A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

12/11/2015 12:56

Exposição de fotos retrata dia a dia do pantaneiro para incentivar preservação

Caroline Maldonado
Exposição quer conscientizar sobre a necessidade urgente de conservar o meio ambiente (Foto: Adriano Gambarini)Exposição quer conscientizar sobre a necessidade urgente de conservar o meio ambiente (Foto: Adriano Gambarini)

O dia a dia que começa num nascer do sol intenso, a rotina dos pantaneiros, a busca pela sobrevivência alimentar dos animais, o voo sereno das aves e a tranquilidade de uma onça-pintada é o conjunto de vivências invejadas por quem sonha com uma viagem ao Pantanal.

Veja Mais
Fim de semana em MS terá tempo instável com possibilidade de chuva
Quatro cidades de MS estão entre as 100 que mais desmatam florestas

A descrição desse cenário com essas palavras é do fotógrafo da Revista National Geographic Brasil, Adriano Gambarini. É dele a exposição “Pantanal: natureza, conservação e cultura”, que vai até o dia 25 de novembro, no Museu das Culturas Dom Bosco, em Campo Grande.

“Eu quero que as pessoas tenham a sensação de estar num lugar simples, e por conta disto, de uma beleza única”, diz o fotógrafo, sobre a exposição organizada pelo WWF-Brasil em homenagem ao Dia do Pantanal, celebrado hoje, dia 12 de novembro.

A relação do fotógrafo com o Pantanal começou em 1989, quando viajou no Trem do Pantanal. Em 2011, fotografou as principais ações do Programa Cerrado Pantanal do WWF-Brasil. O fotógrafo é autor de 12 livros, que mostram o Pantanal em sua rica biodiversidade, fauna e pecuária, a principal atividade econômica da região.

Segundo Adriano, o desafio maior é imprimir a real beleza do Pantanal em um clique. “Sempre encarei meu trabalho fotográfico com um simples propósito: que ele sirva como um degrau para a conscientização sobre a necessidade urgente de conservar o meio ambiente”, diz.

O Museu das Culturas Dom Bosco fica no Parque das Nações Indígenas, nos altos da Avenida Afonso Pena.

Pantanal - A maior área úmida continental do planeta e berço de rica biodiversidade, o Pantanal possui área aproximada de 624.320 km², cerca de 62% no Brasil, nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, e estende-se pela Bolívia (20%) e Paraguai (18%). O bioma é Patrimônio Nacional, conforme a Constituição de 1998 e é considerado Patrimônio da Humanidade e Reserva da Biosfera, pelas Nações Unidas, desde 2000.

O Pantanal tem 4.700 espécies, incluindo plantas e vertebrados. Desse total, 3.500 são espécies de plantas (árvores e vegetações aquáticas e terrestres), 325 peixes, 53 anfíbios, 98 répteis, 656 aves e 159 mamíferos.

A rotina dos pantaneiros é retratada pela exposição (Foto: Adriano Gambarini)A rotina dos pantaneiros é retratada pela exposição (Foto: Adriano Gambarini)
“Eu quero que as pessoas tenham a sensação de estar num lugar simples, e por conta disto, de uma beleza única”, diz o fotógrafo (Foto: Adriano Gambarini)“Eu quero que as pessoas tenham a sensação de estar num lugar simples, e por conta disto, de uma beleza única”, diz o fotógrafo (Foto: Adriano Gambarini)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions