A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

15/09/2012 11:53

Ação mobiliza oito empresas e moradores para limpeza da praça

Helton Verão

Moradores pedem ajuda de vizinhança para manter trabalhadores no local

Esta é a 3ª vez que a praça no Itanhangá recebe a ação (Foto: Rodrigo Pazinato)Esta é a 3ª vez que a praça no Itanhangá recebe a ação (Foto: Rodrigo Pazinato)

Com o tema “um dia de cidadania faz um mundo melhor” foi realizada na manhã deste sábado a campanha de conscientização e solidariedade com o meio ambiente, que faz parte da 5ª Ação Nacional de Limpeza Ambiental, na Praça Lúdio Martins Coelho Filho, no bairro Itanhangá.

A iniciativa é da Febrac (Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental) e conta com a mobilização do SEAC/MS (Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação) e os moradores da região do Itanhangá. Cerca de 40 funcionários de empresas afiliadas ao sindicato, além dos moradores, trabalham na limpeza da praça.

“Os trabalhadores são enviados pela empresa de forma totalmente voluntária, limpam toda a praça, pintam os meio-fios, mostram como a classe é unida, organizada e estruturada”, comenta o presidente do SEAC/MS, Daniel Amaro.

Aparelhos como enceradeiras industriais, jatos de alta pressão, roçadeiras, sopradores e outros vários acessórios foram cedidos pelas empresas participantes para a ação. Na ação trabalham funcionários de oito empresas

Os vizinhos da praça Lúdio Martins Coelho Filho, ajudam na administração e preservação da praça. Mas tem enfrentado problemas financeiros para manter a manutenção. Anos atrás chegaram a criar uma associação para cuidar da praça, mas pela falta de estrutura, hoje ela já não existe mais.

Diadema adotou praça como o quintal de sua casa (Foto: Rodrigo Pazinato)Diadema adotou praça como o quintal de sua casa (Foto: Rodrigo Pazinato)

“Até fevereiro tínhamos um jardineiro que mantínhamos com um resto de dinheiro que sobrou da associação, mas de lá pra cá sou eu mesmo que venho todos os dias cuidar a praça. Moro aqui do lado ela é o meu quintal”, desabafa a aposentada Diadema Gelatti.

A moradora reivindica as autoridades uma assistência maior a praça, pois atualmente de dois em dois meses a prefeitura envia trabalhadores para o local, o que não é suficiente. “Precisamos de um zelador, assim ela poderá ser mantida como deveria, por dia três ônibus de escolas visitam a praça, tem que tem alguém para monitorar”, comenta.

As tartarugas que habitavam a praça, já não estão mais lá, três saracuras, os peixes, além de gambás ainda habitam ali. Estes por sinal que se acontece o acumulo de lixo nas lixeiras e no local fazem a sua bagunça.

Promessa - Diadema procurou as assessorias de candidatos a prefeitura e foi informada que uma universidade particular da cidade tomará conta da praça.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions