A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

16/03/2015 12:55

Grupo visita Córrego Guariroba para levantar informações antes de audiência

Liana Feitosa

Comissão vai realizar visita técnica ao Córrego Guariroba, na Fazenda São Luiz, em Campo Grande nesta segunda-feira (16), para verificar as condições do manancial que já foi responsável por 54% do abastecimento de água na Capital e, hoje, atende menos de 40%.

Veja Mais
Temporal com chuva de 30 milímetros e vento forte alaga ruas de Dourados
Corpo de bombeiros trabalha em alerta para chuva e novos estragos

A visita vai possibilitar o levantamento de informações antes de audiência pública programada para o próximo dia 19, na Câmara Municipal, a partir das 14h.

Segundo o vereador Eduardo Romero (PTdoB), presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, foram convidados para a visita representantes do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, Imasul (Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul), Movimento Guariroba Vivo, Conselho Gestor do APA (Área de Preservação Ambiental), Fórum de Meio Ambiente, Comissão de Meio Ambiente da OAB/MS, Águas Guariroba e produtores rurais da região do Guariroba.

Também foram convidados representantes do município, como o Planurb (Instituto Municipal De Planejamento Urbano), Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Assembleia Legislativa e Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal.

Encontro - Segundo a organização, convidados e imprensa se encontrarão no pátio do posto de combustível Shiraishi, que fica na Rua Manoel de Oliveira Gomes, 41, em frente à BR-262, no bairro Maria Aparecida Pedrossian, saída para Três Lagoas.

A saída está programada para as 13h30, já que o local se trata de propriedade rural que está distante cerca de 40 minutos do centro da Capital.

Câmara - Na audiência sobre o Guariroba, quinta-feira (19), será discutida a situação dos mananciais da cidade, a necessidade de parques lineares implantados e com manutenção, sistemas de captação de água e programas como o Manancial Vivo que, por meio de PSA (Pagamento de Serviços Ambientais), determina ações de manutenção e preservação.

"O assunto água possui um grande leque de temas para ser debatido pelos poderes e a sociedade. Por isso, quem participa da audiência contribui e esclarece", afirma o vereador.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions