A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

05/12/2014 08:15

Filhote de jaguatirica é empalhado e será usado para educação ambiental

Luciana Brazil
Filhote foi empalhado e será usado para aulas de educação ambiental. (Foto: Divulgação/PMA)Filhote foi empalhado e será usado para aulas de educação ambiental. (Foto: Divulgação/PMA)
PMA acredita que felino morreu por desnutrição. (Foto: Divulgação/ PMA)PMA acredita que felino morreu por desnutrição. (Foto: Divulgação/ PMA)

O filhote de Jaguatirica que morreu na última terça-feira (2), depois de procurar uma fazenda na região de Fátima do Sul, a 246 quilômetros de Campo Grande, foi taxidermizado (empalhado) ontem (4) pela PMA (Polícia Militar Ambiental), durante um curso realizado na Fazenda Porto Bonito, em Itaquiraí, a 410 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Segunda-feira de tempo claro e com possibilidades de chuvas à tarde, em MS
Previsão é de semana chuvosa em Campo Grande e na maior parte de MS

Segundo a polícia, o animal será usado em trabalhos de educação ambiental desenvolvido em escolas públicas e particulares de Mato Grosso do Sul. A PMA acredita que o felino tenha morrido por desnutrição.

O animal apareceu sozinho na fazenda de Fátima do Sul e foi devolvido à mata, mas retornou. Ele foi encaminhado pelos donos da propriedade até a fazenda Porto Bonito, que funciona como uma um CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), mas morreu logo em seguida. Durante os poucos momentos de vida, o filhote encantou os militares que participavam do curso de Taxidermia e Educação Ambiental.

O animal será utilizado na chamada “Oficina de Fauna”, na qual são expostos os animais empalhados e discute-se com os alunos a importância da fauna e todas as questões relativas aos desequilíbrios que levaram os animais a estarem ali mortos e não na natureza.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions