A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

31/05/2012 09:29

Gosto pela culinária árabe reúne amigos na Confraria do Carneiro

Paula Maciulevicius
Elpídio Espíndola, Valter Dobro, José Thomáz e Wagner Guimarães, já com a carne pronta.Elpídio Espíndola, Valter Dobro, José Thomáz e Wagner Guimarães, já com a carne pronta.

Em um portão entreaberto da rua 7 de Setembro, no centro de Campo Grande, há dois anos, sempre às quartas-feiras, amigos vão chegando. De longe já dá para sentir o cheiro, o barulho das risadas e da música regional. Foi o gosto pela culinária árabe que fez nascer a "Confraria do Carneiro".

Veja Mais
Manga Park comemora 1 ano com descontos, música ao vivo e atrações para crianças
Bar serve comida alemã e cliente ainda pode conhecer fábrica de cerveja

O gosto pela carne virou programa depois que o empresário José Thomaz Filho, de 49 anos, chamado de "Zezo" pelos amigos, conheceu a ideia no Rio Grande do Sul.

A prática virou ritual e a cada encontro ganha novas receitas. De carneiro assado a recheado ou linguiça.

O requinte da gastronomia é um mero detalhe. "Só fazemos com o intuito de reunir amigos, comer carneiro e ouvir música regional", explica Zezo, que junto com a família mantém um dos principais pontos de comidas árabes de Campo Grande, o Thomaz Lanches.

José Thomaz resolveu trazer a ideia do Rio Grande do Sul.José Thomaz resolveu trazer a ideia do Rio Grande do Sul.

José Thomaz fala que no início eram 20 e poucos amigos e o grupo foi aumentando. Cada um vai chamando outro e a confraria ganha incremento. A reunião acontece pelo menos uma vez a cada dois meses e o próximo passo é sofisticar, dando marca ao evento. “A vontade é preparar cortes com o nome da Confraria”, comenta Zezo.

Todo mundo se conhece e muitas vezes já se esbarrou em entrevistas por aí. A maior parte dos frequentadores são músicos, a família Espíndola aparece em massa, além de jornalistas e empresários.

Na noite de quarta, o grupo Acaba estava muito bem representado, Vandir Barreto, integrante e fundador , chegou munido de violão, só esperando para dar uma palhinha.

“Conheço o Zezo há mais de 30 anos. Ele me fez o convite, sou músico e vim para participar. A proposta é muito legal e eu acabo de cobrá-lo quanto a música porque vim com o intuito de tocar e pra ficar”.

A anfitriã, Debora Thomaz, 47 anos, diz que só com o tempo as mulheres ganharam convite para a festa.A anfitriã, Debora Thomaz, 47 anos, diz que só com o tempo as mulheres ganharam convite para a festa.

Da churrasqueira, de onde saía o cheiro que convidava até quem passava pela rua, quem tomava conta era Elpídio Espíndola, 52 anos. Foi um dos primeiros a montar a Confraria e hoje vê a terceira geração marcando presença. A pequena Valentina não tem nem três meses de vida completos. “É a cara do vô”, brinca. “Aqui é tudo para ver os amigos”, fala.

Questionado se o carneiro fica aos cuidados dele, ele responde aos risos. “Não, porque ele já vem morto, eu só ponho pra assar”.

A anfitriã, Debora Thomaz, 47 anos, conta que comprou a ideia do marido. “A princípio só eles que vinham, nunca estavam as esposas. Mas achamos um meio de começar a vir”, fala.

Hoje a Confraria é de igual para igual, homens e mulheres, crianças e bebes. Um misto de alegria, com toque da música regional e o sabor da culinária árabe.

Galpão na 7 de Setembro é espaço para a Confraria do Carneiro.Galpão na 7 de Setembro é espaço para a Confraria do Carneiro.



Boa tarde, sou nascida em Campo Grande. Tenho 2 irmãs que moram ai. Eu amo minha cidade, amo este povo hospitaleiro, os almoços dançantes com muitas polcas e chamamés. Quem sabe um dia eu volte pra minha terra maravilhosa. Tenho muito orgulho de ter nascido nesta cidade Morena. Feliz aniversário pra ela. E que a confraria continue reunindo amigos, pois este é o melhor que levamos desta vida.
 
Sonia Maria Camargo Goes em 26/08/2012 01:45:52
Ontem fiz um comentário mas, perece-me que não receberam. Coxim Também tem confraria, no Bar do Guedes. (Confraria do Piau), onde acontece a quartaneira (quarta pantaneira), onde se apresentam variedades musicais, Quem sabe, uma hora dessas possa havem um intercambio. Aguardamos.
 
Getulio Santos Mourão em 05/06/2012 10:08:56
Olá amigos. Aqui em Coxim temos algo parecido. Na Confraria do Piau temos a Quartaneira (quarta pantaneira) que acontece no Bar do José Guedes e no Bar do Zé Tombado acontece a Sextaneja (sexta sertaneja) onde é servido um delicioso caldo, regado a todos os tipos de gorós e muita música regional.Qualquer dia desses marcamos presença aí,
 
Getulio Santos Mourão em 04/06/2012 03:43:01
Estão de parabéns pela confraria. Gostaria de saber se é aberto ao público, ou, se para participar é preciso ser sócio?
 
MAGNO OCAMPO em 01/06/2012 10:35:10
muito bom!!! parabens aos idealizadores, nao existe nada melhor no mundo do que reunir pessoas com altissimo astral e promover este derrame de bom convivio.
 
SERGIO RAMIREZ em 01/06/2012 08:28:54
Caro Denis, vc deve se informar um pouco mais sobre eventos gastronomicos na capital.Em Campo Grande temos uma variedade de culinaria incrivel.Não sei se o Campo Grande NEws me permite expor alguns mas vamos lá.Culinaria portuguesa: Restaurante Acepipe,Arabe Arache,Espanhol El Catala,Japonesa e chinesa: tem mais de mil,Italiana: Cantina Romama,Pantaneira: Comitiva do Helinho,Liguiçademaracaju
 
Jose Nantes em 01/06/2012 06:50:24
Caro Nantes, Campo Grande é uma cidade belíssima e a população idem, infelizmente os mil quilômetros que me separam daí, me impedem que eu conheça "todos" os bons endereços da gastronomia, sempre que vou, me levam à algum lugar diferente, inusitado, com excelente menu.
Agora nada se compara a comida típica, preparada na casa de cada família amiga que visitei nessa cidade."Amigos música e comida"..
 
Denis Alves Ferreira em 01/06/2012 05:29:00
Um dia ainda vou participar dessa guloseima.
 
valdir reis em 31/05/2012 12:23:07
Muito legal, adoraria fazer parte dessa thurma...bom dia
 
cristina baldao em 31/05/2012 10:25:49
Sou de Navirai, sempre que estou em CG visito o Thomaz, espero participar desta confraria .
 
walid selem ( Lido) em 31/05/2012 07:28:38
Boa comida, boa música, bons amigos... todos os ingredientes necessários para um evento de sucesso, que aliás, é comum nas empreitadas do compadre Zezo.
Parabéns e espero ter a sorte de participar de "algumas" próximas edições.
 
Denis Alves Ferreira em 31/05/2012 05:17:01
Interessante o local, mas não entendi o seguinte na matéria... Isso é aberto ao público? Falar sobre algo bacana onde as pessoas não podem ir é meio estranho, ainda mais aqui em Campo Grande, onde temos carência de eventos culturais e gastronômicos... Ou seja, lugar legal, mas não posso ir... poim, poim, poim...
 
Ana Paula Miranda em 31/05/2012 04:16:28
Esta confraria e muito boa só tem amigos quanto a reportagem parabens
 
Mourinho Breschigliari em 31/05/2012 01:01:00
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.