A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

31/08/2015 06:23

Juntos, amigos compram rancho no Pantanal para fazer peixada em Campo Grande

Naiane Mesquita
Grupo começou com churrasco, comGrupo começou com churrasco, com

Eles têm muita história para contar, coisa de pescador. Nas reuniões do grupo Equipezona, feitas mensalmente na casa de um dos integrantes, sempre tem peixe no menu, lembranças dos momentos no Pantanal e até vídeo de onça na beira do rio.

Veja Mais
Aproveitando época da guavira, chef ensina petit gâteou e brownie da fruta
Hamburgueria K Burguer traz deliciosas novidades

Os dez casais que integram a equipe se dividem entre Campo Grande e o distrito de Albuquerque, próximo a Corumbá, com a desculpa de ir pescar.

No fundo todo mundo sabe que as viagens vão muito além do simples contato com a natureza. “Estamos aqui todo dia na cidade, nessa correria. Lá não pega nem celular, é uma liberdade”, afirma o empresário Johni Andrade, 31 anos.

 

Edmilson Veratti é o responsável pela moqueca Edmilson Veratti é o responsável pela moqueca

A união que começou com os homens em churrascos na casa de amigos acabou contaminando a família inteira. As mulheres também acompanham as pescarias e dão o maior apoio aos maridos, menos na cozinha.

“Envolve todas as famílias, as crianças, eles têm uma página na internet. Meu esposo é do Amazonas e ele adora pescar. Quando a gente se mudou para Campo Grande em 2009, ele começou a fazer amizade com o pessoal, meu tio também adorava pescar, mas no início eram mais churrascos para que as esposas se conhecessem. Depois surgiu a pescaria. Hoje posso dizer que as minhas melhores amigas são da equipe”, explica Hawany Menezes, 30 anos, esposa de Johni.

A paixão pela pescaria rendeu até a compra de um rancho em Albuquerque. “É dentro de um condomínio, nós temos um chalé, levamos os barcos para lá e vamos de fevereiro a novembro, antes da piracema. A pesca é esportiva, com consciência então a gente sempre traz abaixo da cota e soltamos a maioria dos peixes”, explica o bancário João Coelho, 54 anos.

O amazonense Johni Andrade é um dos cozinheiros do grupoO amazonense Johni Andrade é um dos cozinheiros do grupo

O resultado da pescaria acaba em um jantar promovido pelos homens para o resto da família que ficou em Campo Grande. Tem caldo de peixe, pacu pizza e moqueca. As receitas variam de acordo com o desejo dos “chefs”. “Nós nem chegamos perto da cozinha”, brinca Kely Franco, mulher de Edmilson Veratti, o cara da moqueca. “Hoje estou cozinhando o peixe na panela de barro, então demora um tempo para pegar o calor. Vai demorar umas 2 horas no cozimento”, explica o marido.

Enquanto isso, todo mundo se diverte. Conta as histórias, compartilha as fotos da viagem, jogam um baralho. As crianças que também são amigas aproveitam para brincar pela casa. “Dessa vez o encontro foi na casa da minha mãe, mas normalmente a gente reveza ou faz na Kely”, diz Hawany.

As mulheres costumam ir menos para o chalé pela logística. “Quando é bate e volta não tem como, é quase 3 horas de viagem. Nos feriados vamos mais, levamos as crianças. Minha filha também pesca, tem a vara dela rosa, o pai ensina”, diz Hawany.

Onça-pintada foi vista pelo grupo no Rio Paraguai (Foto: Equipezona)Onça-pintada foi vista pelo grupo no Rio Paraguai (Foto: Equipezona)

A onça pintada que é motivo de orgulho entre eles foi vista às margens do Rio Paraguai. “Foi a primeira vez que vimos em três anos. Descemos 74km no Rio Paraguai, próximo ao Forte Coimbra, foi uma emoção indescritível”, acredita Johni.

Para eles são esses momentos que mostram que a Equipezona é importante não só pra os adultos, mas para as crianças. “Ensinamos a respeitar a natureza, o meio ambiente. É uma pesca com responsabilidade em relação a natureza”, diz.

Já o nome da equipe que talvez seja o mais curioso. “Foi o Wagner que deu a ideia, ele é o mais brincalhão. Estávamos buscando um nome e aquela discussão, não chegava a um acordo e ele falou que aquilo estava uma zona, acabou ficando”, ri Johni.

O Lado B aproveitou o encontro e pediu algumas receitas dos chefs de final de semana. Confira:

Moqueca é uma das especialidades do grupoMoqueca é uma das especialidades do grupo

Moqueca de Pintado

6kg de pintado cortado em poças
8 tomates
1,5 kg de batata cortada em rodelas
800 gramas de cebola picada
1 pimentão verde
1 pimentão vermelho
1 pimentão amarelo
Champignon à gosto
4 tomates sem pele para o usar como molho (pode comprar pronto no supermercado)
Sal à gosto

Modo de fazer:
Monte uma camada de tomate, peixe, batata, cebola, cenoura e repita até cobrir acabar os ingredientes. Deixe cozinhar em cerca de 1 hora e meia em panela normal e 2 horas em panela de barro.

Pacu Pizza

Abra o pacu ao meio, mas sem tirar a escamas de baixo. Asse em uma grelha. Quando estiver assado, retire os espinhos e coloque uma camada de presunto, queijo, tomate e orégano. Retorne a churrasqueira até derreter os ingredientes e sirva.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.