A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

29/07/2011 17:01

Com reforço no efetivo, brigadas de incêndio começam a atuar em MS no dia 1°

Paula Vitorino

Seis municípios contam com as equipes. Focos de incêndio no segundo semestre aumentam cerca de 70%, com maior concentração no Pantanal

A equipe de 120 brigadistas do Prevfogo - Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais – inicia os trabalhos em Mato Grosso do Sul na próxima segunda-feira. Neste ano, o serviço conta com mais uma brigada no município de Costa Rica e reforço de 39 brigadistas.

Ao todo, são seis municípios que contarão com as brigadas de incêndios florestais entre os meses de agosto e dezembro. Corumbá e Porto Murtinho – atuação principalmente no Pantanal, Miranda, Aquidauana, Jateí – Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, e Costa Rica – Parque Estadual das Nascentes do Taquari.

Durante os cinco meses considerados como período crítico de estiagem no Estado, há um aumento de ao menos 70% nos focos de incêndio, segundo avaliação do analista do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Alexandre Pereira. Deste, ainda segundo o analista, a região do Pantanal concentra a maioria dos pontos de fogo.

No inverno de 2010, segundo o Corpo de Bombeiros, foi necessário montar brigadas extras com emprego de pessoal que atua no setor de apoio administrativo para reforçar a contenção dos incêndios. O ano fechou com 1.185 ocorrências, bem acima do que foi registrado em 2009, quando aconteceram 698 casos.

Até julho deste ano, são 396. Os focos de incêndio diminuíram no primeiro semestre em comparação com o ano anterior, mas com o início do período de estiagem os números devem voltar a crescer.

Trabalho - Mais de R$ 1 milhão foram investidos pelo Ibama em MS para contratação das equipes, treinamento e aquisição dos equipamentos neste ano. As brigadas são compostas por civis, que passam por processo seletivo e são contratados pelo período temporário de cinco meses.

Os selecionados receberam treinamento de uma semana para a atuação no combate aos incêndios. O trabalho é realizado em parceria com o Corpo de Bombeiros dos municípios e a Prefeitura Municipal.

O chefe do Centro de Proteção Ambiental dos Bombeiros Estadual, tenente-coronel Francimar Vieira da Costa, explica que a corporação dos bombeiros presta apoio aos brigadistas, mas atua em frentes diferentes.

“Nos casos de um incêndio de grandes proporções, trabalhamos juntos, Prevfogo e bombeiros, para combater o fogo”, frisa.

Por todo o país, são 87 brigadas de incêndios florestais. O período de atuação das equipes é definido pela coordenação de cada Estado, de acordo com os meses mais críticos de estiagem na região.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions