A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

07/10/2016 17:54

Campo-grandenses nos EUA voltam à rotina após passagem de furacão

Adriano Fernandes
Na tarde desta sexta, após chegada de furacão, clima já era de tranquilidade em Boca Raton, Florida (Foto: Arquivo Pessoal) Na tarde desta sexta, após chegada de furacão, clima já era de tranquilidade em Boca Raton, Florida (Foto: Arquivo Pessoal)

O furacão Matthew perdeu força e a rotina nas cidades por onde a tempestade passou, aos poucos, já volta ao normal, conforme explicam os campo-grandenses que estão no estado da Flórida, nos Estados Unidos.

Veja Mais
Campo-grandenses correm contra o tempo nos EUA, à espera de furacão
Jiboia de 1,5 metro é encontrada dentro de armário no Monte Líbano

O construtor Samuel Junior Leite, de 45 anos, conta que pela cidade de Boca Raton, no condado de Palm Beach, nem mesmo os estragos foram muitos. Ainda durante a noite de ontem (6) houve vento e chuva forte, mas nada dalém disso. Não houveram estragos em sua residência ou pela vizinhança.

Hoje (7), por lá, o tempo continua nublado, teve chuva leve pela manhã, mas não há nenhum alerta de tempestade no momento. “Os comércios voltaram a funcionar normalmente. Restaurantes, postos de gasolina e até mesmo o trânsito é tranquilo. A rotina já voltou ao normal”, pontua.

Em Coconut Creek, outra colaboradora do Campo Grande News, uma prestadora de serviços, de 53 anos, também de Campo Grande e que preferiu não ter a identidade divulgada, também confirma que a intensidade do furacão foi amena. Mas existe a possibilidade de que a tempestade retorne na terça-feira (11).

“Não houveram estragos em casa ou na minha vizinhança, mas a grande parte dos moradores continua com as proteções nas janelas com medo de que o tempo mude. Mas as pessoas já voltaram a trabalhar, o lixo será coletado normalmente e até mesmo as crianças estão brincando na rua”, comenta.

Nos shoppings de Boca Raton o movimento também é normal.(Foto: Arquivo Pessoal) Nos shoppings de Boca Raton o movimento também é normal.(Foto: Arquivo Pessoal)
O registro é do vento em condomínio em Coconut Creek, pela manhã de hoje (7). (Foto: Arquivo Pessoal) O registro é do vento em condomínio em Coconut Creek, pela manhã de hoje (7). (Foto: Arquivo Pessoal)

Em Pembroke Pines, no condado de Broward, também no estado da Flórida a estudante Julia Bruno Mello, de 20 anos, resume que a primeira experiência de enfrentar um furacão foi mais tranquila que o esperado.

“Teve apenas vento e chuva durante a noite e agora estamos arrumando os móveis tinhamos amontoado esperando o pior”, conta.

Furacão Matthew - O furacão Matthew caiu nesta sexta-feira (7) para a categoria 3, perto do litoral da Flórida, nos Estados Unidos, onde se aproximou com ventos máximos de 195 km/h de acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês).

Regiões costeiras entre Daytona Beach, Saint Augustine e Jacksonville, também na Flórida, foram as mais atingidas. Apenas uma morte, até o momento, foi registrada em Miami por conta do furacão depois de uma mulher ter sofrido uma parada cardíaca e não poder ser atendida pelos serviços de emergência. O Matthew agora segue em direção ao noroeste a uma velocidade de 22 km/h.

Destruição - O balanço provisório de mortos ao sul do Haiti após a passagem do furacão passou, na quinta-feira (6), de 140 para 283, de acordo com relatórios divulgados pelo Governo. Uma estimativa da agência Reuters eleva para 800, citando fontes de ajuda humanitária, conforme publicação do jornal El País.

O fluxo no trânsito pela cidade de Boca Raton, no condado de Palm Beach flui normalmente. (Foto: Arquivo Pessoal) O fluxo no trânsito pela cidade de Boca Raton, no condado de Palm Beach flui normalmente. (Foto: Arquivo Pessoal)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions