito conforto para atender ao campo-grandense. (Foto: Marcelo Calazans)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.