A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Fevereiro de 2017

04/04/2014 10:21

Ministro da pesca é contra a moratória da pesca por cinco anos no Pantanal

Francisco Júnior
Ministro Eduardo Lopes.Ministro Eduardo Lopes.

O ministro da Pesca e Aquicultura, Eduardo Lopes, afirmou que é contra a decretação da moratória, por acreditar que ela não possui base científica.

Ele disse que vai manter, no Ministério, a mesma postura que manteve no Senado com relação ao Projeto de Lei (PLS) 750/2011, que prevê moratória de 5 anos para a pesca no Pantanal. O assunto não vinha sendo tratado como prioridade no Parlamento, mas foi discutido em audiências públicas em Cuiabá e Campo Grande no início da semana, causando grande preocupação entre os pescadores.

Segundo o ministro, a moratória cria problemas para as milhares de famílias de pescadores que tiram o sustento do que conseguem pescar nos rios do Pantanal e, mais recentemente, do envolvimento com a pesca esportiva e com o turismo associado à ela. “Vou manter a mesma posição do Senado, onde eu era relator dessa matéria na Comissão de Constituição e Justiça”, destacou o ministro.

Em seu relatório sobre a proposta do senador Blairo Maggi, o ministro escreveu que “a moratória de cinco anos para a pesca profissional e amadora, presente no art. 16 da proposição, está em dissonância com a Lei da Aquicultura e Pesca”. “Seria mais apropriado incluir uma política pesqueira que promova o desenvolvimento sustentável da atividade, conforme preconizado pela Lei nº 11.959, de 2009. Não existe base técnica que justifique a moratória e cabe enfatizar que esses setores, por dependerem efetivamente da preservação dos recursos pesqueiros, normalmente promovem a conservação do Pantanal”, continuou.

Lopes pretende acionar também a Frente Parlamentar da Pesca para tratar do assunto.

 

Imasul e WWF promovem ação no Parque das Várzeas do Rio Ivinhema
Na quinta-feira (16), durante a primeira reunião ordinária de 2017 do Conselho Consultivo do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema (PEVRI), foi...
Sexta-feira será marcada por chuvas e tempo quente; máxima chega a 36ºC
A sexta-feira (17) em Mato Grosso do Sul será marcada por chuvas, tempo quente e umidade mínima relativa do ar abaixo do recomendado, que é de 60%. C...



Este é mais um dos ministros sem preparo algum para o cargo, acho que quem sabe da sua região e quem mora e trabalha nela, e não um cara que vive em Brasilia no ar condicionado, se continuar como está dentro de 5 anos não teremos nem lambari no pantanal.
 
clelio augusto em 04/04/2014 11:05:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions