A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

03/11/2014 16:15

Águas Guariroba é premiada pela IstoÉ Dinheiro na categoria saneamento

Priscilla Peres
Presidente da concessionária de água recebeu a premiação em São Paulo. (Foto: Divulgação)Presidente da concessionária de água recebeu a premiação em São Paulo. (Foto: Divulgação)

A tecnologia e investimentos empregados na área de saneamento básico de Campo Grande, ganharam reconhecimento nacional na sexta-feira (31). A Águas Guariroba foi premiada na categoria Saneamento na segunda edição de As Melhores do Middle Market.

Veja Mais
Temporal com chuva de 30 milímetros e vento forte alaga ruas de Dourados
Corpo de bombeiros trabalha em alerta para chuva e novos estragos

O prêmio faz parte de um anuário criado em 2013 pela Revista IstoÉ Dinheiro em parceria com a consultoria internacional Baker Tilly para homenagear as empresas de porte médio, com faturamento anual não consolidado entre R$ 70 milhões e R$ 500 milhões.

O ranking com as empresas premiadas foi divulgado na edição nº 889 da revista IstoÉ Dinheiro, que circula na primeira semana de novembro. Na publicação, a Águas Guariroba - concessionária que faz parte da companhia Aegea Saneamento - é destaque pela tecnologia empregada e investimentos que fazem com que Campo Grande seja exemplo em gestão do saneamento básico no Brasil.

O prêmio foi entregue a José João Fonseca, diretor presidente da Águas Guariroba, que destacou a importância da premiação para o reconhecimento do trabalho realizado pela empresa. “Em Campo Grande, investimos no que há de mais moderno que conhecemos para garantir a qualidade e eficiência dos serviços prestados à população”, disse, reforçando a necessidade do setor de saneamento receber investimentos maciços e constantes.

Segundo Milton Gamez, diretor de núcleo da IstoÉ Dinheiro, essas empresas são a força do empreendedorismo brasileiro. A Águas Guariroba mudou o saneamento de Campo Grande desde 2000. Hoje, 99% da população têm água tratada e cerca de 75% têm coleta de esgoto, que é tratado antes de ser devolvido aos mananciais. A concessionária já iniciou as obras para universalizar o sistema até 2025 e, para isso, devem ser investidos R$ 636 milhões.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions